Missão com Mulheres


- Brasil
Telefone(s): (51) 3284-5400
secretariageral@ieclb.org.br
ID: 2674

Lya Wilhelm - Primeira mulher no Conselho da Igreja

21/10/2012

Neste ano, 2012, faz 40 anos que Lya Wilhelm foi eleita para o Conselho Diretor da IECLB, hoje Conselho da Igreja.

O destaque neste acontecimento é que Lya foi a primeira mulher eleita para esta instância, fato que aconteceu em 1972, no VIII Concílio da Igreja, realizado em Panambi/RS.

A história de Lya Wilhelm é muito rica e plena de realizações em termos de estudo, formação e serviços.

Lya Wilhelm, natural de Cachoeira do Sul/RS, nascida em 14 de julho de 1928, é a segunda dos três filhos (Rolf e Ila) do casal Erwino Wilhelm e Elly Freyler Wilhelm.

Foi no Colégio Sinodal Barão do Rio Branco, então Colégio Brasileiro-Alemão, em Cachoeira do Sul, que Lya fez os seus estudos primários. Depois, cursou o ginasial no Colégio Sinodal de São Leopoldo/RS e o curso Científico no Colégio Americano, em Porto Alegre/RS. A formação superior, em Filosofia, foi obtida na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em Porto Alegre, em 1954, com especialização em Tecnologia Educacional, na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUC/RS, em Porto Alegre, em 1978, além de cursos de aperfeiçoamento para Diretores de Escolas Estaduais de Grau Médio e para Diretores e Professores de Ensino Médio, pela Divisão de Ensino Normal/SEC, em Porto Alegre, em 1970, e Curso de Extensão Cultural em Assistência Comunitária, pelo Gemeindehelferinnen Seminar, Stein b/ Nürnberg, na Alemanha, nos anos de 1960 a 1962.

Professora de Filosofia e História, especialista na área da Educação em Administração de Escolas, tendo dirigido a Escola Normal João Neves da Fontoura e o Colégio Estadual Dr. Liberato Salzano Vieira da Cunha, em Cachoeira do Sul (1969-1971), Lya foi Delegada de Educação da 24ª Delegacia de Educação, em Cachoeira do Sul (1971-1975), Assessora Técnica da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Cachoeira do Sul (1975-1977), Assessora Técnica-Pedagógica Organizacional da Fundação Educacional do Vale do Jacuí, em Cachoeira do Sul (1977-1978), Diretora e organizadora do Museu Municipal de Cachoeira do Sul - Patrono Edyr Lima (1978-1996), primeira Presidente do Conselho Municipal do Patrimônio Histórico-Cultural - COMPAHC, Cachoeira do Sul (1981-1986), Museóloga e Vice-Presidente da Associação Rio-Grandense de Museologia.

No âmbito de participação, atividade, cargos exercidos na Comunidade Evangélica de Cachoeira do Sul e na Região Sinodal, Lya Wilhelm foi organizadora do grupo de Juventude Evangélica da Comunidade de Cachoeira do Sul (1954-1960), Presidente da OASE - Cachoeira do Sul (1969-1970), membro do Conselho Sinodal de Educação no Sínodo Riograndense, em São Leopoldo (1966-1970), membro da Diretoria da OASE do Sínodo Riograndense, membro do Conselho Diretor da IECLB, em São Leopoldo (1972-1975), e Delegada da IECLB no Conselho Mundial de Igrejas (CMI), na V Assembleia, em Nairobi, no Quênia, na África (1975).

A primeira mulher eleita para o Conselho Diretor da IECLB ainda promoveu e participou de publicações de caráter histórico (Calendário Histórico-Cultural de Cachoeira do Sul (1982), Cachoeira em Jornal - a história da imprensa cachoeirense (1982), A participação de Cachoeira do Sul na Revolução Farroupilha (1985), dentre outros), além de publicações de artigos em jornais e revistas. Atualmente, Lya colabora sistematicamente com os departamentos culturais do Núcleo Municipal da Cultura de Cachoeira do Sul, traduz textos da Língua Alemã para a Língua Portuguesa, participa de ações comunitárias e incentiva a promoção e a difusão da cultura.

Títulos e distinções: Lya foi paraninfa em diversas ocasiões, recebeu Voto de Louvor pela Escola Normal João Neves da Fontoura (1967), Educadora do Ano pelo Jornal do Povo, Cachoeira do Sul (1969, 1971, 1975), Certificado de Prestação de Serviços Relevantes ao Estado do Rio Grande do Sul pela 24ª DE/SEC (1970), Diploma de Honra ao Mérito pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul (1974), Voto de Louvor pela Secretaria de Educação e Cultura, Porto Alegre (1975), Prestação de Relevantes Serviços à Fundação Educação do Vale do Jacuí (FUNVALE), Cachoeira do Sul (1978), Destaque em Cultura pelo Jornal do Povo, Cachoeira do Sul (1980), Voto de Louvor pela Prefeitura Municipal de Cachoeira do Sul (1981) e Medalha Sentinela do Patrimônio do Rio Grande do Sul pela Oscip Defender, Cachoeira do Sul (2005), dentre outros.
 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Se a Palavra desaparecer, o mundo fica escuro. Aí ninguém mais sabe onde se abrigar.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Vivam como pessoas que pertencem à luz, pois a luz produz uma grande colheita de todo tipo de bondade, honestidade e verdade.
Efésios 5.8-9
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br