Sínodo Norte Catarinense



Rua Jaguaruna , 99 - Centro
CEP 89201-450 - Joinville /SC - Brasil
Telefone(s): (47) 3433-9977
sinodonc@terra.com.br
ID: 13

Pessoa com Deficiência

Conviver faz muito bem!

A palavra encontro significa “ir ter com alguém”. Boa definição! Uma pessoa “vai ter com alguém” que a acolhe; que a ouve e que a compreende. O “Grupo de Mães de Filhos com Deficiência” surgiu assim, a partir do Serviço da Pessoa com Deficiência da Comunidade Evangélica de Joinville.

Sim, esse Grupo nasceu, cresceu e continua se desenvolvendo. As pessoas que fazem parte do mesmo encontram-se uma vez ao mês nas dependências de uma Paróquia.

Com vistas num bom convívio, procuramos nos conhecer para nos compreender melhor, relatou uma das participantes. Esse conhecimento se torna verdade a partir do diálogo que sempre é fundamental quando se troca informações e saberes; é indispensável às pessoas que têm “sede” de um tempo só para si. É assim que compartilhamos as nossas alegrias e tristezas; que buscamos forças para continuarmos na tarefa de cuidar do filho ou da filha com deficiência, sublinhou uma mãe.

E na sequencia desses gostosos “bate papos” que trabalhamos os nossos temas, sempre a partir de assessorias capacitadas. Enquanto as mães participam do encontro, as suas filhas e filhos são atendidos por um grupo de voluntárias que brinca, desenha, conta histórias e lancha com os meninos e meninas. Os testemunhos são unânimes: Trata-se de uma tarde divertida e gostosa para os filhos e as filhas que acompanham suas mães. No final do encontro todas voltam para suas casas, sabedoras que a Igreja de Jesus Cristo é parceira de suas “caminhadas”.

A reunião do “Encontro de Mães” não termina quando elas se despedem no final da tarde. O tempo que antecede o próximo encontro sempre se deixa entremear de visitas e contatos telefônicos. Sim, as referidas mães se visitam e gostam de estar juntas na casa de uma ou de outra. Dessa forma elas fomentam o vínculo que um dia foi estabelecido no Grupo.

Eis uma iniciativa que todas as Comunidades de Jesus Cristo poderiam oferecer às famílias que têm “Pessoas com Deficiência” em seu núcleo familiar. Diaconia é ir ao encontro das necessidades das pessoas; é incluir sem titubear na brisa, no silêncio, na reflexão. Deus quer usar as nossa filha com deficiência para mostrar para a sociedade, para as Igrejas que ela é um tesouro que Ele está usando para abençoar pessoas e glorificar o seu Nome. Nós decidimos ser felizes ao lado de nossas filhas, sob o olhar do nosso Criador”, concluiu a mãe. Histórias de vida como esta nos levam à reflexão e nos ajudam a sermos mais acolhedoras e acolhedores com todas as pessoas.

O trabalho desenvolvido junto às Pessoas com Deficiência e seus pais, têm promovido aprendizado relevante em minha vida e na vida do voluntariado engajado neste projeto de amor. Conviver com as diferenças é um desafio que, como Igreja, precisamos continuar perseguindo. E você, pode ajudar.  


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Importa, acima de tudo, que homem e mulher convivam em amor e concórdia, para que um queira ao outro de coração e com fidelidade integral.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Não existe nada de tão bom e nada de tão ruim que Deus não poderia usar para me fazer o bem, se eu confio Nele.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br