Sínodo Sudeste



Rua Barão de Itapetininga , 255 Cj 510 - Centro
CEP 01042-001 - São Paulo /SP - Brasil
Telefone(s): (11) 3257-8418
sinodosudeste@luteranos.com.br
ID: 18

Diaconia e a Cidade

06/06/2014

Diaconia e cidade
Diaconia e cidade
Diaconia e cidade
1 | 1
Ampliar

Diaconia e a Cidade

(Pastor Carlos Alberto Radinz, UP de São Paulo)

Auxílio para a preparação do encontro de jovens;

A nossa Igreja, neste ano, escolheu como tema “ViDas em Comunhão”, tendo como motivação a Igreja na cidade. Este estudo, elaborado por jovens de São Paulo, procura ajudar a juventude a refletir sobre a “Diaconia” e seu papel para promover Vida em Comunhão e as Vias de Comunhão. O que é diaconia? Qual sua importância? E como ela pode promover comunhão?

O presente estudo procura descobrir o significado da diaconia a partir de Mateus 20.20-28. Conforme o texto de Mateus, após a adoração a Jesus, a mãe de Tiago e João faz um pedido para que os dois estejam sentados ao lado do torno de Jesus; ou seja, no poder de governar. Mas Jesus apresenta uma proposta completamente diferente. Pode-se ler em Mt 20.25-28:

 “Então, Jesus, chamando-os, disse: Sabeis que os governadores dos povos os dominam e que os maiorais exercem autoridade sobre eles. Não é assim entre vós; pelo contrário, quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva; e quem quiser ser o primeiro entre vós será vosso servo; tal como o Filho do Homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos.

Jesus inverte a lógica humana ao colocar como grande, importante, justamente aquele que serve. E a palavra servir é a palavra grega διακονiα – diakonia. Diaconia é a palavra em grego, utilizada no Novo Testamento, para descrever aquele e aquela que realiza um “serviço”, no sentido de trabalhar para os outros. Diaconia literalmente significa aquele que está servindo à mesa. O fundamento teológico para expressar a ideia de diaconia é o próprio Jesus que se apresenta a si mesmo como servo – diakonos – de Deus (conforme Mt 20.28). Esta proposta de Jesus representa uma total inversão dos valores humanos. Os últimos serão os primeiros e os primeiros serão os últimos. Jesus não veio para ser servido, mas para servir, i é isso que ele espera de seus seguidores, que também sirvam aos outros.

Jesus é o diácono – servo – de Deus que veio ao mundo para servir e assim transformar a realidade. A atuação de Jesus, segundo os evangelhos, aconteceu primordialmente junto aos sofridos e excluídos do povo. E fez tudo isso por causa de sua misericórdia. Por esta razão compreende-se diaconia como a prática da fé de maneira misericordiosa junto aos que sofrem com a finalidade de transformar sua realidade.

Neste sentido, a Igreja de Jesus Cristo na terra é a própria diácona – serva – de Deus, que por misericórdia coloca-se ao lado dos sofridos e injustiçados, a fim de servi-los e desta forma transformar a realidade em que vivem. A partir desta visão pode-se falar que a diaconia é a razão de ser da Igreja; ou seja, se a Igreja não coloca em prática sua fé misericordiosa para com os que sofrem, ela deixa de ser Igreja de Jesus Cristo.

A diaconia precisa ser entendida como um chamado de Deus, para a Igreja servir aos que sofrem. Por isto, a Igreja necessita se contextualizar, conhecer a realidade em que vive, e onde está localizada testemunhar o amor de Deus por meio de ações bem concretas. 

Existe um método (VER – JULGAR – AGIR) que aproxima a Igreja de sua tarefa diaconial.

VER: buscar informações do que acontece na nossa cidade; quais são seus problemas (por exemplo: desigualdade, pobreza, violência, discriminação, morte, drogas ...)

JULGAR: com base das informações avaliar os impactos desses problemas sobre a vida das pessoas e da cidade, também analisar a existência de ideologias ou grupos que se beneficiam com destas situações. Eleger o que é prioridade e que está à altura do grupo, e, por fim estudar propostas de como atuar

AGIR: de posse das informações e da convicção do que é preciso fazer trabalhar para ir de encontro à realidade com o propósito de transformá-la.
O tema do ano anima a Igreja a viver em comunhão, desafia a Igreja a sair de sua “zona de conforto” e promover Vias de Comunhão. Como Igreja, os jovens são todos diáconos e diáconas de Deus para mudar o mundo.

Pensando no encontro: breves sugestões.

Canto inicial: A canção amanhecer, que pode ser ouvida aqui!

A cada dia nasce de novo o sol,
assim renasce a cada manhã a misericórdia de Deus.
Recebo hoje a dádiva da vida novamente de tuas mãos Senhor e grato disponho-me a servir.
//: Vamos cantar! É bom viver e despertar pra conviver.
Dar mais calor, fazer brilhar o sol do amor no amanhecer.
Nós somos o sal da terra. Nós somos fermento na massa.
Nós somos a luz do mundo, refletindo o sol da graça. ://

Para reflexão:

Ler o texto de Mateus 20.20-28 e falar sobre a proposta de Jesus que apresenta um novo jeito de entender as coisas. (Quem quiser ser o mais importante seja quem sirva, porque os últimos serão os primeiros e os primeiros os últimos.) Neste contexto apresentar a diaconia, como instrumento de Deus para transformar a vida.

Perguntas motivadoras para discussão:

Na sua opinião, quais são os problemas que criam sofrimento para as pessoas? (deixar o grupo falar a vontade e anotar as “palavras chaves” num quadro ou numa folha de papel)

Na sua opinião, como estes problemas atrapalham a vida das pessoas? Na família, na sociedade e na Igreja? (novamente deixar o grupo falar e anotar as “palavras chaves”)

O que nós como grupo de jovens podemos fazer para mudar essa realidade e criar comunhão? (anotar as propostas)

Canto final: A canção diaconia, que pode ser ouvida aqui: >>> http://www.cifraclub.com.br/campanha-da-fraternidade/diaconia/

Diaconia                             ( Ouça aqui

Compositor: Erli Mansk / Rodolfo Gaede Neto

 

1. Aprendamos de Maria a ouvir com devoção

Ter de Marta a energia, pressa e dedicação.

Acontece diaconia na ação com oração

Ser uma Marta Maria: que bonita vocação!


Vamos juntos trabalhar

Na seara do Senhor,

Pois o povo está a vagar

Qual ovelhas sem pastor


Libertados pela graça

Nos dispomos a servir

Sirvamos com alegria

Exaltando o Deus do amor.


2. Do pequeno ser amigo, ao faminto dar o pão,

Com o nu buscar abrigo, com o doente comunhão.

Acolher o forasteiro, ao sedento saciar.

Libertar o prisioneiro e os mortos sepultar.


3. Todos nós somos chamados para este mutirão

Venham, pois, muito animados, integrar a comunhão!

Vivenciar diaconia com os mais pobres deste chão;

Resgatar a cidadania, superar a escravidão!


Voltar para o Caderno Estudos para Jovens 2014 Sínodo Sudeste


Autor(a): Carlos Alberto Radinz
Âmbito: IECLB / Sinodo: Sudeste
Título da publicação: Estudos para Jovens / Ano: 2014
Natureza do Texto: Educação
ID: 28741

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Dêem graças a Deus, o Senhor, porque Ele é bom e porque o seu amor dura para sempre.
Salmo 118.1
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Mesmo que não sejamos cristãos tão bons como deveríamos ser, e somos ignorantes e fracos tanto na vida como na fé, Deus ainda assim quer defender a sua Palavra, pela simples razão de ser a sua Palavra.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br