Jornal Evangélico Luterano

Ano 2012 | número 750

Sexta-feira, 24 de Janeiro de 2020

Porto Alegre / RS - 20:28

Gente Luterana

VIVER o Evangelho
AMO A IGREJA DE JESUS CRISTO

   Muito ativa na Comunidade de Capanema/PR, Dirce já foi Vice-Presidente da Paróquia e também a primeira e única mulher Presidente da Paróquia de Capanema, além de duas vezes Presidente e Vice-Presidente da Comunidade, Secretária da Comunidade e Coordenadora do Grupo de Casais. Atualmente, é Presidente da Comunidade, onde participa do Grupo de Canto e da OASE. “Graças a Deus, as minhas gestões foram muito boas, porque me inspirei em uma pessoa bastante ativa na Comunidade, que trabalhava com grande amor e se orgulhava da sua Igreja: Valter Markus. Sei que sou cheia de falhas, porque sou humana, mas amo a Igreja de Jesus Cristo e procuro segui-la”.
   Como os grandes temas do Sínodo Rio Paraná, a Presbítera destaca ´Deus ama quem oferta com alegria’, pois, desta forma, estaríamos devolvendo a Deus um pouco daquilo que Ele nos dá “A fé sem obras é morta. De nada adianta ir aos cultos todos os finais de semana e não conseguir viver e levar a mensagem do Evangelho”. Os desafios de ser IECLB na região são conservar os membros e motivar a sua participação na Comunidade, frente à grande oferta de outras Igrejas, que prometem milagres imediatos e abusam da Teologia da Prosperidade. Também se faz necessário conscientizar os membros sobre a contribuição financeira, colocando os seus dons à disposição da Igreja. É importante, ainda, colocar em pauta a capacitação/formação dos membros para o trabalho na Igreja.
   O que poderia ser melhor na IECLB? “Muitas vezes, a participação na IECLB diminui por esta ser uma Igreja muito conservadora. Por exemplo, no trabalho com jovens, os nossos Ministros, na maioria das vezes, não conseguem manter uma ação com esse grupo. O que falta para que os jovens participem mais? Capacitação, vontade, inovação, motivação? Em relação ao acompanhamento da IECLB e dos Sínodos com as suas Paróquias, é uma ação muito distante e que poderia ser mais próxima, possibilitando o conhecimento mais detalhado das Paróquias pelo Pastor Sinodal, para que ele soubesse e reconhecesse as dificuldades de cada uma das Paróquias mais a fundo. A área de trabalho é grande, mas as dificuldades das Comunidades também são” relata Dirce Stevens Faccio, que sonha com uma IECLB com as suas Comunidades mais unidas, ativas, participativas e que os seus membros se orgulhem da sua Igreja e de fazer parte dela.

MISSÃO e contribuição
TUDO O QUE TEMOS E SOMOS VEM DE DEUS

   Professora com licenciatura em Series Iniciais, Irma, já aposentada, conta que o espaço da fé na sua vida está no relacionamento com alunos, colegas, família, vizinhos, amigos e Comunidade, em função do envolvimento, do respeito e das atitudes “Fundamental é o amor com o qual realizamos aquilo que nos propomos a fazer. Independente de profissão, gênero ou idade, de nada adiantam os dons que Deus nos dá se não os colocamos a serviço”.
   Na IECLB, Irma revela que a sua caminhada iniciou no dia em que os seus pais e Padrinhos a conduziram ao altar para receber o Batismo na Comunidade à qual pertence até hoje e em que recebeu o primeiro chamado a servir “O primeiro cargo que ocupei foi como Presidente da Comunidade de Guaraipo/PR, em 1998. Quase tive um infarto, pois nunca uma mulher havia ocupado este cargo! No entanto, com o incentivo do Pastor e da Comunidade, que é pequena, mas muito participativa, aceitei o desafio. Gostei tanto que já fui Presidente outra vez!”. Irma não parou mais: foi representante da Paróquia junto ao Conselho Sinodal, Secretária da Comunidade, Secretária da Paróquia, Secretária da Diretoria do Sínodo e, paralelamente, Presidente da Paróquia de São João e Secretária do Conselho de Administração da Casa de Formação de Águas de Verê, administrada pelas Paróquias de São João e Pato Branco. Atualmente, a Presbítera é Vice-Secretária da Paróquia e membro do Conselho Fiscal da Comunidade. Também faz parte do Conselho de Administração do Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor - Verê, como Conselheira.
   Como os grandes temas do Sínodo Rio Paraná, Irma aponta ´Missão´, ´Formação´ e ´Contribuição por amor e fé´. O principal desafio do Sínodo - também da IECLB, na visão de Irma - é mostrar a sua proposta e, a partir daí, cativar membros para as Comunidades.
   O que poderia ser melhor na IECLB? “Sinto orgulho da forma transparente e democrática com que a nossa Igreja toma decisões, levando em conta todas as opiniões e convidando leigos para fazer parte das Assembleias. Da parte dos membros, deveria haver maior conscientização no sentido da contribuição espontânea”, alerta Irma Rothbarth Pereira, cujo grande sonho é que os membros da IECLB entendam que tudo o que temos e somos vem de Deus, por isso, a partir dessa compreensão, que passem a contribuir por fé e gratidão e, enfim, que a IECLB não precise mais se preocupar com recursos externos para se manter.

Ultima edição

Edição impressa para folhear no computador


Baixar em PDF

Baixar em PDF


VEJA TODAS AS EDIÇÕES


Gestão Administrativa

Política de Justiça de Gênero da IECLB

O XXXI Concílio da Igreja, em 2018, aprovou a constituição de um grupo para trabalhar na elaboração da Política de Justiça de Gênero da IECLB, delegando ao Conselho da Igreja (CI) a articulação desta tarefa. O CI, na sua reunião (+)



Educação Cristã Contínua

Caixa de memórias

A Bíblia está impregnada de histórias/ memórias. Estas histórias/memórias, passadas entre as gerações, chegaram até nós e possibilitaram o nosso conhecimento da história de Deus com o seu povo. Jesus também fez uso da memória para ensinar. (+)

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc
A oração precisa ter o coração todo para si, por inteiro e exclusivamente, para que seja uma boa oração.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br