Jornal Evangélico Luterano

Ano 2017 | número 804

Quinta-feira, 17 de Junho de 2021

Porto Alegre / RS - 18:25

Gratidão

Jesus Cristo é a motivação e o exemplo a ser seguido

A Comunidade cristã existe, vive e se movimenta a partir da convicção de que Jesus Cristo é o seu Mestre, Guia, Intercessor, Senhor e Salvador, Caminho para a vida eterna e para o Reino de Deus. Nada tem sentido no cotidiano da Comunidade se Jesus Cristo não for o centro, a motivação e o exemplo a ser seguido. A esta convicção chamamos fé.

Jesus Cristo é o Filho de Deus, enviado ao mundo para libertar, perdoar, ensinar e mostrar o seu amor. Essa é a fé que motivamos as pessoas a fortalecerem no seu coração: Creia sempre, sem cessar, siga em fé, sem vacilar; creia em Cristo até o fim; ele chama: Creia em mim! (HPD 1 - 159.1).

Conforme Atos 2.41-47, as primeiras Comunidades cristãs viveram intensamente a partir da sua fé. Elas ouviram a pregação dos apóstolos e acreditaram na mensagem, sentiram-se cativadas pelo desejo de um mundo transformado, novo, renovado a partir do amor. Neste mundo, as pessoas são chamadas a viver em comunhão, em cuidado, em colaboração umas com as outras, pois Jesus ensinou o caminho que passa pelo cuidado com o próximo: Ame o Senhor, seu Deus, com todo o coração, com toda a alma e com toda a mente. [...] Ame os outros como você ama a você mesmo (Mt 22.37 e 39).

Assim somos chamados a viver a fé também nos dias de hoje. Fé entre quatro paredes é uma fé morta. É comum encontrarmos pessoas que dizem: ‘Eu não preciso ir à Igreja. Eu tenho a minha fé em casa!’. Cresce o número de pessoas que trocam o convívio em Comunidade pelas Redes Sociais, pelos programas de televisão, por mensagens de Internet. Com isso, buscam apenas uma palavra que lhes interesse, que não lhes tire da acomodação, que não lhes dê compromisso com o próximo.

A fé cristã é movimento, é encontro, é cuidado, é solidariedade, é vida em comunhão. Ela gera em nós o desejo de levar a mensagem de Cristo adiante. Para isso, é preciso colocar-se à disposição. É preciso contribuir, fazer a sua parte!

Como nos envolvemos, a partir da fé em Cristo, com a missão de levar a sua mensagem às pessoas? Qual é o compromisso que temos com a nossa fé?

Todos os que criam estavam juntos e unidos e repartiam uns com os outros o que tinham (At 2.44) Assim viviam as primeiras Comunidades cristãs. Estar juntos, repartir, essas são atitudes difíceis de serem seguidas, mas o desafio da fé é avaliar: Como eu posso ajudar para que a mensagem de Cristo continue mudando o mundo? Como eu posso contribuir? Existem diversas formas! Uma delas e a mais comum é a contribuição financeira: ‘Eu contribuo para que a minha Comunidade possa existir, encontrar-se, celebrar, viver em comunhão, para que a Palavra de Deus continue sendo estudada, pregada e atualizada para a nossa vida de fé’.

Com frequência, infelizmente, temos perdido o significado desta contribuição. Terminamos tratando esse assunto como ‘pagamento de uma taxa para ser membro’, para ter direito aos Ofícios, para ser sepultado! Essa contribuição não tem compromisso com a fé. Antes, ela é fruto do capitalismo moderno: pago, logo tenho direitos...

Contribuir como gesto de fé, de compromisso, de gratidão a Deus pela vida e por tudo que temos e somos, essa é a forma de viver juntos e unidos e repartir, como faziam já as primeiras pessoas cristãs, oferecendo o seu tempo, os seus dons, a sua participação. Somos motivados e motivadas a colocar toda a nossa vida a serviço do Reino de Deus. Para isso, é preciso reconhecer o amor e a presença de Deus constantemente em nossa vida, porque creio, porque a fé move o meu coração.

Ultima edição

Edição impressa para folhear no computador


Baixar em PDF

Baixar em PDF


VEJA TODAS AS EDIÇÕES


Gestão Administrativa

Ser Igreja de Jesus Cristo em contexto de pandemia

Em perspectiva de balanço do ano que passou, compartilhamos, de forma adaptada e atualizada, partes da Carta Pastoral da Presidência, de Pastoras e Pastores Sinodais, publicada em agosto de 2020. A partir de março de 2020, passamos a conviver com a pandemia do Covid-19, (+)



Educação Cristã Contínua

Igreja que valoriza o Sacerdócio Geral (parte 3/3)

Desafios Com base nas atividades que estão sendo realizadas e considerando o cenário atual, a Coordenação de Educação Cristã (CEC) vislumbra os seguintes desafios para a efetivação da Meta Missionária 1 (Áreas de prioridade (+)

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc
Um coração puro é aquele que observa e pondera o que Deus diz e substitui os seus próprios pensamentos pela Palavra de Deus.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br