Jornal Evangélico Luterano

Ano 2017 | número 811

Quarta-feira, 16 de Junho de 2021

Porto Alegre / RS - 22:16

Gratidão

A contribuição nossa: a Igreja é de todos e todas nós!

A Igreja não é apenas um prédio, onde todos os domingos pela manhã escutamos o badalar do sino nos chamando para mais um Culto. A Igreja é uma Comunidade na qual nos encontramos para ouvir a Palavra de Deus. É na Igreja que, desde criança, aprendemos as historinhas bíblicas, no ‘Culto Infantil’. Depois, quando adolescentes, vamos ao ‘Ensino Confirmatório’. O passo seguinte é a ‘Juventude’. Com o passar do tempo, as pessoas se casam, batizam os seus filhos, as suas filhas, comemoram Bodas de Prata, Bodas de Ouro e, por fim, sepultam e são sepultadas, conforme os preceitos cristãos pregados na Igreja Evangélica de Confissão Luterana.

É na Igreja que temos comunhão com os nossos irmãos e as nossas irmãs na fé. É lá que comungamos juntos e juntas na Santa Ceia. É lá que recebemos a bênção de Deus em cada final de Culto. É lá que elevamos as nossas preces a Deus, na Oração de Intercessão. É na Igreja que pedimos perdão pelos nossos pecados e temos na absolvição a certeza de que somos perdoados e perdoa das. É lá que ouvimos a Palavra de Deus, preparada com carinho pelo Ministro, pela Ministra. É lá que confessamos a nossa fé, assim como os Apóstolos faziam nos primórdios da Igreja Cristã. É lá que oramos o Pai Nosso, a oração que Nosso Senhor Jesus nos ensinou. Parece bastante, mas ainda não é tudo que temos na Igreja. Há também os Ministérios com crianças, mulheres, homens, corais, jovens e adolescentes, casais, lideranças, etc.

Para manter a Igreja em funcionamento, existe uma gama de gastos comuns a todos nós, como infraestrutura do templo, do salão comunitário e outras dependências. Verdade é que falamos muito sobre dinheiro em nossas Comunidades, pois este é um desafio constante para a nossa manutenção. No entanto, falamos pouco sobre como a Igreja se mantém, quais são os destinos das nossas contribuições e qual é o destino das Ofertas feitas no Culto.

Quando se fala em contribuição na Igreja, logo lembramos nas sacolinhas (salvas) que são passadas durante o Culto, para as Ofertas. Esse dinheiro não fica para a Comunida de. Existe um Plano de Ofertas elaborado pela IECLB, válido para todas as Comunidades, que destina, em âmbito nacional e sinodal, cada contribuição a algum projeto diaconal, assistencial ou grupos definidos pelo Conselho da Igreja. As Ofertas locais deveriam ser pauta das reuniões de Presbitérios, para que fossem também destinadas e não servissem de apoio ao caixa da Comunidade.

Há também muitas outras necessidades pequenas que vão aparecendo no dia a dia, por isso o trabalho voluntário na Igreja é bem-vindo e necessário, mas também precisamos da colaboração financeira de cada membro. De acordo com os Estatutos da nossa Igreja, todas as pessoas que fazem a Confirmação ou são admitidas como membros pela Profissão de Fé são responsáveis pela manutenção financeira da Igreja, ou seja, todas deveriam dar um pouco do que Deus já lhes deu para o trabalho da Igreja.

É importante lembrar que a nossa Igreja não cobra para realizar Batismos, Casamentos nem Sepultamentos, por isso a contribuição regular e espontânea é tão importante. Para ações especiais de arrecadação, é essencial que a Comunidade saiba quantos são os seus membros, onde moram e como participam da vida comunitária, ou seja, manter um cadastro atualizado, para, assim, vislumbrar a Missão de Deus.

A Igreja é de todos e todas nós! Somos responsáveis pela edificação das nossas Comunidades e da nossa Igreja. Cada Comunidade faz parte de uma Comunidade maior, a IECLB. Então, lembremos as palavras do Apóstolo Paulo: Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade, porque Deus ama a quem dá com alegria. Deus pode fazer-vos abundar em toda graça, a fim de que tendo sempre em tudo, ampla suficiência, superabundeis em toda boa obra (2Cor 9.7-8).

P. Leandro Luis da Silva | Ministro na Comunidade da Cruz, em Curitiba/PR

Ultima edição

Edição impressa para folhear no computador


Baixar em PDF

Baixar em PDF


VEJA TODAS AS EDIÇÕES


Gestão Administrativa

Ser Igreja de Jesus Cristo em contexto de pandemia

Em perspectiva de balanço do ano que passou, compartilhamos, de forma adaptada e atualizada, partes da Carta Pastoral da Presidência, de Pastoras e Pastores Sinodais, publicada em agosto de 2020. A partir de março de 2020, passamos a conviver com a pandemia do Covid-19, (+)



Educação Cristã Contínua

Igreja que valoriza o Sacerdócio Geral (parte 3/3)

Desafios Com base nas atividades que estão sendo realizadas e considerando o cenário atual, a Coordenação de Educação Cristã (CEC) vislumbra os seguintes desafios para a efetivação da Meta Missionária 1 (Áreas de prioridade (+)

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc
Porque nem eu nem tu jamais poderíamos saber algo a respeito de Cristo ou crer nele e conseguir que seja nosso Senhor, se o espírito não o oferecesse e presenteasse ao coração pela pregação do Evangelho.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br