Jornal Evangélico Luterano

Ano 2019 | número 830

Quinta-feira, 11 de Agosto de 2022

Porto Alegre / RS - 04:49

Perspectiva - Profa. DRA. Ema Marta Cintra

Depressão dói – e dói muito!

Não tema, pois estou com você. Não tenha medo, pois sou o seu Deus (Is 41.10)

No mês passado, mais uma pessoa cometeu suicídio na nossa cidade. Era jovem, tinha amigos e uma bela vida se apresentava à sua frente. Estudante de Mestrado, era concursado e possuía uma vida econômica estável. Em tese, alguém que não apresentava problemas maiores para enfrentar. Este é um caso, entre tantos no Brasil e no mundo, de uma pessoa que estava com depressão e acreditou que a solução dos seus problemas estava na sua morte. Quão triste é isso!

Sempre nos questionamos o que leva uma pessoa a acabar com a sua vida. Aqueles e aquelas com quem convivemos e que já passaram por situações de depressão, apontam que esse mal é terrível. As pessoas não veem esperança em nada, tudo é vazio, nenhuma prospecção é possível... o nada se instalou em sua existência. Enfim, a vida não vale nada. Então, para que viver?

Nesse caso da nossa cidade, bastou dar uma pequena espiada nas Redes Sociais para ver indicativos que algo não ia bem. Postagens retratavam uma pessoa entristecida, desanimada e sem perspectivas. Como os seus amigos e as suas amigas não perceberam isso? A sensibilidade para ver o outro e enxergar as suas dores e os seus desafios existenciais se esvaiu nesse turbilhão de afazeres que a sociedade atual impõe e isso provoca distanciamento e indiferença.

Se nos permitirmos enxergar as pessoas que sofrem com a depressão e que estão próximas a nós, podemos visitar essas pessoas, procurar não deixá-las sozinhas, orar por e com ela. Orar também na sua Comunidade. Enfim, importar-se com ela e mostrar que a vida tem muito mais coisas bonitas que tristezas e problemas.

Dialogar e levar a pessoa a perceber tudo o que acontece de bom ao seu redor, falar sobre planos para o futuro, mas não é só isso: é saber que Deus deu inteligência para o ser humano e que, nesses casos, a ajuda de um Médico, uma Médica especialista no assunto se faz de extrema importância. Não podemos negligenciar as dores da depressão. Ela dói muito – e pode levar ao suicídio!

É imperativo apontar para Deus e dizer que Ele se importa com cada um dos seus filhos e das suas filhas amadas. Ele mesmo anuncia: De todos os lados somos pressionados, mas não desanimados; ficamos perplexos, mas não desesperados; somos perseguidos, mas não abandonados; abatidos, mas não destruídos (2Co 4.8-9). Deus aponta, ainda, para o seu cuidado como Pai e promete: Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei (Mt 11.28). Confiemos nele!

Ultima edição

Edição impressa para folhear no computador


Baixar em PDF

Baixar em PDF


VEJA TODAS AS EDIÇÕES


Gestão Administrativa

Ser Igreja de Jesus Cristo em contexto de pandemia

Em perspectiva de balanço do ano que passou, compartilhamos, de forma adaptada e atualizada, partes da Carta Pastoral da Presidência, de Pastoras e Pastores Sinodais, publicada em agosto de 2020. A partir de março de 2020, passamos a conviver com a pandemia do Covid-19, (+)



Educação Cristã Contínua

Igreja que valoriza o Sacerdócio Geral (parte 3/3)

Desafios Com base nas atividades que estão sendo realizadas e considerando o cenário atual, a Coordenação de Educação Cristã (CEC) vislumbra os seguintes desafios para a efetivação da Meta Missionária 1 (Áreas de prioridade (+)

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc
Que ninguém procure somente os seus próprios interesses, mas também os dos outros.
Filipenses 2.4
© Copyright 2022 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br