Jornal Evangélico Luterano

Ano 2019 | número 828

Domingo, 20 de Junho de 2021

Porto Alegre / RS - 13:03

Sínodos

Missão no Sínodo Sul-Rio-Grandense: vivência comunitária, paz, justiça e solidariedade

Se o Senhor não edificar a casa em vão trabalham os que a edificam (Sl 127.1). Entendemos que, na vida de uma Comunidade, Paróquia, Sínodo e Igreja, bem como na vivência de uma pessoa cristã, o centro, aquilo que norteia a ação é a mensagem do Evangelho. Olhando para a vivência de Jesus, nos deparamos com a ordem dada por ele a seus seguidores e que continua atual nos nossos dias: Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações (Mt 28.19).

Compreendemos que o ide de Jesus desafia a olhar a realidade na qual a pessoa está inserida e, assim, anunciar e praticar os sinais do Reino de Deus. Nestes sinais, precisamos perceber as diversas dimensões que abrangem o ser humano e a bela e perfeita Criação de Deus. O ide, ou seja, o ‘fazer missão’ deve levar em conta as diversas dimensões do ser humano, seja no aspecto espiritual, social, físico, psicológico, profissional...

Como Sínodo Sul-Rio-Grandense, atuamos em prol da Missão, anunciando o Evangelho nas 20 Paróquias que abrangem 99 Comunidades, espalhadas por 27 municípios da região sul do Estado do Rio Grande do Sul. Compreendemos que somos chamados e chamadas a servir e testemunhar por meio de palavras e ações concretas.

Atuamos junto a pessoas criadas a imagem e semelhança de Deus e que necessitam de cuidados, acompanhamentos... Como uma das suas prioridades para este ano, a Diretoria do Conselho Sinodal se propõe a ir ao encontro das Paróquias e Comunidades, seja participando de reuniões, celebrações ou outros eventos.

Pensando ainda na Missão e no cuidado para com o ser humano, priorizamos a visitação hospitalar, pois pessoas enfermas e fragilizadas precisam receber o acompanhamento e a presença de alguém que, em nome da Igreja, leve consolo, esperança e oração. Nem sempre temos respostas para as dores e os sofrimentos, mas a fé nos faz perceber, em todos os momentos da vida, a presença do bondoso Deus.

Dos diversos encontros sinodais, destacamos o trabalho do Setor de Saúde e Alimentação. Neste ano, tivemos o 20º Dia da Saúde e Alimentação, com a participação de mais de 500 pessoas. Ao longo dos anos, este setor tem promovido encontros, reflexões e proporcionado vivências práticas que geram vida e vida com dignidade. Este setor tem estimulado a reflexão sobre temas que dizem respeito à saúde e ao bem-estar do ser humano, ao cuidado da Criação e à sustentabilidade do planeta. Fazer Missão é anunciar a vida com dignidade e justiça. Para isso, é necessário perceber as diversas dimensões que envolvem o bem-estar do ser humano.

Precisamos perceber que, neste mundo, não somos eternos e eternas. Se não cuidarmos e preservamos a Criação, que futuro terão as gerações vindouras? Quando pensamos e falamos em Missão, temos que perceber que a Missão se dá na vivência do dia a dia, nos pequenos gestos e nas atitudes simples. Não precisamos de grandes investimentos ou muitos recursos para colocar em prática a possibilidade de termos Comunidades atrativas, acolhedoras e missionárias, tema que perpassa diversos encontros do Sínodo.

Como Sínodo, atuamos e almejamos um mundo com mais paz, justiça e solidariedade e rogamos para que Deus fortaleça a caminhada comunitária e nos capacite com sabedoria e discernimento.

Pa. Roili Borchardt | Pastora Sinodal do Sínodo Sul-Rio-Grandense 

Ultima edição

Edição impressa para folhear no computador


Baixar em PDF

Baixar em PDF


VEJA TODAS AS EDIÇÕES


Gestão Administrativa

Ser Igreja de Jesus Cristo em contexto de pandemia

Em perspectiva de balanço do ano que passou, compartilhamos, de forma adaptada e atualizada, partes da Carta Pastoral da Presidência, de Pastoras e Pastores Sinodais, publicada em agosto de 2020. A partir de março de 2020, passamos a conviver com a pandemia do Covid-19, (+)



Educação Cristã Contínua

Igreja que valoriza o Sacerdócio Geral (parte 3/3)

Desafios Com base nas atividades que estão sendo realizadas e considerando o cenário atual, a Coordenação de Educação Cristã (CEC) vislumbra os seguintes desafios para a efetivação da Meta Missionária 1 (Áreas de prioridade (+)

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc
O maior erro que se pode cometer na cristandade é não zelar corretamente pelas crianças, pois, se queremos que a cristandade tenha um futuro, então, precisamos preocupar-nos com as crianças.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br