Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil e Ecumene



ID: 2676

Documento Luterano-Católico: Batismo e Crescimento em Comunhão

07/04/2022

 

A Federação Luterana Mundial (FLM) e o Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos (PCPCU) emitiram um comunicado de imprensa conjunto anunciando a publicação online do relatório da Quinta Fase da Comissão Luterana-Católica Romana sobre Unidade. O documento é intitulado Batismo e Crescimento em Comunhão.

O novo documento, que esteve em preparação nos últimos sete anos, inclui importantes impulsos para a continuidade da discussão teológica e eclesiológica e dá “um passo significativo ao propor um consenso diferenciador sobre o batismo”.

O relatório procura encontrar uma linguagem para as dimensões eclesiais do crescimento em comunhão. Conclui com seis compromissos que traçam um roteiro para o diálogo permanente e para a crescente cooperação em todos os níveis entre luteranos e católicos. Ele destaca eventos particulares nos últimos anos que contribuíram para a jornada 'do conflito à comunhão', notadamente a comemoração conjunta do 500º Aniversário da Reforma em Lund, Suécia, a Declaração de Intenção endossando uma colaboração mais estreita entre o braço diaconal do Serviço Mundial da FLM e a rede católica Caritas Internationalis, bem como iniciativas locais como a visita do Papa Francisco à paróquia luterana em Roma, em 2015.

Jornada de exploração conjunta

No entanto, o comunicado de imprensa observa que houve desafios na recepção deste relatório. O Conselho de governo da FLM o estudou e o recebeu em 2019, enquanto o PCPCU e a Congregação para a Doutrina da Fé do Vaticano expressaram preocupações e descreveram o relatório como “um documento de estudo aberto ainda não pronto para recepção”.

O Prof. Dr. Dirk Lange, Secretário-Geral Adjunto para Relações Ecumênicas da FLM, observou que as diferentes visões, longe de serem um obstáculo, “nos levam a questões centrais de nosso diálogo luterano-católico, que exploraremos juntos nas próximas fases do trabalho da Comissão Mista”. O novo relatório, diz ele, “nos encoraja a avançar nessa jornada de exploração conjunta à medida que começamos a nos preparar para a Sexta Fase do diálogo”.

Vamos explorar juntos as diferentes visões que nos levam a questões centrais de nosso diálogo luterano-católico. — Prof. Dr. Dirk Lange, Secretário Geral Adjunto da FLM para Relações Ecumênicas

Lange lembrou os presentes de um cálice e uma patena elaborados por membros da comunidade ecumênica de Taizé, que líderes da FLM deram ao Papa Francisco durante uma recente visita ao Vaticano, em junho de 2021. Durante esse encontro, Lange disse que “o papa nos encorajou a continuar com paixão o nosso caminho comum, observando que o ecumenismo não é um exercício de diplomacia eclesial, mas um caminho de graça [...] que purifica memórias e corações, supera atitudes de inflexibilidade e orienta para uma comunhão renovada. Não se trata de alcançar acordos redutivos ou formas de sincretismo apaziguador, acrescentou o papa, mas de buscar uma unidade reconciliada em meio às diferenças”.

O relatório afirma o compromisso de ambas as partes com a próxima etapa do diálogo, dizendo: “Com gratidão, luteranos e católicos reconhecem uma fé comum sobre a ação salvífica de Deus no batismo. Querem ir mais longe nas suas reflexões sobre a incorporação no corpo de Cristo e as dimensões eclesiais do crescimento em comunhão. (§2.5.2.)”

O relatório completo está disponível nos sites da FLM e do PCPC.

Versão em inglês pode ser lida aqui.
 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Pela graça sois salvos, mediante a fé, e isto não vem de vós: é dom de Deus.
Efésios 2.8
REDE DE RECURSOS
+
Importa, acima de tudo, que homem e mulher convivam em amor e concórdia, para que um queira ao outro de coração e com fidelidade integral.
Martim Lutero
© Copyright 2022 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br