Outros 500



ID: 2956

Campanha do Tijolo da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana Norte Fluminense

04/07/2019

1 | 1
Ampliar

Marco inicial

Carnaval de 1993 – essa data é apontada como marco inicial da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana Norte Fluminense.

 

Contexto

Com a expansão da Petrobrás na bacia petrolífera de Campos, no estado do Rio de Janeiro, houve grande afluência de profissionais da área (engenheiros, geólogos, técnicos) oriundos de diferentes partes do Brasil. A partir daí, com a fixação de muitos luteranos na Região dos Lagos e Norte Fluminense, surgiu a demanda de uma comunidade de fé à luz da confessionalidade luterana. Macaé e Rio das Ostras passaram a centralizar os encontros e celebrações.

Macaé - Por conta do desenvolvimento da indústria do petróleo e gás, especialmente a partir da quebra do monopólio estatal, em 1997, a cidade hoje é bem diferente da vila de pescadores dos anos 70.

Rio das Ostras - Um lugar de natureza exuberante. Praias, sol, muitos atrativos e localização estratégica na Região dos Lagos, a Costa do Sol. Situada a 170 km da capital fluminense, Rio das Ostras conquista visitantes de todo o país.

 

Começando como Ponto de Pregação

O geólogo Almiro Wilbert e sua esposa Odila disponibilizaram sua residência em Macaé para as reuniões de culto que começaram naquele carnaval de 1993 e com periodicidade mensal inicialmente, passando a quinzenal em meados de 1994 e semanal a partir de 1996, com a presença do ministro da Paróquia em no mínimo um dos cultos de cada mês e os demais encontros eram dirigidos por liderança leiga local.

O Ponto de Pregação sempre ligado à Paróquia Esperança de Niterói (RJ), começou em 1993 e funcionou até meados de 1997 quando, em Assembleia do antigo Distrito Eclesiástico do Rio de Janeiro, foi elevado à categoria de Comunidade Evangélica de Confissão Luterana Norte Fluminense.


Comunidade Evangélica de Confissão Luterana Norte Fluminense

Com o aumento de participantes, a partir de março de 1997 os cultos passaram a ser realizados em outros espaços. Inicialmente uma amiga da Odila e dona de um Curso de Inglês no bairro Imbetiba, em Macaé, cedeu o espaço da escola para os encontros dos luteranos. Depois os cultos passaram a acontecer no Bairro da Glória, na creche da Bete, uma senhora da Igreja Metodista, mas simpatizante dos luteranos.

De 2001 a 2002, a Comunidade teve significativo impulso com a presença fixa por cerca de um ano e meio da Pastora Sandra Kamien (Tehzi, após casamento) em Período Prático de Habilitação para o Pastorado, morando nos primeiros seis meses na casa do casal Almiro e Odila Wilbert em Macaé e depois por mais um ano aproximadamente em espaço alugado em Rio das Ostras. Neste período houve, além da continuidade com os cultos dominicais, dedicação maior a estudos bíblicos e visitação.

Por cerca de sete anos, de 1996 a 2003, a Família Wilbert manteve uma página na Internet em nome da Comunidade. Também editava e imprimia um Boletim mensal, distribuído aos membros e visitantes. O Boletim era igualmente disponibilizado na página virtual. Era uma forma de divulgação e referência regional para eventuais novos moradores da região em busca de emprego e que poderiam ser oriundos de locais onde a presença luterana fosse mais comum.

Registramos também a passagem de Stefan Ruy Krambeck na Paróquia para a realização do seu Período Prático de Habilitação ao Ministério, entre 2002 e 2003. No Boletim da Comunidade Evangélica Luterana Norte Fluminense, ele deixou algumas meditações na coluna Mensagem do mês onde assinava como “Candidato ao Pastorado”.

Com a saída de algumas pessoas de Macaé e a maior participação de membros e simpatizantes na região de Rio das Ostras e Casemiro de Abreu, em meados de 2002 os cultos, agora novamente quinzenais, passaram a acontecer preferencialmente em Rio das Ostras, mas sempre com o foco no atendimento regional. Duas vezes por mês, em média, o pastor ou pastora da Paróquia de Niterói se deslocava para Rio das Ostras para realizar culto e prestar atendimento pastoral à comunidade. Citamos: Pr. Dr. Haroldo Reimer, Pa. Dra. Ivoni Richter Reimer; Pr. Guilherme Fredrich e Pa. Margarete Emma Engelbrecht. Sem um templo, os cultos eram realizados nas casas dos membros.

Assim foi até que o Sínodo Sudeste, através de um Projeto Missionário, tendo como base a Comunidade Norte Fluminense, ligada à Paróquia Esperança de Niterói, organiza e estrutura a presença da IECLB na região. Pastor Francisco Rafael S. dos Santos foi enviado para atuar em tempo integral nesse projeto a partir de abril de 2010.

Os cultos eram realizados duas vezes por mês na própria casa pastoral, no bairro Extensão do Bosque em Rio das Ostras. Também luteranos na cidade de Campos e São Pedro d’ Aldeia receberam atendimento pastoral. Estudos bíblicos aconteciam nas casas. Assim com atividades comunitárias e espirituais, e com a proposta do Projeto Educar pela Paz em escolas da rede municipal, a Comunidade luterana foi se estruturando no contexto Norte Fluminense.

Muitas famílias da fase anterior ao Projeto Missionário se mudaram da região, mas outras tantas chegaram, caracterizando como bastante rotativo o rol de membros. Foi possível formar um Presbitério que se mostrou atuante e comprometido com os objetivos evangelísticos e de crescimento da Comunidade. Assim, uma sala foi alugada para centralizar as atividades da Comunidade. O culto no domingo de Páscoa de 2013 marcou o início de uma nova fase. A essa altura os cultos já vinham sendo realizados todos os domingos, às 10:00 h. No domingo, 7 de julho de 2013, com a presença do então pastor sinodal Guilherme Lieven, o novo espaço de culto e convivência comunitária foi dedicado a Deus. O local amplo e público, de fácil acesso, no bairro Cidade Praiana, na Rodovia Amaral Peixoto, nº 900 – Rio das Ostras, possibilitou a participação e testemunho de muitos, o viver comunidade de Jesus Cristo a partir da confessionalidade luterana. Desde o início as crianças ocuparam seu “cantinho” – um espaço ao lado do altar, onde interagiam entre si, com material para desenho e brincadeiras, e simultaneamente a comunidade conviveu com elas em todo o tempo de culto.

Também em 2013 foi definido o Estatuto da Comunidade, criado CNPJ e conta bancária próprios dando visibilidade jurídica à Comunidade. Formou-se o Conselho Paroquial composto por presbíteros da Comunidade Norte Fluminense e da Comunidade de Niterói.

Em 2014, mais uma vez contando com generosas doações pessoais e do Sínodo Sudeste, a Comunidade pôde trocar o antigo Celta, doado pelo Sínodo Sudeste, por um Corsa Sedan Classic, garantindo assim a locomoção para o trabalho pastoral.

Dentro das atividades pastorais do Pr. Francisco no Projeto Missionário, surgiu desde 2010 as ações do Educar pela Paz, contando com o envolvimento de um grupo de jovens rappers liderados pelo MC Natã. O Projeto Educar pela Paz trouxe propostas socioeducativas a fim de promover uma reflexão a respeito da violência cotidiana. Dessa maneira, por meio de oficinas, palestras e ações sociais buscou-se construir a Cultura da Paz, tomando como ponto de partida a comunidade escolar de periferia.

O Projeto Missionário Norte Fluminense, inicialmente aprovado por três anos, de 2010 a 2012, foi contemplado com auxílio da Campanha Vai e Vem da IECLB, por mais três anos, de 2013 até 2015. Nesse ínterim, Pr. Francisco deixou suas funções pastorais na Comunidade Norte Fluminense para atuar em tempo integral no Projeto Educar pela Paz, a partir de janeiro de 2015. Para dar continuidade aos trabalhos pastorais, o Pastor emérito (aposentado) Zulmir Penno assumiu interinamente, por seis meses, até o envio de outro obreiro.

 

Histórias, depoimentos

As três meninas: Frida, Carlinha e Dzidra sempre prestativas faziam por assim dizer, o papel da OASE. Era Dzidra que ainda dirigindo seu carro, buscava as outras duas para os cultos. Frida mudou-se para João Pessoa, Dzidra permaneceu na Barra de São João e Carlinha, em Rio das Ostras. Essas três senhoras durante muito tempo disponibilizaram seus lares para realização de Estudos Bíblicos e Cultos.

Dzidra conta que na época dos cultos em Macaé, na escola de inglês, vinha um casal de pastores de Niterói: Pastores Doutores Ivoni Richter Reimer e Haroldo Reimer. Durante o culto, na casa dos anfitriões, o filho do casal pastoral deu um susto em todos quando caiu na piscina! Foi um Deus nos acuda! Dzidra Adamsons, natural da Letônia, faleceu em 02/11/2018, aos 87 anos. Carla de Oliveira (Walther) faleceu em 15/08/2015, aos 91 anos.

Outro membro, desde os primórdios, é o Eveli Bock. Sempre prestativo e alegre muito contribuiu para a consolidação do grupo, sempre junto com a sua esposa Vanda. Mas como nem tudo são flores, Eveli amargou, junto com outros membros, a perda do terreno para posseiros. O terreno seria para a construção de um templo e para o qual foi concebido projeto. Enviado para a OGA alemã, este projeto teve aprovação e destinação de recurso específico que, no entanto e em razão da invasão do terreno, foi liberado para aplicação em outros projetos desta mesma organização de auxílio.
/-/-/-/-/-/-/-/-/-/-/-/-/-/-/-/

Em agosto de 2015 a Comunidade recebeu por envio da IECLB, o Pr. Jan Meyer, vindo diretamente de Córdoba/Argentina onde tinha atuado em capelania de ancionato. Então dando prosseguimento ao Projeto Missionário que fora renovado por mais três anos, Pr. Jan instalou-se em Rio das Ostras onde permaneceu até outubro de 2018.

Ainda em 2018 a Comunidade adquiriu um terreno de 480 m² na Rua Miramar s/n Lote 8 Quadra 4, no Bairro Jd. Miramar, Rio das Ostras/RJ. Com apoio dos membros locais, da Comunidade de Niterói, do Projeto Educar pela Paz e da OGA (Obra Gustavo Adolfo), foi dado esse audacioso passo.

No último mês de 2018 a Comunidade fez o destrato do aluguel da sala e, a partir de janeiro de 2019, passou a se reunir todos os domingos para cultos e estudos bíblicos nas casas dos membros: Robineti Vargas/Fátima; Angela Calais e João Batista de Andrade; Maurício e Renata Surerus; Vanda e Eveli Bock entre outros. Os cultos sempre conduzidos pelo pastor aposentado Zulmir Penno e os estudos bíblicos, por lideranças leigas. Cabe ainda ressaltar a presença do Pr. Francisco Santos, coordenador paroquial, a cada dois meses para cultos e participação em reuniões de planejamento. Assim foi dado início a uma nova fase. O Presbitério, com reuniões mensais e aberto a participação de todos/as, opta por agregar recursos humanos e financeiros para a construção desse espaço multiuso. Então em junho de 2019 foi planejada a cerimônia para lançamento da Pedra Fundamental das futuras instalações no terreno recém adquirido. Cerimônia marcada para 03/08/2019, com presença do Pastor sinodal Marcus Ebeling e das igrejas-irmãs do Núcleo Rio de Janeiro, Minas Gerais e outras. Também foi planejada a Campanha do Tijolo com uma apresentação em PowerPoint do projeto de construção, a ser amplamente divulgada por todos os meios de comunicação. Para melhor visualizar a Comunidade, foi criado um blog: www.luteranosnf.blogspot.com - além da perfil no Facebook que conta com cerca e 2.500 seguidores nesta data, junho/2019.

Outra conquista importante em 2019 foi a parceria da Comunidade Norte Fluminense com a Comunidade Luterana de Kriftel, na Alemanha, através do Dr. Udo Heep, um amigo do casal Zulmir/Neiva Penno.
(texto atualizado em junho/2019 por Neiva Penno)

 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Deus é um forno ardente repleto de amor, que abraça da terra aos céus.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Quando Deus não está no barco, não se navega bem.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br