Artigoteca



ID: 2958

400 Mil, 'In Memoriam'

30/04/2021

 

A morada de Deus está entre os seres humanos! Ele enxugará dos olhos deles todas as lágrimas.” (Apocalipse 21.3-4)

Uma das consequências desta pandemia é a banalização da morte. As pessoas morrem sozinhas, cercadas de tubos e de aparelhos, sem velório, sem acompanhamento, sem oração memorial, luto truncado, rumo ao esquecimento precoce. E tudo sendo aceito como se fosse a nova normalidade.

O número de mortes começa ser visto apenas como mais uma estatística - exatamente como um conhecido líder inescrupuloso do século XX imaginara a reação da sociedade diante da ocorrência de 1 milhão de mortos.

O drama nacional que deveria ter sido enfrentado com firmeza de propósito, foco e determinação, foi largado ao vento. Foi tudo ao contrário. Cabe, agora, transformar as incertezas iniciais em certezas positivas e não aprofundar as incertezas.

A esperança está na recuperação em outras partes do mundo. Caso realmente ocorra, como os números indicam, pode-se esperar por certo efeito demonstração também por aqui. Mas, para isso, muita coisa teria que mudar. Faltam exemplos e sinais de que isso pode acontecer.

A história, no entanto, sempre criará momentos para os seus verdadeiros líderes.

(Conforme texto do comentarista Celso Ming, ‘Tragédia ou meras estatísticas?’)

Adaptação: Hermann Wille. 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Ainda não somos o que devemos ser, mas em tal seremos transformados. Nem tudo já aconteceu e nem tudo já foi feito, mas está em andamento. A vida cristã não é o fim, mas o caminho. Ainda nem tudo está luzindo e brilhando, mas tudo está melhorando.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
As pessoas podem fazer seus planos, porém é o Senhor Deus quem dá a última palavra.
Provérbios 16.1
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br