Campanha Em comunhão com as viDas das mulheres


História de vida de Carlota Christimann

14/02/2017

 

Nome: Carlota Christimann

Membro da IECLB desde o Batismo

Comunidade: Sertão Santana-RS

Sínodo: Rio dos Sinos


Meu nome é Carlota Christimann, nasci no dia 05/01/1945, filha de Arthur Raab Teifke e Joana Maria Marta Kuck Teifke. Fui batizada na IECLB em 25/02/1945 e confirmada em 14/12/1957, pelo Pastor Gustavo Peitz. Tenho cinco irmãos, três deles são mais velhos do que eu.

O que mais marcou em minha infância foi o colo e carinho que recebi do meu pai. Da minha adolescência e juventude não tenho boas recordações. Fui muito maltratada por alguns de meus irmãos. Tenho traumas psicológicos que me marcam até hoje. Devido à má convivência com os irmãos, sempre sentia vontade de sair de casa, mas não sabia como nem para onde ir.

Certo domingo, num culto, o Pastor falou na predica a respeito de um problema de saúde que ele teve. Ele precisou ficar hospitalizado no Hospital Moinhos de Vento. Durante a sua internação, ele soube que o hospital oferecia um curso de Auxiliar de Enfermagem. As pessoas interessadas em fazer o curso ganhavam a hospedagem e as refeições e trabalham no próprio hospital para pagar os custos. Isto era tudo que eu queria ouvir.

Em casa falei da minha decisão de ir embora e fazer o curso. A notícia foi como a uma bomba. Minha mãe me disse que se eu fosse sair de casa eu não era mais, para contar com a ajuda dela, da família. Mas isso não me intimidou. Alguns dias depois fui à casa do Pastor e falei do meu interesse pelo curso. Foi quando, ele me ofereceu uma carona até o Hospital Moinhos de Vento.

Ao me despedir da mãe ela não aceitou o meu abraço. Meu pai me abraçou e pegou minha mão disfarçadamente e falou baixinho em alemão “fica quieta” e colocou uma quantia em dinheiro na minha mão.

Chegando ao Hospital, me encaminharam para a Irmã Superiora Anna Götschin. Ela logo me falou para voltar pra casa, explicando que não tinha vaga. Mas eu insistia dizendo: - Eu vim para trabalhar. Depois de mais ou menos 2 horas sentada, chegou a Irmã Luise Abel que ouviu minha insistência: - Eu vim para trabalhar. Ela então, falou para a Irmã Anna que acabara de surgir uma vaga. Foi quando ela me levou até o quarto e acomodou-me na clausura das irmãs com as colegas que se chamavam Edith, Guilda, Sara, Leonor e Tusnelda.

Cheguei no Hospital dia 18/03/1963 e no dia 10/04/1963 recebi a primeira carta da minha mãe onde estava escrito “ Liebe Lote”( este é o meu apelido). Chorei muito, entendi que minha mãe me amava muito e tinha aceitado a minha decisão.

Saí do hospital dia 30/11/1967 porque ia me casar no dia 02/12/1967 com Arno Christimann. Não deixei de trabalhar no Hospital Moinhos de Vento. Deixei apenas de residir no hospital, pois Arno e eu fomos morar na nossa casa, simples e pequena.

Do casamento tivemos um filho e uma filha, Claus e Agnes, que nos deram dois lindos netos, Felippe filho da Agnes e Guilherme filho do Claus. Foi um casamento muito, muito feliz, mas quis Deus que só durasse 12 anos. Por causa de uma grave doença, o Arno veio a falecer no dia 02/03/1980.

Novamente passei um período difícil. Tive que ser forte para criar e educar os filhos, ainda pequenos, e trabalhar ao mesmo tempo. Mas com a ajuda de Deus consegui superar. Hoje me sinto feliz, realizada e agradecida a Deus por tudo que ele fez e faz por mim.

Sou da IECLB desde que nasci. Sou membro da comunidade de Sertão Santana – RS. Gosto de participar da OASE Katharina, Estudo Bíblico, Grupo de Mulheres e Visitas a senhoras idosas. Sou alegre, gosto de participar das festas da comunidade, dançar, viajar e conversar com as amigas. Sou amada pelos meus filhos e netos.

Trabalhei no Hospital Moinhos de Vento até o dia 14/06/1991, quando me aposentei.

Meu lema é: “Não falo a Deus que tenho grandes dificuldades, falo para as minhas dificuldades que tenho um grandioso Deus!


Carlota Christimann


Leia mais histórias de vida Em comunhão com as viDas das mulheres
 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.
João 8.31-32
REDE DE RECURSOS
+
Anunciarei o amor de Deus, o Senhor, e darei graças por tudo o que Ele tem feito.
Isaías 63.7
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br