Carta Pastoral da Presidência da IECLB - Setembro - 2021

27/09/2021

 

CARTA PASTORAL DA PRESIDÊNCIA DA IECLB
Setembro – 2021

Irmãs e Irmãos em Cristo!

Desde janeiro de 2019, a Presidência da IECLB tem mensalmente emitido cartas pastorais. Nossa intenção é que elas sirvam de fortalecimento e orientação para a caminhada da Igreja. As cartas são baseadas nos lemas bíblicos para cada mês. O lema deste mês vem do profeta Ageu:

Vocês semearam muitas sementes, mas colheram pouco; têm comida, mas não é suficiente para matar a fome; têm vinho, mas não dá para ficarem bêbados; têm roupas, porém elas não chegam para os proteger do frio; e o salário que o trabalhador recebe não dá para viver (Ageu 1.6).

Martim Lutero se referiu a Ageu da seguinte forma: “Ageu é o primeiro profeta dado ao povo após o cativeiro da Babilônia [retorno iniciado em 538 a.C.]. Através de suas profecias, o templo e o culto a Deus foram restabelecidos. Ele censura o povo porque este não dera importância à reconstrução do templo e à inauguração do culto a Deus, mas apenas cobiçava e trabalhava com afinco em benefício dos próprios bens e das próprias casas. Por isso eles também foram afligidos com carestia e com danos nas plantações, vinho, grãos e todo tipo de cereais. Isso aconteceu para servir de exemplo a todos os ímpios que não davam importância à Palavra de Deus e ao culto e só cobiçavam encher suas sacolas” (Obras Selecionadas v.8, p.108-109).

A Palavra de Deus, proferida pelo profeta Ageu, fala bem forte para nossos dias. A nuvem de cerração está se dissipando e estamos começando a enxergar o caminho a seguir nesta gravíssima pandemia, que já ceifou a vida de quase 600 mil pessoas no Brasil e deixou sequelas em milhares. Apesar da insensatez de algumas pessoas e autoridades públicas, os cuidados e a vacinação estão surtindo efeito e permitindo a volta de atividades presenciais.

Os problemas sociais e econômicos que já existiam se agravaram. Há muita fome, desemprego, desigualdades educacionais e econômicas, violência, ódio, desequilíbrio ambiental. Estamos diante da necessidade de sonhar novamente com dias melhores e colocar todo nosso empenho na busca pelo bem comum. Se cada pessoa buscar o seu próprio interesse, não fará outra coisa do que colocar o resultado em uma sacola furada. Só poderemos construir algo bom e duradouro com trabalho conjunto e visando o bem de todas as pessoas e da criação de Deus.

Apesar das dificuldades, as pessoas em nossas Comunidades continuam servindo a Deus e contribuindo com dons, tempo e bens para a divulgação da Palavra de Deus. Gradativamente estamos voltando às atividades presenciais e confirmando o quanto a nossa Igreja é forte, sólida, saudável. Atitudes dispersas de discórdia e ódio não são capazes de enfraquecê-la. Muito pelo contrário, a IECLB está se fortalecendo, porque a graça de Deus é abundante e os dons de Deus envolvem muitas pessoas.

Ageu defendia a necessidade de reconstruir o templo como espaço de adoração e comunhão. Por um bom tempo, adoramos a Deus e experimentamos comunhão através dos meios de comunicação. Agora, mantendo todos os cuidados, já estamos retornando ou vislumbrando o retorno de atividades presenciais. A comunhão no espaço de encontro da Comunidade é fundamental para o nosso fortalecimento. Que possamos nos alegrar com a possibilidade de receber a Palavra Deus e os Sacramentos em nossos espaços comunitários.

Queremos ser Igreja de Comunidades atrativas, inclusivas, acolhedoras, missionárias e diaconais. Para isto, cabe-nos ouvir com atenção a todas as pessoas, mas ouvir especialmente os gemidos das mais fracas, daquelas que não têm voz, das marginalizadas. Fortalecidas e fortalecidos pela adoração e comunhão, voltamos os olhos para desafios do nosso contexto, colocando-nos a serviço de Deus para renovar todas as coisas (Apocalipse 21.5).

Expressamos nossa gratidão e confiança em Deus, que caminha conosco em todos os momentos. Que a vontade de nos reencontrarmos ao redor da mesa do altar cresça cada vez mais, e que este reencontro nos permita viver sinais do Reino de Deus. Em Jesus Cristo, Deus nos aponta o conteúdo, a forma e a direção do nosso trabalho. Que essa seja a nossa oração e confiança.

Pa. Sílvia Beatrice Genz
Pastora Presidente

P. Odair Airton Braun
Pastor 1º Vice-Presidente

P. Dr. Mauro Batista de Souza
Pastor 2º Vice-Presidente


Âmbito: IECLB / Instância Nacional: Presidência
Natureza do Texto: Vários
Perfil do Texto: Carta
ID: 64493
REDE DE RECURSOS
+
Anunciarei o amor de Deus, o Senhor, e darei graças por tudo o que Ele tem feito.
Isaías 63.7
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br