Curitiba - Igreja de Cristo

Sínodo Paranapanema



Rua Inácio Lustosa , 309 - São Francisco
CEP 80510-000 - Curitiba /PR - Brasil
Telefone(s): (41) 3223-8696
christuskirche.igrejadecristo@gmail.com
ID: 2897

Prédica de Ano Novo

30/12/2021

Prezada Comunidade
estimados radio-ouvintes da radiowebluteranos.com:

Em 1930, o médico e fundador da psicanálise Sigmund Freud, publicou o seu livro com o título O Mal estar da civilização. Nesse livro Freud destaca que o ser humano sofre basicamente por 3 razões:

- a Natureza que é mais poderosa
- a decadência do próprio corpo
- o convívio com o semelhante

Desde Albert Einstein nós sabemos que a Natureza agredida não se defende: ela se vinga do desmatamento excessivo, inclusive das matas ciliares, das barragens feitas de forma equivocada. E nós sabemos que todo final de ano chove muito. E quanto mais agre0dida, tanto maior são também as consequências com sofrimento, mortes e prejuízos econômicos que afeta muitas pessoas, mas é mais devastador com os mais pobres. Portanto, o cuidado com questão ambiental durante o ano, por parte dos governos e da sociedade, é algo que não pode ser ignorado. A degradação ambiental em larga escala fez o planeta ficar doente. Considerando que a Terra é o nosso lar, não é possível imaginar uma humanidade saudável num planeta doente.

O segundo fator do sofrimento humano – segundo Freud - é o próprio corpo, condenado à decadência e a dissolução. O nosso corpo muitas vezes é tratado apenas como um objeto. Ou o amamos, ou o odiamos, ou os dois, o que nos leva a procurar transformá-lo, melhorá-lo e distingui-lo, seja pela cirurgia ou por todas as práticas de piercing, tatuagem, anabolizantes. Cuidar do próprio é importante e necessário para uma existência saudável, mas devemos também descobrir um propósito para nossa vida. Por isso, participar de uma igreja – vai nos ajudar a encontrar o propósito para nossa vida.

E o terceiro fator de sofrimento para a humanidade é o convívio com o semelhante. E se olhamos rapidamente para trás – para o que passou em 2021 – var ver que o convívio entre as pessoas – ficou ainda mais frágil. Os índices de agressividade nesse ano que passou – subiram muito – fora e dentro de casa. Estamos cada ano mais despreparados para construir e manter nossas relações afetivas.

As postagens e as reações na internet mostram quão intolerante a sociedade está se tornando. Se você posta alguma coisa que vc considerou positiva, logo aparece alguém que se ofendeu com o que vc disse. Na maioria das vezes vc nao conhece essas pessoas pessoalmente. Talvez seja por conta disso que elas se sentem no direito de te xingar. Essas pessoas são um péssimo exxemplo de pessoas cristãs e elas ficam tão arrogantes e chatas e nem percebem que a cada dia ficam cada vez mais sozinhas.

Algumas pessoas dizem que o problema de hoje não é a falta de valores, mas sim o excesso de valores e de informação. E aí o problema é que não temos uma hierarquia de valores para conduzir a nossa vida. A internet nos afoga com tanta informação, que quando usada sem discernimento, sem sabedoria, toda essa informação nos deixa perdidos.

Por isso, precisamos nos acalmar – buscar um momento de silêncio – como aqui na igreja - respirar fundo e nos perguntar: O que é realmente importante em minha vida e o que não é.

Minha família é importante?
Meu trabalho é importante?
Quais são os amigos – as pessoas realmente importantes em minha vida?
Deus e a igreja/comunidade de fé – são importantes em minha vida?

Aquilo que é importante precisa ser cuidado, valorizado e conservado. Isso que é importante em minha vida eu preciso proteger – não colocar um amizade em risco com conflitos, brigas, xingamentos. Para proteger uma amizade, algumas vezes é preciso ficar calado, para ganhar essa discussão mais tarde, num outro dia, numa outra situação.

O apóstolo Paulo nos diz – nesse final de ano - que a mensagem do Evangelho de Jesus quer nos ajudar a cuidar das coisas e das pessoas que são importantes em nossa vida.

Ler 2.Co 5.16-17

A mensagem do apóstolo Paulo diz que o amor de Deus é sempre transformador e ele quer fazer de nós novas criaturas. Deus não se importa apenas com a nossa alma, ele se importa também com a nossa vida e com os nossos relacionamentos aqui na terra. Por isso, uma pessoa que ouve a mensagem do amor de Deus, proclamado por Cristo Jesus, essa pessoa também deve ser uma pessoa diferente. Deus quer nos ajudar a viver como suas testemunhas nesse mundo.

Tem gente que acha muito difícil mudar, mas Deus pode fazer o impossível para mudar nossas atitudes e de pensamentos. Deus nos quer a seu serviço, quer que tenhamos como propósito de nossas vidas amar a Deus e amar as pessoas.

Portanto, iniciamos o novo ano de 2022 ouvindo esse chamado de Deus para que nos sejamos novas criaturas. Vamos deixar de lado atitudes intolerantes. Jesus nos ensinou que a única coisa radical em nossa vida deve ser a capacidade de amar. Por isso, assim como Deus semeia em nós o seu grande amor.

No campo do vida, cada pessoa é um(a) semeador(a). Não podemos fugir da responsabilidade de semear. Por isso, não digas que o solo é áspero, que não chove frequentemente, que o sol queima ou que a semente não serve. Não é tua função julgar a terra e o tempo, tua missão é semear.

A semente é abundante! Um pensamento, um sorriso, uma carícia, uma palavra de alento, um conselho, um gesto de solidariedade – tudo isso são sementes que germinam facilmente.

Não semeies, porém, de qualquer jeito como quem cumpre uma missão desagradável! Semeia com interesse, com amor, com atenção, como quem encontrou o sentido da vida!

E ao semear, não penses: Quanto receberei? Quanto demorará a colheita? Recorda que não semeias para enriquecer, aguardando o ganho multiplicado; semeias porque não podes passar pelo sofrimento dos outros sem ajudar, porque não podes servir a Deus sem servir aos demais!
Semeia! Tua semente não cairá no vazio. E um dia, sem esperar recompensa, receberás recompensa; sem esperar riquezas, enriquecerás; sem pensar em colheita, teus bens se multiplicarão.

E tudo porque semeias num Reino onde dar é receber, onde perder a vida é encontrá-la, onde gastar-se servindo e amando é encher o próprio coração.
Quem está unido com Cristo é uma nova pessoa; acabou-se o que era velho, e já chegou o que é novo (v.17)
Que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo sejam os nossos guias nesse ano de 2022. Amém.
 


Autor(a): Nilton Giese
Âmbito: IECLB / Sinodo: Paranapanema / Paróquia: Curitiba - Igreja de Cristo
Área: Confessionalidade / Nível: Confessionalidade - Prédicas e Meditações
Testamento: Novo / Livro: Coríntios II / Capitulo: 5 / Versículo Inicial: 16 / Versículo Final: 17
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 65770

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Fé e amor perfazem a natureza do cristão. A fé recebe, o amor dá. A fé leva a pessoa a Deus e o amor a aproxima das demais. Por meio da fé, ela aceita os benefícios de Deus. Por meio do amor, ela beneficia os seus semelhantes
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Que o Senhor, nosso Deus, esteja conosco. Que Ele nunca nos deixe nem nos abandone!
1Reis 8.57
© Copyright 2022 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br