Instituto Luterano Campos Verdejantes



Rua Walter Weege , s/n
CEP 89294-000 - Campo Alegre /SC
Telefone(s): (47) 3632-1756
contato@camposverdejantes.org
ID: 3199

Será inútil construir e vigiar

11/09/2020


O pensamento da confiança em Deus demonstrada por uma atitude de descanso, do sono, é o que nos trazem textos como o do Salmo 3 e do Salmo 127. Nos versos 5 e 6 do Salmo 3 lemos: “Eu me deito e durmo, e torno a acordar, porque é o SENHOR que me sustém. Não me assustam os milhares que me cercam.” O Salmo 127, nos diz nos versos 1 e 2: “Se não for o SENHOR o construtor da casa, será inútil trabalhar na construção. Se não é o SENHOR que vigia a cidade, será inútil a sentinela montar guarda. Será inútil levantar cedo e dormir tarde, trabalhando arduamente por alimento. O SENHOR concede o sono àqueles a quem ele ama.”

No Salmo 3, seu autor ora a Deus por causa de seus muitos adversários, dos que se rebelam contra ele e duvidam da ação de Deus em sua vida a ponto de dizerem: “Deus nunca o salvará” (cf. v. 2). O salmista, que dorme tranquilo, é o mesmo que tem muitos adversários e opositores. Ele não descansa por ter vida resolvida e tranquila, por não ter motivos de preocupação e medo, mas em meio a eles confessa que o SENHOR é o escudo que lhe protege, quem lhe faz andar de cabeça erguida! O salmista confessa que o SENHOR lhe responde, sim! Ele deita e dorme e torna a acordar porque é o SENHOR que faz as coisas acontecerem. O SENHOR faz com que ande de cabeça erguida - ele conta com a resposta de Deus. Sua atitude é de confiança, de fé na prática. O cerco de milhares que poderiam paralisá-lo, tirar seu sono, fazê-lo prostrar-se na derrota, não o assusta. Quais são as milhares de coisas, situações (pessoas, talvez?) que te cercam? Andas de cabeça baixa? O que te tira o sono? “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”. (Mt 11.28-30)

O Salmo 127, por sua vez, fala de inimigos somente bem no final, trazendo a imagem dos filhos que são herança do SENHOR, que agem em prol do seu pai nas disputas no tribunal. No início do Salmo, porém, o foco está na ansiedade por construir e proteger. Construir casa e proteger a cidade. Proteção e segurança! Não seria o que buscamos dia a pós dia para nós e para nossos filhos e filhas? Não corremos tanto justamente atrás disso? Não levantamos cedo e dormimos tarde justamente para isso? O salmista confessa que tudo isso é inútil se o próprio SENHOR não construir a casa. Mas nós queremos construir e fazê-lo do nosso jeito, queremos que seja no nosso tempo e com o material que tivermos em mãos, seja qual for! É inútil a nossa vigília se o SENHOR não vigiar a cidade. Esforços são feitos em vão! Energia desperdiçada! Desperdiçamos tempo, forças, nervos! A confissão do Salmista é que “O SENHOR concede o sono àqueles a quem ele ama” ou “concede sustento aos seus amados enquanto dormem” (cf. v. 2). A confissão de fé dos cristãos deve ser a confiança (e uma confiança refletida na prática) de que o SENHOR age enquanto dormimos. Sua ação não é complementar, não é retributiva! Ele ama e concede sono! Temos a mesma lógica de fé nas palavras de Jesus sobre a ansiedade da vida no Sermão do Monte. Roupas e alimento vêm do Pai Celeste (cf. Mt 6.25 e 26). Preocupações não acrescentam horas a mais na vida (cf. Mt 6.27). Jesus atribui a uma atitude pagã a preocupação com comer e vestir (cf. Mt 6.32). Também ali o ciclo dos dias é ressaltado: “Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal.” (cf. Mt 6.34). O amanhã é aquilo que deve acontecer depois de uma noite de sono. Existem coisas que devem ficar para amanhã! E o amanhã existe!

P. Dr. Vitor Hugo Schell
é Professor de Teologia
na Faculdade Luterana de Teologia - FLT
em São Bento do Sul - Santa Catarina, onde reside
Sínodo Norte Catarinense
 


Autor(a): P. Dr. Vitor Hugo Schell
Âmbito: IECLB
Área: Confessionalidade / Nível: Confessionalidade - Prédicas e Meditações / Organismo: Instituto Luterano Campos Verdejantes
Testamento: Antigo / Livro: Salmos / Capitulo: 3
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 58815
Assim, outros carregam o meu fardo, a força deles é a minha. A fé da minha Igreja socorre-me na perturbação. A oração alheia preocupa-se comigo.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br