Celebração


ID: 2651

João 3.1-17 - 2º Domingo na Quaresma - 05/03/2023

Caderno de Cultos 2023 - Sínodo Mato Grosso

27/02/2023

05/03/2023 – 2º Domingo na Quaresma
Pregação: João 3.1-17; Leituras: Gênesis 12.1-4a; Romanos 4.1-5, 13-17
Eduardo Windmöller – Gaúcha do Norte - MT


LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Que todos e todas se sintam bem nesse momento de culto!
Compartilho a Palavra inicial de João 3.16: “Porque Deus amou o mundo tanto, que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna” Que o grande amor que Deus tem por nós, ensina-nos a permanecer na fé e comunhão com Ele! Amém!

Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
337 – HPD 2 – Reunidos aqui

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Reunimo-nos em nome Daquele que o criador e autor da vida, que em Jesus nos traz a Salvação e no Seu Espírito nos conduz e nos anima!

CANTOS DE INVOCAÇÃO
85 – HPD 1 – Vem Espírito Divino

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Querido e bondoso Deus, nos achegamos a ti, reconhecendo que muitas vezes andamos longe da tua vontade, nos afastamos de ti. Tem misericórdia de nós e nos ajuda a permanecermos no Teu caminho! Em nome de Jesus, amém!


ANÚNCIO DO PERDÃO
Conforme as palavras de Jesus para a mulher que havia se arrependido em João 8.11, nós queremos ouvir o anuncio do perdão:
“Os seus pecados foram perdoados, vá e não peques mais”

KYRIE
Clamamos por pessoas que sofrem e pedimos Senhor que tua misercordia os alcance! Cantando: Compadece-te do teu povo (nº 61, LCI)

GLÓRIA IN EXCELSIS
Glorificamos a Deus agradecidos, cantando:

71 – LCI – Glória a Deus

ORAÇÃO DO DIA

Deus bondoso te agradecemos porque até aqui esteve conosco! Temos tanto a te agradecer, te louvar e engrandecer! Que neste tempo de culto, possamos ter nossa atenção voltada ao Senhor e tua Palavra! Assim agradecemos e te rendemos graças, por Jesus teu Filho, amém!

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Gênesis 12.1-4a

2ª Leitura Bíblica: Romanos 4.1-5, 13-17


CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
151 – LCI – Tua palavra é lâmpada

Que a Graça e a paz do nosso Senhor Jesus Cristo esteja com cada um (a) de nós, amém!
Meu querido irmão, minha querida irmã, gostaria de iniciar este tempo de meditação na Palavra lhe fazendo uma pergunta: Qual foi a maior prova de amor que você já recebeu? (Pausa)
A Palavra que queremos meditar no dia de hoje, vai justamente nos relembrar qual foi a maior prova de amor que todos (as) nós já recebemos ou que poderíamos receber ao longo da nossa vida. Convido você a abrir sua Bíblia no Evangelho de João capítulo 3, versículos 16 ao 17. Passo a fazer a leitura:

Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele.

Para entendemos melhor o texto que acabamos de ler, é interessante observarmos o contexto no qual ele está inserido. Jesus é procurado por um homem chamado Nicodemos (que era fariseu e exercia uma autoridade entre o povo judeu). Este homem estava espantado com o poder e autoridade em que Jesus tinha para cura as pessoas, isso fez com que ele procurasse Jesus. Nicodemos sabia que somente alguém que fosse envidado por Deus poderia fazer o que Jesus estava fazendo e da forma como Ele estava fazendo.
Diante disso, Jesus começa a explicar a Nicodemos o motivo pelo qual Deus o havia enviado a este mundo. Que era para estabelecer um novo reino! Mas que Reino é esse? (Pausa).
Quando olhamos para o livro de Gênesis, vemos um Deus muito Poderoso e muito criativo dando forma a todas as coisas que hoje existem. Mas além da criação de todas as coisas, vemos também em Gênesis, Deus tendo uma alegria e um prazer imenso ao se relacionar com toda a sua criação. Principalmente o ser humano, pois este vivia em perfeita harmonia com o criador, havia uma ligação direta entre Deus e ser humano ao ponto de eles conversarem face a face.
Porém, o diabo conseguiu convencer o ser humano a desobedecer a Deus. E essa desobediência fez com que o relacionamento perfeito que havia entre Deus e o ser humano fosse rompida (Pausa). Foi a partir de então que o ser humano começou andar afastado de Deus, sem rumo, sem saber o que fazer e até mesmo a buscar as coisas por seus próprios interesses e não mais pela vontade de Deus!
Só que essa nunca foi a vontade de Deus! A vontade de Deus sempre foi e sempre será que o ser humano viva em um relacionamento íntimo, profundo e direto com Ele. Foi pensando nisso que Deus enviou Jesus a este mundo, “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.”
Deus nos ama tanto, que por intermédio de Jesus, Ele quer restabelecer o seu relacionamento que foi rompido pelo pecado. Mas talvez você possa se pergunta: mas por que Deus nos ama, sendo que somos falhos, pecadores e não conseguimos muitas vezes fazer aquilo que Ele nos pede? (Pausa) A resposta é simples: Deus nos ama por que ele quer! A essência de Deus é o amor, e isso faz com que ele queira nos amar e se relacionar com cada um e cada uma de nós!
Mas então Deus deve amar somente aquelas pessoas que vão aos cultos, que estão envolvidos de alguma forma na vida da comunidade e que buscam fazer a sua vontade? Não, o texto de João 3.16 nos deixa muito claro Deus ama TODAS as pessoas, sem preconceito, sem discriminação, sem se importar se é pobre ou rico, independente da cor da pele, se está ou não inserido em uma comunidade. Deus amou o MUNDO TODO sem distinção!
A prova disso é que Deus entregou seu único filho, pois sabia que alguém precisava pagar o preço do pecado. Jesus não veio a este mundo apenas para um grupinho de pessoas, Ele veio para todos (as). “Pois todos pecaram e carecem da misericórdia de Deus!”. Mas o que a gente pode fazer? A gente pode crer neste amor de Deus por cada um (a) de nós, que nos chama a uma nova vida mais perto Dele. (Pausa)
O texto de João 3.16-17 nos revela que Deus não é só de palavras, mas também de ações. Pois Ele nos fala do seu amor, mas também mostra na prática o que é amar. Portanto, o amor de Deus ultrapassa todos os limites, o amor de Deus é incondicional, pois Ele nos ama mesmo sendo falhos e pecadores, mas ao mesmo tempo nos chama ao arrependimento.
O amor de Deus é como de um rei, que num pelo dia decretou que todo aquele que fosse pego roubando tivesse seus dois olhos arrancados. Por um bom tempo, o problema de roubo foi solucionado. Porém, num belo dia, seu empregado chegou até o rei dizendo que pegaram alguém roubando! O rei prontamente disse que a lei precisaria ser cumprida (os dois olhos desta pessoa precisariam ser arrancados)! Só que o empregado continuou: Majestade, a pessoa que foi pega roubando é o seu filho! (Pausa)
Como pai, o rei não poderia mandar arrancar os dois olhos do filho! Ou alguém que aqui é pai faria uma coisa dessa? Mesmo sabendo que o filho errou? Mas como rei, ele também não poderia deixar passar em branco, pois estava em jogo sua autoridade. O que fazer?
O filho por sua vez, estava arrependido do que havia feito. O pai que ao mesmo tempo é rei toma uma decisão! Meu filho errou, está arrependido, mas a lei precisa ser cumprida! Pois bem, arranque os meus próprios olhos!
Eugene H. Peterson na Bíblia A Mensagem vai nos trazer o texto de João 3.16-17 da seguinte forma:

Deus amou tanto o mundo que deu seu filho, seu único filho, pela seguinte razão: para que ninguém precise ser condenado; para que todos crendo nele, possam ter vida plena e eterna. Deus não se deu ao trabalho de enviar seu Filho apenas para poder apontar um dedo acusador e dizer à humanidade como ela é má. Ele veio para ajudar, para pôr o mundo nos eixos outra vez. Quem confia nele será absolvido, mas quem não confia terá sobre sim, sem o saber, uma sentença de condenação. E por quê? Por que não foi capaz de crer no único Filho de Deus quando este lhe foi apresentado.

Deus não enviou o seu Filho a este mundo para julgar! Deus enviou o Filho a este mundo para nos salvar e nos reconciliar com o Pai. Que eu e você possamos continuar refletindo neste imenso amor de Deus por nós, não só aqui, mas principalmente no nosso dia a dia. Amém!

 

HINO
321 – LCI – Fazer tua vontade

CONFISSÃO DE FÉ
Como resposta a pregação que ouvimos queremos como cristãos unidos confessar a nossa fé:

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
E após confessarmos a nossa fé, chegamos a Deus e louvamos cantando o hino Obrigado Pai Celeste, enquanto cantamos este hino recolhemos a nossa oferta.

447 – HPD – Obrigado, Pai Celeste

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

Pai querido e bondoso Deus, chegamos ao final deste tempo de culto gratos pelo teu amor na nosso vida, obrigado porque teu amor por nós, não tem limites! Obrigado porque amou o mundo tanto que providenciou a Salvação a todos. Que possamos permanecer unidos no teu amor e espalhar esse amor em nossas palavras e modo de viver pedimos-te ajuda-nos Senhor! E tudo mais, queremos incluir na oração que Jesus Cristo nos ensinou dizendo:

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Que o Senhor te abençoe e te guarde. Que o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti. O Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz.
ENVIO
Vamos na paz de Cristo e sirvamos a Ele em amor e alegria!
Um abençoado dia a todos!

CANTO FINAL
298 – LCI – Deus te abençoe
 


Autor(a): Eduardo Windmöller
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo da Páscoa
Natureza do Domingo: Quaresma
Perfil do Domingo: 2º Domingo na Quaresma
Testamento: Novo / Livro: João / Capitulo: 3 / Versículo Inicial: 1 / Versículo Final: 17
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2023
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 69156

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Todas as coisas foram criadas por Ele e tudo existe por meio dele e para Ele. Glória a Deus para sempre! Amém!
Romanos 11.36
REDE DE RECURSOS
+
O Senhor é cheio de bondade e de misericórdia.
Tiago 5.11b
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br