Celebração


ID: 2651

Mateus 2.13-23 - 1° Domingo Após Natal - 01/01/2023

Caderno de Cultos 2023 - Sínodo Mato Grosso

01/01/2023

01/01/2023 – 1° Domingo Após Natal
Pregação:
Leituras: Isaías 63.7-9; Salmo 148; Hebreus 2.10-18; Mateus 2.13-23
Miss. Jéssica Lidia Gielow Melz – Porto dos Gaúchos – MT

 

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Bom dia (Boa noite)! Sejam todos bem-vindos! Que a graça e a paz do nosso Senhor Jesus Cristo estejam conosco nesse tempo de culto! O próprio Deus nos chamou para estarmos aqui como comunidade de fé e cremos que assim ele está presente. Saúdo a cada um com as palavras de João 10.10: O ladrão vem apenas para furtar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente.

De uma maneira muito especial, queremos saudar os visitantes aqui presentes, sejam bem-vindos, a presença de vocês é motivo de grande alegria, sintam-se acolhidos! Cantamos o hino Que a graça do Senhor Jesus, e assim lembremos que ele é quem nos conduz nesse tempo de culto.

CANTO DE ENTRADA
Nº 2 - LCI – Que a graça do Senhor Jesus

SAUDAÇÃO
Reunimo-nos aqui nesse culto em nome e na presença do Deus Pai, Criador e Soberano sobre todas as coisas, Filho, nosso Senhor e Salvador e Espírito Santo, nosso santificador!

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nos preparando para confessarmos nossos pecados a Deus, queremos cantar o hino Se sofrimento te causei Senhor, como uma expressão do nosso desejo real de que Deus transforme nossa vida e nos perdoe dos pecados.

Nº 36 - LCI – Se sofrimento te causei

CONFISSÃO DE PECADOS
Convido aqueles que puderem para colocarem-se em pé! João Batista clamava ao arrependimento (Mateus 3), precisamos reconhecer que somos pecadores e carecemos da graça e misericórdia de Deus. Arrepender-se é buscar o perdão em Deus e abandonar o pecado, é não mais querer viver no erro. Por isso, queremos confessar nossa culpa, nosso pecado e nossa transgressão ao Senhor, orando:

Bondoso Senhor, somente pela tua graça e misericórdia podemos pedir-te perdão. Louvamos a ti, Senhor, porque teu grande amor por nós permitiu que enviaste Jesus Cristo para morrer em nosso lugar e garantir que o seu sacrifício fosse suficiente para nosso perdão e nossa redenção. Queremos ser como um vaso de barro que está à tua disposição para ser moldado! Perdoa nossos pecados, apaga nossas transgressões, limpa o pecado de nós. Clamamos a ti que derrame seu Santo Espírito em nossa vida, para que possamos viver em santidade e conduzidos pelo teu querer. Confiamos em ti, cremos verdadeiramente que tu és Deus. Assim oramos em nome do nosso Senhor Jesus Cristo, amém!

ANÚNCIO DO PERDÃO
Em 1 João 1.9 diz: Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda a injustiça. Por isso, anunciamos a todos que confessaram seus pecados, com humildade e sinceridade, o perdão dos pecados em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

KYRIE
Do modo como a graça de Deus nos alcançou, olhamos com misericórdia e clamor àqueles que sofrem e por toda criação de Deus. Por isso, cantamos juntos:

Nº 56 – LCI - Pelas dores de mundo, ó Senhor

GLÓRIA IN EXCELSIS
Motivados pelo amor e pela bondade de Deus, vamos louvar erguendo nossa voz àquele que detém o nome Santo, nosso Senhor e salvador Jesus Cristo:

Nº 82 – LCI - No nome santo de Jesus

ORAÇÃO DO DIA
Senhor Deus, nesse momento pedimos que o teu Santo Espírito nos dê o entendimento da tua palavra. Que os nossos ouvidos estejam atentos, que a nossa mente e o nosso coração estejam abertos a receber de ti a tua palavra. Em nome de nosso Senhor e Salvador Jesus assim te pedimos. Amém!

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Isaías 63.7-9

2ª Leitura Bíblica: Hebreus 2.10-18

3ª Leitura Bíblica: Salmo 148

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 160 - LCI – Como tu querer

PREGAÇÃO

A noite é sinônimo de descanso. Pelo menos para a maioria das pessoas a noite significa tempo de descansar, de dormir, de relaxar. É nesse momento que nós confiamos que tudo que tínhamos para fazer naquele dia já foi feito, que podemos e devemos descansar. Confiamos que o amanhã chegará. Mas já aconteceu com você de que nesse tempo de descanso, de despreocupação e de quietude foi acordado por alguma ameaça? Algum barulho, alguma notícia triste… Talvez alguns de nós tenhamos histórias e episódios assim para compartilhar. Quem também vivenciou isso em sua vida foi José e sua família. Depois de receber a visita dos Magos, no tempo de descanso, José recebe o aviso de um anjo informando que deveriam sair dali e ir para outro lugar. O texto que descreve a fuga da família de Jesus para o Egito está em Mateus 2.13-23 e queremos lê-lo:

Depois que partiram, um anjo do Senhor apareceu a José em sonho e disse-lhe: “Levante-se, tome o menino e sua mãe, e fuja para o Egito. Fique lá até que eu lhe diga, pois Herodes vai procurar o menino para matá-lo”. Então ele se levantou, tomou o menino e sua mãe durante a noite, e partiu para o Egito, onde ficou até a morte de Herodes. E assim se cumpriu o que o Senhor tinha dito pelo profeta: “Do Egito chamei o meu filho”. Quando Herodes percebeu que havia sido enganado pelos magos, ficou furioso e ordenou que matassem todos os meninos de dois anos para baixo, em Belém e nas proximidades, de acordo com a informação que havia obtido dos magos. Então se cumpriu o que fora dito pelo profeta Jeremias: “Ouviu-se uma voz em Ramá, choro e grande lamentação; é Raquel que chora por seus filhos e recusa ser consolada, porque já não existem”. Depois que Herodes morreu, um anjo do Senhor apareceu em sonho a José, no Egito, e disse: “Levante-se, tome o menino e sua mãe, e vá para a terra de Israel, pois estão mortos os que procuravam tirar a vida do menino”. Ele se levantou, tomou o menino e sua mãe, e foi para a terra de Israel. Mas, ao ouvir que Arquelau estava reinando na Judéia em lugar de seu pai Herodes, teve medo de ir para lá. Tendo sido avisado em sonho, retirou-se para a região da Galiléia e foi viver numa cidade chamada Nazaré. Assim cumpriu-se o que fora dito pelos profetas: Ele será chamado Nazareno. Mateus 2.13-23

Em todos os relatos bíblicos sobre a chegada de Jesus ressalta-se a alegria da chegada do Messias. É uma boa notícia - o evangelho, se cumprindo. Todos aqueles que recebem a notícia se alegram muito, afinal, a chegada de Jesus era esperada por todo o povo judeu e pela criação de Deus para que todos pudessem ter a redenção dos seus pecados. Essa notícia chega, inclusive, aos Magos do Oriente - a sábios - que são conduzidos por uma estrela até encontrarem Jesus Cristo.

No entanto, no meio do caminho, os Magos encontram o Rei Herodes que não recebeu esta notícia como as demais pessoas. Ao saber da chegada de um novo rei, Herodes não ficou alegre, nem esperançoso, mas receoso e preocupado com a sua posição, com as suas conquistas, com o seu poder e com o seu reinado. Ele fez questão de pedir aos Magos que após a visita a Jesus pudessem direcioná-lo a visitar Jesus também. Entretanto, os magos queriam presentear Jesus e honrá-lo, e a procura de Herodes por Jesus seria para arruiná-lo.

Ainda que com toda a maldade de Herodes buscasse a todo custo a destruição de Jesus, nem Herodes, nem nenhum outro ser vivo pode destruir os planos de Deus. O Senhor despertou os magos para voltarem por outro caminho, não mais falando com Herodes e também, avisando em sonho, José para fugir para o Egito.

Os planos de Deus não podem ser frustrados. O plano de Deus ao enviar Jesus ao nosso mundo é de nos resgatar e nos restaurar. Por nossa condição pecadora estamos longe de Deus. Deus é santo e não consegue conviver com o pecado. Nós, no entanto, somos pecadores e isso nos afasta de Deus! O que fazer agora? Deus nos criou para vivermos com ele, nos relacionarmos com ele, mas o pecado nos impede disso. O pecado nos faz viver longe de Deus e nos impede de fazer sua vontade.

Se não fosse pela graça e misericórdia de Deus, estaríamos perdidos. Aliás, sem Deus estamos realmente perdidos. Mas o amor de Deus por nós enviou Jesus Cristo, o Emanuel - Deus conosco -, o Messias. A palavra de Deus nos chama ao arrependimento e confessando os nossos pecados, temos o perdão por meio Jesus Cristo. Ele nos oferece o perdão, a salvação, a restauração e a ressurreição por meio dele. Esse é o plano de Deus e nada pode frustrá-lo porque ele é soberano. Nem mesmo a fúria de Herodes poderia destruí-lo.

Para todos havia sido uma notícia boa, alegre e exultante que Jesus nasceu! Para Herodes não! Para Herodes a notícia do nascimento do Messias foi assustador, foi uma ameaça, uma intimidação. Como assim um novo rei? E agora como ele ficaria? Será que perderia o seu poder, o seu domínio e a sua influência? Herodes não conseguiu perceber o agir de Deus no nascimento de Jesus, muito menos perceber o plano amoroso e gracioso de Deus nisso tudo. Os olhos desse rei estavam voltados somente ao seu poder, ao seu domínio e ao que ele poderia ganhar ou perder com isso.

Que tristeza! Quantas pessoas não são como Herodes. Quantas vezes nós não somos como Herodes! Esquecemo-nos de perguntar qual é a vontade de Deus para seguí-la e obedecê-la. Olhamos somente para nossos próprios interesses, achamos que o sol gira em torno do nosso umbigo e quando a nossa vontade não é feita nos frustramos. Quem tem atitudes egocêntricas assim toma decisões que destrói vidas. Foi o que Herodes fez! Ele promoveu uma terrível matança de crianças inocentes para prevenir que o novo rei - Jesus - pudesse governar. Quem pensa somente em si, acaba destruindo a muitos.

Entretanto, tudo que Herodes tentou, deu errado. Ele queria a localização de Jesus por meio dos Magos, mas eles foram por outro lado. Ele mandou matar crianças abaixo de 2 anos para que Jesus fosse morto, mas ele já estava no Egito com sua família. Ele queria preservar o seu reinado, mas morreu assim como todos as pessoas. Ele tentou arruinar a vida de Jesus, mas ele nasceu, cresceu e cumpriu fielmente os desígnios de Deus, sendo hoje nosso Senhor e Salvador.

Por fim, Herodes faleceu e pereceu assim todo o seu poder. Mas os planos de Deus perseveraram, a palavra do Senhor continuou verdadeira e fiel: O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras jamais passarão. Mateus 24.35

Portanto, quando ouvirmos a palavra de Deus, não sejamos como Herodes que despreza a vontade do Senhor, mas que possamos acolher com amor e sinceridade a sua palavra, obedecendo e a praticando. Que sejamos como José que ao ouvir a orientação de Deus está pronto a aceitar e a praticar o que ele diz, confiando em Deus, no seu cuidado e proteção. Como Hebreus 3.7-8b diz: Assim, como diz o Espírito Santo: Hoje, se vocês ouvirem a sua voz, não endureçam o coração.

Por fim, reflita:
Em sua vida você tem ouvido a orientação de Deus e seguido a ela como aconteceu com José?
Em que aspectos da sua vida, tem sido egoísta e individualista como Herodes?
Jesus Cristo é Senhor e Salvador da sua vida?

HINO
Nº 624 - LCI – Que segurança, sou de Jesus

CONFISSÃO DE FÉ
Como expressão de nossa fé, convido para juntos confessarmos nossa fé nas palavras do Credo Apostólico que dizem:

Creio em Deus, Pai todo-poderoso,
Criador do céu da terra.
E em Jesus Cristo, seu Filho unigênito, nosso Senhor,
O qual foi concebido pelo Espírito Santo,
Nasceu da virgem Maria,
Padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos
Foi crucificado, morto e sepultado,
Desceu ao mundo dos mortos,
Ressuscitou no terceiro dia,
Subiu aos céus e está sentado à direita de Deus Pai, todo poderoso
De onde virá para julgar os vivos e os mortos
Creio no Espírito Santo, na Santa igreja cristã, a comunhão dos santos
Na remissão dos pecados, na ressurreição do corpo e na vida eterna. Amém

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Enquanto cantamos esse hino, queremos recolher nossa oferta que hoje é a nível Nacional, sendo destinada ao programa de acompanhamento a Candidatos e Candidatas ao Ministério com Ordenação. Temos muito a agradecer ao Senhor e, nessa gratidão, podemos compartilhar e ofertar com alegria e amor a obra de nosso Deus:

Nº 472 - LCI – Graças, Senhor eu rendo

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração: Peça aos presentes se há algum motivo de oração/intercessão para ser incluído na oração.
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

Amado Pai, somos gratos a ti pelo momento em que pudemos estar reunidos aqui como teu povo e tua igreja. Que a mensagem desse culto não seja deixada aqui, mas que, além de ouvirmos, possamos colocá-la em prática e sermos igreja todos os dias, por onde estivermos. O teu amor nos liberta da escravidão do nosso pecado e nos leva a viver junto de ti. Esse, Senhor, é o nosso desejo. Ajuda-nos a termos um relacionamento íntimo e profundo contigo, que possamos viver em intimidade todos os dias. Que a nossa fé em Cristo Jesus possa refletir em nossas atitudes e brilharmos a luz de Cristo no mundo em que vivemos. Assim, queremos colocar diante de ti os motivos de oração (aqui pode-se citar os motivos de intercessão da comunidade e os motivos gerais). Tudo mais Senhor, colocamos diante de ti, orando todos a uma só voz a oração que teu Filho nos ensinou dizendo:

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Que Deus te abençoe e te guarde, que Deus faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti, que o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz. Amém

ENVIO
Vamos em paz e sirvamos a Deus com alegria. Amém

CANTO FINAL
Nº 293 - LCI – Dá-nos esperança e paz


Autor(a): Missionária Jéssica Lídia Gielow Melz
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Natal
Natureza do Domingo: Natal
Perfil do Domingo: 1º Domingo após Natal
Testamento: Novo / Livro: Mateus / Capitulo: 2 / Versículo Inicial: 13 / Versículo Final: 23
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2023
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 69143

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Ame o Senhor, seu Deus, com todo o coração, com toda a alma, com toda a mente e com todas as forças.
Marcos 12.30
REDE DE RECURSOS
+
É a fé que nos comunica a graça justificadora. Nada nos une a Deus, senão a fé: e nada dele nos pode separar, senão a falta de fé.
Martim Lutero
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br