Culto e Liturgia



ID: 2653

1 Coríntios 11.23-26 - Quinta-feira da Paixão - 14/04/2022

Caderno de Cultos 2022 - Sínodo Mato Grosso

14/04/2022

14/04/2022- Quinta-feira da Paixão
Pregação: 1º Coríntios 11.23-26; Leituras: Êxodo 12.1-4 (5-10); e João 13.1-7,31b-35.
Autor: Pastor Emérito Ivo Schoenherr – Paróquia: Cuiabá - MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Bom dia / Boa noite. Sejam todos e todas bem-vindos a nossa celebração. Hoje é Quinta-feira da Paixão. Celebramos a instituição da Ceia por Jesus. O lema desta quinta feira da paixão é uma palavra que vem de Paulo na sua primeira carta aos Coríntios 11.26. Ele nos lembra: “De maneira que, cada vez que vocês comem deste pão e bebem deste cálice, estão anunciando a morte do Senhor até que ele venha. ”

Temos visitantes? (Após apresentação). Sejam todos bem-vindos.

CANTO DE ENTRADA
Nº 280 – Livro de Canto da IECLB – Em gratidão nós chegamos a ti,

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Celebramos este culto em nome de Deus, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.
CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 03 – Livro de Canto da IECLB – Deus Trino.

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS

Motivação: João na sua primeira carta 1.8-9 nos lembra: “Se dissermos que não temos pecados, estamos nos enganando, e não há verdade em nós. Mas se confessarmos os nossos pecados a Deus, ele cumprirá a sua promessa e fará o que é correto: ele nos perdoará os nossos pecados e nos limpará de toda a maldade, ” Vamos, pois, com toda a humildade e sinceridade buscar o perdão de Deus confessando todos os nossos pecados.

Confissão de pecados pessoal: momento de silencio para confissão pessoal.

Confissão comunitária: Querido e bondoso Deus. Neste momento comparecemos diante de ti com os nossos fracassos e pecados. Pecamos todos os dias. Desobedecemos a tua vontade e não respeitamos os teus mandamentos. Nem sempre amamos a ti como tu esperas de nós. Nem sempre amamos ao nosso próximo, especialmente aos mais fracos, como tu esperas de nós. Nem mesmo amamos a nós mesmos como tu esperas de nós. Nem sempre respeitamos os nossos limites e nem sempre cuidamos do nosso corpo, da nossa mente e da nossa alma com tu esperas de nós. Mas sabemos do teu amor. Por isso, comparecemos humildemente diante de ti e pedimos com toda a sinceridade: perdoa-nos os nossos pecados cometidos em pensamentos, com palavras e com gestos e omissões. Perdão, Senhor, perdão.

ANÚNCIO DO PERDÃO
Assim nos fala o Senhor Jesus conforme o testemunho de Marcos 10.45: Porque até o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida para salvar muita gente. ” Jesus veio para nos servir com o perdão dos nossos pecados. Se pedimos perdão dos pecados com humildade e sinceridade, podemos ter a certeza que este perdão nos foi concedido. Por isso, anunciamos a vocês o perdão dos pecados em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

KYRIE

Motivação: Assim nos testemunha o autor do Salmo 34.6: “Eu, um pobre sofredor, gritei; o Senhor me ouviu e me livrou das minhas aflições. ” Deus ouve e atende ao clamor dos necessitados. Vamos então clamar a Deus por todos os necessitados e sofredores na certeza que Deus vai nos ouvir e atender ao clamor dos sofredores. Lembramos neste momento especialmente das famílias que perderam entes queridos por causa da pandemia do coronavírus, que perderam o emprego e ficaram sem um sustento digno para suas famílias. Clamamos por todos os enlutados, deprimidos e entristecidos. Vamos fazê-lo com uma oração cantada.

Oração de clamor: Nº 56 - Livro de Canto da IECLB – Pelas dores deste mundo.

ORAÇÃO DO DIA
Querido e amado Senhor. Nesta semana estamos lembrando do teu sofrimento e da tua paixão. Faça-nos perceber e aceitar que foi por nós que entregaste o teu corpo e derramaste o teu sangue. Foi por amor a nós e para a nossa salvação. Concede-nos o teu Espírito Santo para compreendermos o teu amor. Por Jesus Cristo, nosso Libertador e Salvador. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

(Anunciar e efetuar a leitura)
LEITURA BÍBLICA: Êxodo 12.1-4(5-10)11-14

(Depois da leitura acolher a Palavra com um canto)
CANTO: Nº 148 - Livro de Canto da IECLB – Felizes os que ouvem.

(Anunciar a leitura do evangelho e preparar para a leitura com um canto)
CANTO: Nº 185 - Livro de Canto da IECLB – Aleluia.

(Efetuar a leitura do Evangelho)
LEITURA DO EVANGELHO: João 13.1-7,31b-35.

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 271 – Livro de Canto da IECLB – A mesa posta.

PREGAÇÃO

Caros amigos e amigas em Cristo!

Hoje é Quinta-feira da Paixão. Estamos chegando ao fim do período que nós na igreja cristã chamamos de “época da Paixão”. São quarenta dias em que lembramos todo o caminho de paixão e sofrimento de Jesus Cristo. Este período começa na Quarta-feira de Cinzas e termina na crucificação de Jesus. Amanhã vamos lembrar da morte de Jesus na cruz e no domingo vamos festejar a sua ressurreição. Mas hoje lembramos da reunião e refeição de Jesus com seus discípulos onde ele instituiu a Ceia. Depois ainda, na mesma quinta-feira de noite e madrugada de sexta lembramos da noite de angustia de Jesus Cristo e de sua prisão no Getsêmani no monte das oliveiras. Mas hoje de noite é dia de lembrar e festejar a primeira ceia especial de Jesus Cristo com seus discípulos. Portanto, queremos refletir sobre o significado da ceia para a nossa vida. Mas sobretudo realiza-la e experimentar o amor do Senhor Jesus por nós.

Há diversos textos bíblicos que escrevem a respeito da instituição da Ceia pelo Senhor Jesus e do sentido da ceia. Lembramos Mateus 26.26-30, Marcos 14.22-28, Lucas 22.14-20 e 1º Coríntios 11.23-26. Muitos outros ainda falam do sentido e da prática de ceia nas primeiras comunidades. Todos destacam aspectos importantes como a ação de graças, o partir do pão, partilha do cálice. Mas há também diferenças entre os textos, diferenças que se complementam. Para a nossa reflexão de hoje buscamos ajuda na primeira carta de Paulo aos Coríntios no capítulo 11, os versículos 23 a 26 onde ele escreve o seguinte:

23Porque eu recebi do Senhor o que também lhes entreguei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, pegou um pão 24e, tendo dado graças, o partiu e disse: “Isto é o meu corpo, que é dado por vocês; façam isto em memória de mim. ” 25Do mesmo modo, depois da ceia, pegou também o cálice, dizendo: “Este cálice é a nova aliança no meu sangue; façam isto, todas as vezes que o beberem, em memória de mim. ” 26Porque, todas as vezes que comerem este pão e beberem o cálice, vocês anunciam a morte do Senhor, até que ele venha.

Queremos destacar alguns pontos:

Primeiro ponto - Paulo repassa para a comunidade de Corinto ensinamento recebido do próprio Senhor Jesus. Nós também queremos repassar ensinamentos recebidos do próprio Senhor Jesus, já repassados por Paulo, Martim Lutero e tantos outros. São ensinamentos de Jesus a respeito do sentido da Ceia.

Segundo ponto - A doação de Cristo por nós: Isto é o meu corpo, que é dado por vocês; Certamente já ouvimos falar da doação de órgãos. A pessoa ainda em vida expressa seu desejo de doar seus órgãos após a sua morte. É um gesto bonito e em favor da vida de alguém que necessita de um transplante de órgãos e assim viver. É um gesto em favor da vida. Assim também Jesus Cristo doou o seu corpo ainda em vida para que nós pudéssemos ter vida digna, abundante e eterna. Quando participamos da Ceia recebemos esta doação de Cristo.

Terceiro ponto - A nova aliança feita por Deus conosco, o seu povo: “Este cálice é a nova aliança no meu sangue. No batismo Deus faz uma aliança conosco. Ele nos declara seus filhos e nos concede gratuitamente a salvação conquistada por Jesus Cristo na sua morte na cruz. Na Ceia experimentamos esta aliança de amor que Deus fez conosco.

Quarto ponto - Em memória: Façam isto, todas as vezes que o beberem, em memória de mim. O que é memória? Memória são lembranças, registros, saudade. Na memória guardamos aquilo que nós ou alguém outro falou e fez. Na memória temos imagens, palavras escritas e sons. A memória desperta sentimentos de alegria e de tristeza, de esperança ou angustia. Quando Jesus diz em memória de mim ele está nos chamando para lembrarmos de tudo aquilo que ele disse e fez por nós e experimentarmos a alegria do seu amor.

Vamos também aproveitar e ver o que nos ensinou Martim Lutero no seu Catecismo menor. Vamos ler e ouvir o texto agora.

Sexta Parte:
O SACRAMENTO DO ALTAR OU CEIA DO SENHOR
Primeiro
Que é a ceia do Senhor?
É o verdadeiro corpo e sangue de nosso Senhor Jesus Cristo para ser comido e bebido por nós, cristãos, sob o pão e o vinho. Este sacramento foi instituído pelo próprio Cristo.
Onde está escrito isto?
Assim escrevem os santos evangelistas Mateus e Lucas, e o apóstolo Paulo: Nosso Senhor Jesus Cristo, na noite em que foi traído, tomou o pão; e, tendo dado graças, o partiu e o deu aos seus discípulos, dizendo: Tomem, comam; isto é o meu corpo que é dado por vocês; façam isto em memória de mim.
A seguir, depois de cear, tomou também o cálice e, tendo dado graças, o deu aos seus discípulos dizendo: Bebam dele todos; porque este cálice é a nova aliança no meu sangue, derramado em favor de vocês para remissão dos pecados; façam isto, todas as vezes que o beberem, em memória de mim.
Segundo
Para que serve este comer e beber? Isto nos mostram as palavras: Dado e derramado em favor de vocês, para remissão dos pecados. Por estas palavras nos são dados, no sacramento, perdão dos pecados, vida e salvação. Pois onde há perdão dos pecados, também há vida e salvação.
Terceiro
Como pode o simples comer e beber fazer coisas tão grandes?
Não é o comer e o beber que fazem tudo isto, mas sim as palavras: Dado e derramado em favor de vocês para remissão dos pecados. Estas palavras são, junto com o comer e o beber, o mais importante na ceia do Senhor. E quem crê nestas palavras tem o que elas dizem: perdão dos pecados.
Quarto
Quem recebe dignamente este sacramento?
Jejuar e preparar-se exteriormente é, sem dúvida, uma boa disciplina. Mas verdadeiramente digna e bem preparada é a pessoa que crê nestas palavras: Dado e derramado em favor de vocês para remissão dos pecados. A pessoa, porém, que não crê nestas palavras ou delas dúvida é indigna e não está preparada. Pois as palavras em favor de vocês exigem que a pessoa creia de fato.
Amém.

HINO
Nº 272 – Livro de Cantos da IECLB – Nosso Pai nos põe a mesa.

CONFISSÃO DE FÉ
Motivação para Confissão de fé.
Quando
Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 278 – Livro de Cantos da IECLB – Tu queres ver unido.


CELEBRAÇÃO DA CEIA DO SENHOR


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

Amado e querido Deus. Em primeiro queremos te agradecer por tudo que tens feito por nós. Lembramos hoje da doação de Jesus para a nossa salvação. Obrigado por tamanho amor. Obrigado por podermos ter comunhão plena contigo no corpo e sangue de Cristo. Obrigado pela conivência em comunidade e na família. Obrigado pelos companheiros e companheiras da comunidade e de trabalho. Obrigado pelo pão de cada dia.
Amado e querido Deus. Queremos também colocar diante de ti e interceder por nós e por todos os sofredores. Olha pelos doentes. Ajuda-os a encarar as dificuldades na saúde com confiança em ti. Olha pelos desempregados e subempregados. Ajuda-nos a olhar com carinho especialmente para estas pessoas e suas famílias e abrir os nossos corações e bolsos para partilhar com eles os nossos alimentos e os nossos ganhos financeiros. Ajuda-nos a cobrar das lideranças do nosso país e do mundo políticas de inclusão social e cuidados com o meio ambiente. Ajuda-nos a festejar mais uma páscoa com alegria e amor, sendo agentes de vida. Ajuda as comunidades a dar testemunho concreto do teu amor incondicional e infinito. Por Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador. Amém.

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Sacerdotal (Números 6.24-26)

ENVIO
Vão na paz e no amor de Deus. Sirvam com alegria e com amor.

CANTO FINAL
Nº 287 – Livro de Cantos da IECLB – Cuida bem Senhor..


Autor(a): Pastor Emérito Ivo Schoenherr
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Liturgia
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo da Páscoa
Natureza do Domingo: Quaresma
Perfil do Domingo: Quinta-feira Santa
Testamento: Novo / Livro: Coríntios I / Capitulo: 11 / Versículo Inicial: 23 / Versículo Final: 26
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2022
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 66229

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Um coração puro é aquele que observa e pondera o que Deus diz e substitui os seus próprios pensamentos pela Palavra de Deus.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
A oração precisa ter o coração todo para si, por inteiro e exclusivamente, para que seja uma boa oração.
Martim Lutero
© Copyright 2022 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br