Culto e Liturgia



ID: 2653

Culto de recordação do batismo - forma ampla

Modelo litúrgico

Esta liturgia contém a ordem completa de um culto de recordação do batismo. Como é de praxe no fazer litúrgico da IECLB, ela pode ser moldada (isto é, abreviada ou alterada) conforme as circunstâncias e segundo procedimentos litúrgicos reconhecidos. Para a moldagem podem ser utilizadas sugestões e alternativas oferecidas nas demais liturgias e na secção Recursos litúrgicos deste livro. Hinos e cantos litúrgicos são mencionados apenas em certos lugares. Naturalmente, podem ser utilizados com maior freqüência, sempre que conveniente. Uma forma breve pode ser facilmente derivada desta forma ampla. Podem ser encarados como elementos imprescindíveis da liturgia de recordação do batismo: a anamnese batismal, a renúncia, a profissão de fé e uma oração de ação de graças (que será, normalmente, a oração das águas). Para um culto brevíssimo, cada um desses elementos pode receber formulação bastante abreviada.

As liturgias de entrada e da Palavra, neste culto, seguem os padrões indicados no Livro de Culto da IECLB e giram em torno do batismo. A secção Recursos litúrgicos oferece sugestão de passagens bíblicas apropriadas e de diversos elementos litúrgicos com formulação focada no batismo.

A liturgia de recordação do batismo proposta aqui segue-se às liturgias de entrada e da Palavra, inserindo-se ao final do hino após a prédica e desembocando na oração geral da Igreja.

LITURGIA DE RECORDAÇÃO DO BATISMO

A liturgia de recordação do batismo é presidida a partir da fonte batismal, que se encontra cheia de água.

ANAMNESE BATISMAL
L Leiamos palavras das Escrituras que nos recordam nosso batismo. De Mateus 28.18-20:
Uma pessoa (Disse o nosso Senhor Jesus Cristo:) Toda a autoridade
me foi dada no céu e na terra.
C Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as cousas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até a consumação do século.

L E de Romanos 6.3-4:( Como segunda leitura pode ser escolhido outro texto a ser lido, também, responsivamente
entre uma pessoa e a comunidade)
Uma pessoa Fomos sepultados com ele na morte pelo batismo; C para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida.
C (canta) Dai louvor ao Senhor (Ou outro canto litúrgico, como: Louvemos todos juntos; Graças, muitas graças; Graças,
Senhor; Banhados em Cristo.)

Seguem-se 3 alternativas: 1. ato simbólico com água e oração das águas, ou 2.ato simbólico com vela e oração, ou 3. oração das águas.
(De pé)

Alternativa 1
ATO SIMBÓLICO COM ÁGUA E ORAÇÃO DAS ÁGUAS
L Deus, que és fonte da vida, tudo que é bom vem de ti. Tu criaste a água, que dá e preserva a vida. Nós te louvamos.
C Nós te enaltecemos.

L Salvaste teu povo Israel no mar Vermelho, saciaste sua sede no deserto. Nós te louvamos.
C Nós te enaltecemos.

L Teu Filho foi por João batizado no Jordão, assim santificando a água. Nós te louvamos.
C Nós te enaltecemos.

L Sê próximo de nós, Deus bondoso, e, com esta água, recorda-nos o nosso batismo. Concede-nos a força da fé e a comunhão com Cristo, que contigo vive e reina em eternidade.
C Amém.

A água é distribuída. Como sinal de pertença a Cristo, as pessoas podem fazer o sinal da cruz em si próprias ou umas às outras, sobre a testa ou sobre a mão aberta.
.
Alternativa 2
ATO SIMBÓLICO COM VELA E ORAÇÃO
Todos seguram uma vela e a acendem no círio pascal.

L Deus, fonte da vida, tudo que é bom vem de ti. Tu criaste a luz que clareia nossa vida. Nós te louvamos.
C Nós te enaltecemos.

L Tua luz mostrou ao povo de Israel o caminho pelo deserto. Nós te louvamos.
C Nós te enaltecemos.

L Teu Filho é a luz do mundo, que ilumina cada pessoa. Nós te louvamos.
C Nós te enaltecemos.

L Sê próximo de nós, Deus bondoso, e, com a luz dessas velas, recorda-nos o nosso batismo. Concede-nos a força da fé e a comunhão com Cristo, que contigo vive e reina em eternidade.
C Amém.

Alternativa 3
ORAÇÃO DAS ÁGUAS
L O Senhor esteja com vocês.
C E também com você.

L Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
C É digno e justo dar-lhe graças e louvor.

L Oremos: Santo Deus, grande Senhor, Pai bondoso, te damos graças porque, no princípio do mundo, teu Espírito se movia sobre as águas. Criaste o céu e a terra e povoaste as águas e o chão firme com tuas criaturas. Com a dádiva da água nutres e sustentas a nós e todos os demais seres viventes.
C Bendito sejas, Deus, fonte da vida!

L Senhor Deus, pelas águas do dilúvio, condenaste os que eram maus e salvaste aqueles que tinhas escolhido, Noé e sua família. Enquanto teu povo cruzava o mar a salvo, afogaste os opressores. Levaste os teus escolhidos para a terra da liberdade, conforme havias prometido.
C Bendito sejas, Deus, fonte da vida!

L Nas águas do Jordão, teu Filho foi batizado por João e ungido pelo Espírito. E, pelas águas do teu amor, todos nós fomos mergulhados e passamos da morte para a vida, da tristeza para a alegria, da escravidão para a liberdade.
C Bendito sejas, Deus, fonte da vida!

L Ó Deus, pelas águas do batismo tu nos purificaste e nos fizeste renascer para uma nova vida. Nós te pedimos: derrama o teu Espírito Santo e, através desta água, recorda-nos da aliança que tu fizeste conosco no dia do nosso batismo e ajuda-nos a cumprir as promessas batismais que hoje reiteramos. A ti sejam dados louvor e honra e adoração. Por Teu Filho, Jesus Cristo, nosso Senhor, na unidade do Espírito Santo, agora e sempre.
C Amém.

Aqui encerra-se o ato litúrgico previsto nas Alternativas 1, 2 ou 3.

RENÚNCIA
L Exorto vocês, agora, a renovarem os votos do seu batismo: Você renuncia ao poder do mal a fim de permanecer sob o senhorio de Jesus Cristo?
C Sim, renuncio.

L Você renuncia a ser governado e governada pelos desejos deste mundo, pelo domínio do orgulho e do amor ao dinheiro, para viver na liberdade dos filhos e das filhas de Deus?
C Sim, renuncio.

L Você renuncia às forças da morte, da destruição e da violência, que contradizem uma vida de acordo com a vontade de Deus?
C Sim, renuncio.

PROFISSÃO DE FÉ
L Então, confessemos em conjunto a fé, na qual fomos batizados.
T Creio em Deus, Pai todo-poderoso, Criador do céu e da terra. E em Jesus Cristo, seu Filho unigênito, nosso Senhor, o qual foi concebido pelo Espírito Santo, nasceu da virgem Maria, padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado, desceu ao mundo dos mortos, ressuscitou no terceiro dia, subiu ao céu, e está sentado à direita de Deus, Pai todo poderoso, de onde virá para julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na santa Igreja cristã, a comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição do corpo e na vida eterna. Amém.

COMPROMISSO
L Esta é a fé que confessamos e em função da qual vivemos. Por isso eu lhes pergunto: vocês querem dar ouvidos à palavra de Deus e viver a partir da sua promessa?
C Sim, com a ajuda de Deus.

L Vocês querem testemunhar o evangelho de Cristo no mundo, para que as pessoas possam vir a crer?
C Sim, com a ajuda de Deus.

L Vocês querem, no Espírito de Jesus, empenhar-se pela verdade, justiça e paz e por todas as pessoas que são confiadas a seus cuidados?
C Sim, com a ajuda de Deus.

L Vocês querem aceitar-se como irmãs e irmãos na comunhão da igreja de Jesus Cristo?
C Sim, com a ajuda de Deus.

L O Deus Triúno acompanhe vocês com sua força e os conduza para a vida eterna.
C Amém.
(Sentar)

HINO

IMPOSIÇÃO DAS MÃOS COM UNÇÃO
Quem preside pode convidar as pessoas que o desejarem a virem à frente para receber a imposição das mãos com unção. Caso o número dessas pessoas for expressivo, colaboradores e colaboradoras podem, com autorização especial, ajudar na ministração desse ato. As pessoas achegam-se uma a uma ou de duas em duas à frente de cada ministrante e ajoelham-se. O/a ministrante traça o sinal da cruz com óleo sobre a testa e impõe a(s) mão(s) sobre a(s) pessoa(s) ajoelhada(s), dizendo:
Deus eterno e misericordioso, protege e ampara esta tua filha (este teu filho, estas tuas criaturas) diariamente. Concede-lhe(s) sempre o teu Santo Espírito, para que te obedeçam e te sirvam, e permaneçam contigo para sempre. Por Jesus Cristo, amém.

Durante este ato litúrgico a equipe de canto e a comunidade podem cantar hinos e cantos litúrgicos de cunho batismal.

Caso tenha sido realizada a imposição das mãos com unção, é conveniente omitir, neste ponto, o gesto da paz que segue, o qual pode ser incluído na liturgia da ceia do Senhor.

GESTO DA PAZ
L Como sinal da nossa disposição de vivermos uma vida comunitária harmoniosa, baseada na reconciliação que nos foi dada no batismo, saudemo-nos agora, desejando-nos a paz de Cristo.
C partilha o gesto da paz.
(De pé)

ORAÇÃO GERAL DA IGREJA
Segue-se a liturgia da ceia do Senhor. Caso, por razões excepcionais, esta não for celebrada, passa-se da oração geral da Igreja diretamente para a liturgia de saída.
 

Fonte: Livro de Batismo da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil
- Portal Luteranos
 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Portanto, estejam preparados. Usem a verdade como cinturão. Vistam-se com a couraça da justiça e calcem, como sapatos, a prontidão para anunciar a Boa Notícia de paz.
Filipenses 6.14-15
REDE DE RECURSOS
+
Tornai-vos, pois, praticantes da Palavra e não somente ouvintes.
Tiago 1.22
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br