Música na IECLB


Coral de Vitória/ES apresentou sua Cantata da Primavera

29/09/2018

Coral de Vitória/ES - Cantata da Primavera - Setembro 2018 (Foto: Pietra Borchardt)
Coral de Vitória/ES - Cantata da Primavera - Setembro 2018 (Foto: Pietra Borchardt)
Coral de Vitória/ES - Cantata da Primavera - Setembro 2018 (Foto: Pietra Borchardt)
1 | 1
Ampliar

 

O Coral Vitória apresentou sua inédita Cantata da Primavera no dia 29 de setembro de 2018 na igreja luterana em Vitória/ES. Ela é um convite ao louvar e a adoração pelo amor ativo à criação de Deus – Nossa Casa Comum – e uma forma de estimular a espiritualidade contemplativa e engajada, firmada na tradição bíblica e cultura ancestral. Também quer animar para o diálogo intercultural e o cuidado da natureza – a boa e bela Criação de Deus. Também intenta instigar à reflexão crítica sobre o que se ‘canta na igreja’ e que se ‘come’ cotidianamente, ou seja, de ligar a fé com a vida.

O programa da cantata incluiu um repertório diverso formado por corais tradicionais e recentes, intercalando breves reflexões bíblicas, poesias, orações e cantos comunitários. Além da recitação do salmo 104 e Genesis 1. 1 – 4, foram cantados e interpretados: Grandioso és tu (L: Carl G. Boberg, M:da Suécia; T: Manuel da Silveira Porto Filho), Cantai alegremente (Domínio Público), Tuas obras comtemplamos (Tema da Nona Sinfonia Beethoven (1770 – 1827), Preservação (L: Elisa Maria Miertschink M: Jameika Mansur), Irmão Sol, irmã luz (Autor desconhecido), Vira virou ( Kleiton e Kledir adapt. Zé Pedro), Alecrim (Canto Popular. Arr: Alcides Verza), Sereno (Folclore Brasileiro – Arr: André Lichtler), As maravilhas do Senhor (L e M. José Acácio Santana), Bênção da Irlanda (Arr.: Autor desconhecido, trad. para o Port. – Isolde Frank e Anderson Buth) e Sol da Esperança (L e M: Clovis H. Lindner, Arr. Mathilde Lüdke).

A igreja foi toda ornamentada pelos coralistas, sob a criativa coordenação do regente Diác. Vanderlei Boldt. O altar esteve rodeado de mudas de plantas, frutas e flores. Junto à pia batismal jorrou água duma fonte de água corrente e “duas árvores” enfeitadas de flores amarelas e roxas compuseram o cenário no qual o coral cantou. As flores do ipê amarelo e roxo foram escolhidas como símbolos, pois elas sinalizam a chegada da primavera como estação do ano. Ao que se registre, no contexto do jubileu dos 500 anos da Reforma Luterana, uma muda de ipê-roxo foi plantada ao lado da igreja, muda doada pelo SESB (Sínodo Espírito Santo a Belém). Aliás, mais que um gesto simbólico sinalizando esperança, pode “fazer chover” e ser abrigo para o passaredo. E floridos, “os ipês podem ser uma epifania de sagrado. ... Penso que os ipês são uma metáfora do que poderíamos ser. Seria bom se pudéssemos nos abrir para o amor no Inverno...” (Rubem Alves - Os Ipês estão florindo).

No final do concerto: “mística/mústica”, aconteceu a “mástica”, ou seja, momento de confraternização quando foi servido: caldo de capelete, pão e sucos. O Grupo de Mulheres também marcou presença, tendo organizado um “Bazar da Primavera”. Ainda antes do “adieu” ou boa noite (até a próxima!) foram sorteadas mudas de plantas, chás, frutas e flores. Ressalto também que esta programação foi uma forma do Coral contribuir para sustentabilidade financeira da paróquia e em apoio ao fomento da Música e Canto, já que foram feitos e vendidos ingressos para a sua apreciação.

Ademais, a cantata foi concebida no contexto reflexão e conscientização sobre uma alimentação e agricultura sustentável saudável. Ao que a prática da agricultura, além conhecimento técnico, implica em uma espiritualidade ligada a terra e prática de valores éticos promotores da vida. Assim, na paróquia aconteceram duas excursões com o grupo de mulheres e casais para Alto Santa – Santa Maria de Jetibá (grupo de mulheres e grupo de casais) para conhecer in loco a agricultura orgânica no “Sítio Lino Tesch” e também aprofundar o conhecimento da cultura pomerana foi visitado o Memorial Pomerano – Waiands Huus.

Como coral louvamos e confiamos no Deus Criador – Pai misericordioso. E nos propomos também a dar conta do mandato e convite do Salmo 96. 1ss. Cantai ao Senhor um cântico novo... Cantai ao Senhor, bendizei o seu nome; proclamai a sua salvação, dia após dia.

P. Carlos Luiz Ulrich


 

MÍDIATECA

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Toda obra que não tenha por objetivo servir aos demais não é uma boa obra cristã.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus.
Mateus 5.9
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br