Espiritualidade Evangélica Luterana


ID: 2686

14/03 (sábado) Atos 6.1 e 7

Belos problemas!

14/03/2015

A comunidade cristã crescia: capítulo 1.15; 2.41 e 47; 4,4; 5.14. “...se multiplicava o número dos discípulos” (cap. 6.7). Alguns estudiosos calculam que o número dos discípulos era de 15 a 20 mil. Este impetuoso crescimento era bom demais... e tão desordenado! Não havia listagens de computador, tampouco i-pad. Hoje as estruturas organizacionais de algumas instituições beiram a perfeição, mas não chegam nem perto de um crescimento tão excepcional. Mas, naquele tempo o diabo já tentava semear intrigas entre os primeiros cristãos. Havia dois grupos, com características bem distintas. Um deles era “os gregos” – nome dado aos judeus da diáspora. Eram parecidos com os pagãos, mundanos e em sua maioria falavam grego. Além deles, havia uma grande fração de “hebreus”. Estes eram judeus, nascidos em Israel, que falavam aramaico, com características culturais de seu país. De alguma forma eles menosprezavam os judeus da diáspora como pessoas de “segunda classe”. Quando os dois grupos se converteram ao cristianismo, infelizmente levaram consigo alguns desses preconceitos para a nova comunidade. Houve atritos inesperados. Debates sobre postura política, sobre trabalho e serviço público ou sobre a prática do batismo teriam sido compreensíveis. Mas houve discussão sobre a distribuição de alimento. As viúvas dos gregos estavam sendo esquecidas na distribuição diária. Os gregos relacionaram este “esquecimento” com a arrogância dos hebreus. Assim, reagiram sensivelmente. Como se fosse mandado, Lucas apresenta o dia a dia normal da comunidade: Deus motivava o despertamento, pessoas se convertiam – a comunidade brigava por coisas pequenas, por deficiências organizacionais que poderiam ser tranquilamente resolvidas com conversas. Muitos cristãos se reuniam e eram responsáveis por fazer uma distribuição igualitária. Por trás das cenas havia vaidade oculta a ser vencida, bem como disputas por liderança. Uma má disposição começou a se espalhar. Este fenômeno é conhecido: Êxodo 17.1-4 – a solução, graças a Deus, também: Filipenses 2.3, 4, 14 e 15.


Âmbito: IECLB
Área: Espiritualidade / Organismo: Casa Matriz de Diaconisas
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 32269

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Ainda não somos o que devemos ser, mas em tal seremos transformados. Nem tudo já aconteceu e nem tudo já foi feito, mas está em andamento. A vida cristã não é o fim, mas o caminho. Ainda nem tudo está luzindo e brilhando, mas tudo está melhorando.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
O maior erro que se pode cometer na cristandade é não zelar corretamente pelas crianças, pois, se queremos que a cristandade tenha um futuro, então, precisamos preocupar-nos com as crianças.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br