História do povo evangélico luterano


ID: 2927

500 anos da Reforma Luterana são destacados no Parlamento de Passo Fundo/RS

13/12/2017

500 anos da Reforma Luterana - Passo Fundo/RS
500 anos da Reforma Luterana - Passo Fundo/RS
500 anos da Reforma Luterana - Passo Fundo/RS
500 anos da Reforma Luterana - Passo Fundo/RS
1 | 1
Ampliar

 

A Câmara de Vereadores de Passo Fundo, promoveu, nesta quarta-feira (13), uma Sessão Solene em comemoração aos 500 anos da Reforma Luterana, comemorados no último dia 31 de outubro. Solicitada pela Mesa Diretora, a cerimônia foi um espaço para rememorar os feitos promovidos a partir do ano de 1517, quando teve início o movimento de reforma religiosa.

Desencadeadas pelo monge, sacerdote e professor universitário Martinho Lutero, ao apresentar suas 95 teses ou propostas de mudanças na Igreja, a Reforma Luterana marcou as primeiras manifestações que questionavam a conduta da instituição. O alemão criticava determinadas práticas abusivas promovidas no catolicismo e denunciava, entre outros pontos, a deturpação do evangelho, a venda de indulgências e a corrupção.

As 95 teses de Lutero deram origem a um movimento de ruptura que levou à criação de uma nova religião cristã, o Luteranismo, identificado como um movimento protestante em relação ao Catolicismo. O reformismo também deu origem ao Protestantismo e repercutiu no âmbito social, político, econômico, cultural e educacional.

O vereador Ronaldo Rosa (SD), que falou em nome da Mesa Diretora, lembrou que o marco histórico caracterizado pelas reformas de Lutero promoveu a renovação da igreja. Ele destacou que a obra derrubou o sistema opressor religioso da época e possibilitou uma ampla reflexão sobre a Bíblia e seus ensinamentos. “Quem não se recorda do movimento que dizia que para ser salvo era necessário comprar uma cadeira no céu. Com a reforma Luterana, esses atos foram questionados e a salvação pela fé ganhou espaço”, disse. Para o parlamentar, as mudanças são um legado não só para a igreja, mas para toda a sociedade.

O reverendo Adelcio Kronbauer falou em nome da Igreja Luterana e se referiu aos 500 anos da reforma como um marco em todo o mundo. “Não glorificamos ou adoramos Lutero, não há nenhuma espiritualidade em torno do reformador. Mas, a sua obra e seu pensamento são ferramentas e testemunho de vida”, disse, ao considerar que o alemão, além de importante para a história, é, muitas vezes, decisivo. O pastor da Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil – comunidade de Passo Fundo - defendeu que o reformador deve ser estudado com profundidade também por quem governa e legisla. “Não concordamos com tudo que ele escreveu, pois, assim como ele pregava, devemos refletir com consciência, é preciso debater. O luterano não tem ideias absolutas, não acredita em verdade absolutas e isso é importante também a quem está à frente de um município ou país”, citou.

A solenidade foi marcada pela entrega de uma placa de Honra ao Mérito ao reverendo Günter Martinho Pfluck – pastor da Igreja Evangélica Luterana Do Brasil – comunidade São João. Ele agradeceu a honraria e o reconhecimento que a Câmara presta a esse importante movimento.


Créditos: Comunicação/Câmara de Vereadores
 

MÍDIATECA

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Tudo o que está nas Escrituras foi escrito para nos ensinar, a fim de que tenhamos esperança por meio da paciência e da coragem que as Escrituras nos dão.
Romanos 15.4
REDE DE RECURSOS
+
Vivam como pessoas que pertencem à luz, pois a luz produz uma grande colheita de todo tipo de bondade, honestidade e verdade.
Efésios 5.8-9
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br