Sínodo Mato Grosso



Rua Aristides Félix de Andrade , 840 - Araés
CEP 78005-605 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 2129-6592
sinodomt@luteranos.com.br
ID: 10

2 Coríntios 5.6-10(11-13)14-17 - 3º Domingo após Pentecostes - 14.06.2015

Caderno de Cultos 2015

14/06/2015

14/06/2015 – 3º Domingo após Pentecostes
Ez 17.22-24; Mc 4.26-34; Pregação: 2 Co 5.6-10, 14-17
P. Nilo O. Christmann – Sínodo MT - Cuiabá

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
“Porém Deus prometeu, e nós estamos esperando um novo céu e uma nova terra, onde tudo será feito de acordo com a vontade dele”. Com esta palavra bíblica de 2 Pedro 3.13 acolhemos cada um e cada uma de vocês. Ao virmos a este culto, trazemos conosco alegrias e anseios. Assim como somos Deus nos acolhe. Naquilo que precisamos, Deus quer nos preencher. A ele, pois, queremos louvar e agradecer.

Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
Nº 85 HPD 1 – Vem, Espírito Divino

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Estamos reunidos em culto neste 3º Domingo após Pentecostes e o fazemos em nome de Deus, Pai e Criador; de Deus Filho, Senhor e Salvador, e em nome do Espírito Santo, Consolador e Animador. Amém. Invocamos o seu nome cantando

CANTO DE INVOCAÇÃO
Nº - 330 HPD 2 – Aqui chegando, Senhor

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS

Senhor, nosso bondoso Deus! Eis a tua comunidade reunida. Sabes que nada temos a te oferecer, pois tudo te pertence. Reconhecemos diante de ti a nossa fragilidade. Deveríamos agradecer continuamente pelo presente da salvação e por todas as demais dádivas que nos concedes. No entanto, a gratidão é escassa em nossa vida. Gostamos de atribuir a nós a glória que te pertence. E, por isso, temos dificuldade em partilhar o que recebemos. É frágil e pequena a nossa fé. Sabemos que o teu Reino já está entre nós e um dia será pleno. Muitas vezes nossos olhos não reconhecem os sinais da tua presença e falta-nos uma esperança inabalável por saber que tudo está nas tuas preciosas mãos. Por isso e por muitas outras razões, confessamos o nosso pecado e pedimos pelo teu perdão. Em nome do nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. Amém.

ANÚNCIO DO PERDÃO
O Senhor ouve e acolhe o clamor daqueles que o buscam de todo o coração, daqueles que se reconhecem carentes e necessitados. A palavra de Deus diz:“Todos os profetas falaram a respeito de Jesus, dizendo que os que creem nele recebem, por meio dele, o perdão dos pecados” (Atos 10.43). Por isso, anuncio que os teus pecados estão perdoados. Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

KYRIE
Deus é Deus de misericórdia e de bondade, que se compadece dos que sofrem. E o sofrimento neste mundo se faz presente de várias maneiras: na falta de cuidado com a vida, nas vítimas da violência em todas as suas formas, nas pessoas que sofrem de solidão, na falta de cuidado com a criação. Por essas dores e por todas as outras clamamos a Deus, cantando

Kyrie – Pelas dores deste mundo, ó Senhor.

GLÓRIA IN EXCELSIS
Porque Deus, em seu amor e em sua bondade, ouve e acolhe os nossos pedidos glorifiquemos o seu nome cantando Glória, glória, glória a Deus nas alturas...

ORAÇÃO DO DIA
Oremos: Senhor! Muito obrigado, Senhor, que nos concedes a graça de podermos nos reunir em culto. Aqui vemos que não estamos sozinhos. Há irmãs e irmãos caminhando junto conosco, com a mesma fé e o mesmo propósito. Aqui cuidamos e somos cuidados. No convívio em comunidade podemos experimentar o teu abraço. Agradecemos-te também, Senhor, que podemos nos colocar na tua presença, buscando consolo, ânimo e orientação. Conheces a nossa vida, Senhor. Sabes exatamente do que precisamos. Por isso, pedimos: Sopre sobre nós com o teu Espírito Santo e concede-nos um culto abençoado. Mostra-nos o teu caminho e encoraja-nos para sermos firmes nos teus propósitos. Em nome de Jesus. Amém.
CANTO
Nº - 197 HPD 1 – Buscai primeiro
Ou nº .............

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Ez 17.22-24

2ª Leitura Bíblica: Mc 4.26-34 – Cantemos Aleluia

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº - 380 HPD 2 – A tua palavra é semente
Ou nº ......................

PREGAÇÃO – 2 Co 5.6-10, 14-17

Estimados irmãos e irmãs! Estimada comunidade!

A jovem que nunca havia saído de casa passou no vestibular em outra cidade. Na época do início das aulas, aprontou as malas e foi viver uma nova e importante etapa da sua vida. Passadas algumas semanas, começa a sentir um aperto no coração e, ao ligar para os pais, diz entre lágrimas: “Estou com muita saudade”! A vontade de estar novamente no convívio da família é grande.

Sentir saudade faz parte da vida do ser humano. Saudade do namorado, da namorada, do pai, da mãe, dos filhos, dos amigos... Saudade de pessoas queridas que faleceram... Saudade é um sentimento meio estranho porque, por um lado, nos leva às lágrimas e, por outro lado, lembra que tem alguém esperando pela gente. Como já disse alguém: o pior mesmo é não ter razões para sentir saudade.

A Bíblia nos mostra que na origem havia uma perfeita comunhão entre Deus e os seres humanos. Com o pecado, houve uma quebra nessa comunhão. O relato de que Adão e Eva foram expulsos do Jardim do Éden mostra que naquele momento o ser humano deixou “a casa do Pai”. O Antigo Testamento conta como o povo busca novamente a comunhão com Deus. Mas o caminho é cheio de tropeços. A saudade da casa paterna e a busca pelo retorno são limitadas pelo pecado. A tendência de fazer as coisas do seu jeito é maior do que a vontade de amar a Deus acima de todas as coisas. Em Jesus, mais uma vez, Deus faz o gesto de aproximação. Como o povo não encontrava a casa paterna, Deus vai até ali onde as pessoas estão. Deus constrói uma ponte entre o céu e a terra. Restabelece a comunhão perdida.

A comunidade de Corinto, para a qual o apóstolo Paulo escreve, acolheu a mensagem da salvação. Experimentou o abraço do Pai expresso na ponte que aproximou Deus dos seres humanos. Confessavam agora a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador. Era uma jovem e animada comunidade constituída em uma cidade onde pipocavam as mais diferentes religiões e filosofias de vida. Muito cedo os membros da comunidade descobrem que algo ainda está incompleto: há problemas, pensamentos diferentes sobre diversos assuntos, às vezes a comunhão fica abalada, uns querem ser melhores do que os outros. Em outras palavras, percebem que ainda estão na terra e não no céu.

Sim, estimados irmãos e estimadas irmãs, aquilo que a comunidade de Corinto viveu não é tão diferente daquilo que nós vivemos. Também nós recebemos a salvação como presente de Deus. Fomos e somos agraciados com a sua misericórdia e com o seu perdão. A ponte que Deus construiu também veio em direção a nós. Experimentamos a presença e a comunhão com Deus de diversas maneiras: no convívio em comunidade, na pregação da Palavra, na celebração da Ceia do Senhor, no serviço ao próximo. Podemos até dizer que estes são pequenos pedacinhos do céu que já nos são oferecidos aqui e agora. No entanto, a realidade do cotidiano nos lembra que ainda vivemos na provisoriedade, pois ainda há injustiças, dor e morte. Ainda tropeçamos. A nova criatura que somos a partir do batismo ainda carrega dentro si algo de Adão e de Eva.

É por isso que a cada culto a comunidade pede na oração do Pai Nosso pela vinda do Reino de Deus. Esse pedido é uma forma de dizer que ansiamos pelo dia em que de fato estaremos em comunhão perfeita com Deus. Em última análise, o ser humano apenas encontrará o alento definitivo quando puder matar a saudade daquele que nos criou a sua imagem e semelhança. Jesus já disse aos seus discípulos: “Não fiquem aflitos (...). Na casa do meu Pai há muitos quartos, e eu vou preparar um lugar para vocês” (João 14.1,2). Saber desta promessa e daquilo que está a nossa espera dá ânimo para a caminhada. A semente do Reino já foi lançada à terra, como diz no Evangelho de Marcos, e o Reino cresce mesmo quando nós dormimos. Aquilo que agora experimentarmos de forma provisória será um dia experimentado na plenitude. Os pássaros ainda farão ninhos na planta que se desenvolveu a partir de uma minúscula semente de mostarda. Assim é com o Reino de Deus.

A jovem que está longe da casa paterna sabe que o melhor para ela é continuar os estudos, apesar da saudade. Naquele momento da sua vida ela está fazendo o que precisa ser feito. Assim também ocorre conosco. Já sabemos que nos aguarda a perfeita comunhão com Deus no seu Reino. Mas, por ora, importa perceber com todas as implicações que ainda estamos na terra. E, se estamos aqui, é porque Deus ainda nos quer aqui. Ele não nos quer para ficar matando tempo ou chorando pelos cantos. Quer, isto sim, nos ver com ânimo a alegria. A partir da fé, somos libertos da necessidade de pensar apenas em nós mesmos. Deus nos convida e nos chama para dar testemunho daquilo que ele fez em nossa vida. Podemos ajudar, podemos servir com os nossos dons. Podemos fazer a diferença na família, na comunidade, no trabalho e na sociedade. Podemos anunciar com alegria e coragem que Deus construiu em Jesus Cristo a ponte que restabeleceu a comunhão perdida.

Que Deus ajude nos momentos de fraqueza. Que ele conceda ânimo e alegria. Que ele nos capacite ao serviço em favor do próximo. E, por fim, nos conceda estar em definitivo no seu Reino. Amém.

HINO
Nº - 200 HPD 1 – Cantai e folgai
Ou nº ...............

CONFISSÃO DE FÉ
Assim como fizeram os primeiros cristãos e outros tantos no decorrer dos séculos, assim também nós queremos confessar a nossa fé:

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO – A oferta deste culto é sinodal e se destina para o projeto Missão Vida em Porto dos Gaúchos (o texto motivador se encontra na Agenda Sinodal). Enquanto as ofertas são recolhidas, cantamos o hino...
Nº - 249 HPD 1 – Graças, Senhor, eu rendo muitas graças
Ou nº ..................

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração: (Neste momento quem estiver conduzindo o culto pode pedir à comunidade pelos motivos de intercessão que as pessoas querem incluir. Caso sentir à vontade, pode em seguida dirigir uma oração a Deus incluindo estes e outros pedidos, sem esquecer dos aniversariantes. Caso tenha dificuldade em fazer esta oração, simplesmente convida a comunidade a orar o Pai Nosso e, com ele, as diversas intercessões são colocadas diante de Deus)
Aniversariantes:
1._______________________________________________________
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
_________________________________________________________
_________________________________________________________


BÊNÇÃO
Que o Senhor te acompanhe ao partires deste lugar;
Que vá à tua frente para iluminar teu caminho;
Que caminhe ao teu lado para ser sempre teu amigo;
Que vá atrás de ti para proteger-te de qualquer dano;
Que seus braços carinhosos estejam debaixo de ti para te sustentar quando o caminho for difícil e estiveres muito cansado;
Que esteja sobre ti para te cuidar, a ti e a todos que amas.
E, sobretudo, que Deus viva em teu coração para dar-te sua alegria e sua paz para sempre. Amém.

ENVIO
Sigamos em paz. Abençoados por Deus sejamos também nós instrumentos de bênção na vida das pessoas confiadas aos nossos cuidados. É o que nos cabe fazer enquanto Deus ainda nos quer aqui e enquanto aguardamos pela plenitude do seu Reino. Amém.

CANTO FINAL
Nº 181 – HPD 1 – Viver com Jesus é cantar
Ou nº ...........


Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 32630

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Devemos orar com tanto vigor como se tudo dependesse de Deus e trabalhar com tanta dedicação como se tudo dependesse de nosso esforço.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
O que o Senhor planeja dura para sempre. As suas decisões permanecem eternamente.
Salmo 33.11
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br