Sínodo Mato Grosso



Rua Aristides Félix de Andrade , 840 - Araés
CEP 78005-605 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 2129-6592
sinodomt@luteranos.com.br
ID: 10

João 1.1-14 - Dia de Natal - 25.12.2014

Caderno de Cultos 2014

25/12/2014

25/12/2014- NATAL
Pregação: Jo 1. 1-14; Leituras: Is 62. 6-12; Tt 3. 4-7
P. Gerson Kappel – Rondonópolis - MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Que bom que você veio, para juntos festejarmos com o aniversariante Jesus. É Natal. É nascimento do Filho de Deus entre nós. É a vinda do próprio Deus ao nosso mundo. Que hoje ocorra um encontro especial dEle conosco, você e eu com Ele! Amém.

Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
29 – HPD 1 – Jubiloso, venturoso tempo

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Estamos reunidos em nome de Deus Pai, que nada retém, para nos presentear com seu amor e salvação. Nos reunimos em nome do Filho Jesus, Aquele que se tornou gente e veio habitar este mundo. Nos reunimos em nome da Espírito Santo, que hoje quer agir para termos Natal abençoado! Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
31 – HPD 1 – Quero ir com os pastores

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Senhor. Este é um dia de muita alegria para teu povo. Mas, como sempre, nossa alegria só será completa se buscarmos o teu perdão. Só através dele temos completa paz. Por isso, confessamos que muitas vezes vivemos ao contrário do que significa o Natal. Muitas vezes não te recebemos, mas viramos as costas para ti, Jesus. Muitas vezes somos arrogantes e não vivemos conforme a tua humildade. Muitas vezes evitamos os lugares não agradáveis como a estrebaria em que Tu nasceste. Muitas vezes não vamos ao encontro do ser humano como Tu fostes. Perdoa-nos e ajuda-nos, assim como nós também perdoamos aqueles que não são como Tu, quando nos ofendem e prejudicam. Também por estes intercedemos e ainda pedimos: Ajuda-nos na nossa fragilidade! No nome do próprio Jesus. Amém

ANÚNCIO DO PERDÃO
Quem hoje confessou o seu pecado, também se alegre com o perdão de Deus, assegurado em Romanos 6. 23: “porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é à vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor”.

KYRIE
Jesus, Senhor misericordioso! Ninguém como Tu, viu e ouviu as dores deste mundo. Ninguém como Tu, experimentou as conseqüências do pecado e do mal. Ninguém como Tu, pode intervir diante dos sofrimentos em nossas casas e nossos corações. Tu também podes agir diante das injustiças sociais, sejam elas locais nacionais ou mundiais. A Ti clamamos por misericórdia. A Ti clamamos especialmente por aqueles/as que não conseguem ver alguma esperança neste Natal; por aqueles/as que não sentem nenhuma alegria neste Natal. Nós clamamos e cantamos: Tem Senhor piedade (3x).

GLÓRIA IN EXCELSIS
Porque Deus teve compaixão de nós e em Jesus nos socorreu vamos adorá-lo! Juntos com os anjos cantemos e glorifiquemos: 20 – HPD 1 – Surgem anjos proclamando

ORAÇÃO DO DIA
Natal: Esta palavra já nos lembra de dezenas ou até centenas de mensagens preciosas. Agradecemos-te por isso, ó Deus. Mesmo assim, pedimos por mais. Pedimos: Fala-nos hoje, não necessariamente o que gostaríamos de ouvir, mas aquilo que precisamos ouvir neste Natal. Fala-nos pessoalmente, como família e como igreja. Usa a tua Palavra, para realizar Teu Natal, em nosso dia de Natal! Em nome de Jesus. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Isaías 62. 6-12

2ª Leitura Bíblica: Tito 3. 4-7

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
379 – HPD 2 – Pronto para ouvir

PREGAÇÃO
“Três perguntas para o Natal”. Este é o tema da nossa pregação.
O nosso texto pode ser dividido em três partes. Faremos uma pergunta importante para cada parte. Também colocaremos, obviamente, uma mensagem de resposta para cada pergunta.
1- Quem é Jesus Cristo? O evangelista João aborda esta questão nos versículos 1-5. Ele afirma a natureza divina de Jesus. Ele afirma que Jesus participou da obra da criação, dizendo: “sem ele, nada do que foi feito se fez”. Isto também é afirmado em Hebreus 1.2: “nestes últimos dias, nos falou pelo filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo”. Ressaltamos ainda, que o Espírito Santo também já estava presente na obra da criação. Em Gênesis 1.2 diz: “e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas”. Portanto, Jesus Cristo não é apenas mais um mestre. Não é apenas mais um bem-feitor caridoso. Ele é divino; é o Filho de Deus; ele é Deus. Ao mesmo tempo ele não foi uma simples “energia”, ou algo do gênero. Ele “se fez carne”, conforme Jo 1.14. Ele nasceu e foi um ser humano. Além disso, ele “habitou entre nós”. De fato morou, sentiu, viveu como ser humano. No início de seu evangelho João também afirma a natureza humana de Jesus.
Em resumo, João afirma as duas naturezas de Jesus: Verdadeiro Deus e verdadeiro homem. É isto que torna Jesus único e inigualável. Alguém já afirmou que em séculos passados as pessoas tiveram dificuldades com a humanidade de Jesus, e, que atualmente têm dificuldades com a divindade de Jesus. Por isso, nosso texto é importante para todas as épocas. Ele traz a resposta para a pergunta “quem é Jesus Cristo?”. E a resposta é: O verdadeiro Deus que foi verdadeiro ser humano. Aqui já temos a primeira resposta e grande mensagem de Natal!
2- Quem foi João Batista? Os versículos 6-9 falam de João Batista e sua missão. Ele foi enviado por Deus “como testemunha”. Sua missão era esta: “que testificasse” a respeito de Jesus. Podemos comparar João Batista com aquele emissário que é enviado para uma cidade, a fim de preparar a chegada do governador. Desta forma João Batista tem a missão de apontar o pecado, o arrependimento e a salvação em Jesus.
Como pessoas cristãs, você e eu não podemos apenas ficar com a informação sobre João Batista. Como pessoas e igrejas cristãs, também nós temos o privilégio e o chamado de ser testemunhas do Salvador Jesus. Para nos incentivar, temos este belo relato do velho fazendeiro: “Um velho fazendeiro do oeste americano foi visitar seu filho que se tornara senador. Era um crente fervoroso que não perdia uma oportunidade para falar de seu Deus. Por isso, quando seu filho o apresentou ao embaixador da Bélgica, o fazendeiro lhe fez esta inesperada pergunta: ‘Excelência, o senhor é cristão? ’. Muito incomodado, o filho do fazendeiro desviou habilmente a conversa, a fim de eximir o embaixador de responder a uma pergunta que ele suponha ser embaraçosa, se não improcedente. Alguns meses mais tarde, o ancião morreu. Que surpresa foi a do senador ao descobrir, entre as numerosas coroas de flores enviadas para a circunstancia, uma enviada pela embaixada da Bélgica no cartão anexado à coroa, algumas palavras tinham sido escritas pelo próprio embaixador. Com lágrimas nos olhos, o senador leu este comovedor testemunho dado a seu pai: ‘Ele foi o único homem nos Estados Unidos que me perguntou se eu era cristão, o único que se preocupou com a minha alma’.” (Boa Semente, 25/11/2002)
Aqui temos a resposta para a pergunta: Quem foi João Batista? A resposta é dupla; Ele foi testemunha de Jesus; que também eu seja testemunha de Jesus!
3- Jesus vem para o que é Seu. Quem O recebe? Esta 3ª questão é abordada nos versículos 10-14. O verso 11 faz uma afirmação fundamental: “Veio para o que era seu”. Como vimos na 1ª parte do nosso texto, Jesus participou da criação deste mundo e de todo universo. Jesus não está nascendo num mundo que pertence a você, a mim ou a qualquer outra pessoa, grupo ou ser. Ele nasce num mundo que é Sua criação. E Ele vem para resgatar seus filhos e filhas; Ele vem para resgatar toda criação! Esta vinda é uma decisão do Trino Deus. Esta oferta de amor e resgate é uma oferta universal do Trino Deus, para todos os seres humanos!
Os versos 11 e 12 nos mostram que a resposta à oferta universal de Deus é individual. Cada pessoa faz sua opção. O verso 11 fala daqueles/as que fazem a opção negativa: “os seus não o receberam”. Mesmo criados e amados por Deus, muitos o rejeitam. Mesmo estando num mundo presenteado por Deus, muitos o rejeitam. Mesmo precisando da graça de Cristo, muitos não o recebem. Não o recebem por quê? Porque não crêem no seu nome. Não crêem porque não reconhecem sua necessidade de perdão e salvação. Não crêem porque não vêem no nome de Jesus aquilo que o próprio nome significa: “Aquele que salva”, conforme Mt 1. 21. Mas, há também os que “o receberam” (v. 12). Como o recebem? Crendo no seu nome! Reconhecem seu pecado, fragilidade e carência. Reconhecem em Jesus Aquele de quem precisam. Reconhecem em Jesus “Aquele que salva”.
Para ilustrar esta 3ª parte, podemos usar de uma comparação. Um senhor tem uma casa alugada, pertencente a ele, seu filho e família. Ele pede ao filho que visite a família inquilina, para ver como está. Trata-se de uma família numerosa, com seis pessoas. Quando bate à porta e chama, é logo identificado. Dos quatro filhos/as dois querem recebê-lo, os outros não. Com o pai e a mãe ocorre algo semelhante: Um quer recebê-lo, o outro não. Aqui cada um de nós precisa perguntar-se: Com qual dos filhos ou cônjuge me identifico?
Vamos à conclusão do nosso tema: “Três perguntas para o Natal”. 1- Quem é Jesus Cristo? É o verdadeiro Deus, que se tornou também verdadeiro ser humano. Por isso, Ele é único! Por isso, é Nele que você pode colocar inteiramente a sua confiança. 2- Quem foi João Batista? Foi uma testemunha de Jesus, preparando as pessoas para sua vinda. Em nossos dias e local de vida, sigamos este exemplo! 3- O Natal é a vinda de Jesus. Ele vem também por você e até você. Receba-o, crendo e confiando no Seu nome! Amém.

HINO
159 - HPD – Creia sempre, sem cessar

CONFISSÃO DE FÉ
Confessemos nossa fé no Trino Deus, com as palavras do Credo Apostólico:
Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
452 – HPD 2 – Senhor, eu quero amar-te sempre

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________
Obrigado Senhor, por tua Palavra orientadora, consoladora e desafiadora para este Natal. Nós também pedimos: Como João Batista, ajuda-nos a ser testemunhas de Jesus. Que a nossa fé seja viva, como verdadeiros filhos e filhas de Deus! Que nos caminhos de Teu Filho, nós também Te sirvamos Pai celestial. Apesar de sermos pequenos e frágeis, nós pedimos: Envia e usa também a nós, pessoalmente e como igreja, onde Tu o queiras!
Também pedimos: Responde com tua graça às nossas intercessões: (citar os motivos levantados no culto). Tudo o mais, incluímos na oração ensinada por Teu Filho Jesus Cristo:

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Que te abençoe Deus o Pai, Aquele que enviou Seu Filho unigênito. Que te abençoe o Filho Jesus, Aquele que vem ao nosso encontro. Que te abençoe o Espírito Santo, nosso maravilhoso Consolador! Amém.

ENVIO
Como Jesus, leve ao mundo o Seu amor! Amém.

CANTO FINAL
311 – HPD 2 – Quando completou-se o tempo
 


Autor(a): Gerson Kappel
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Natal
Natureza do Domingo: Natal
Perfil do Domingo: Dia de Natal
Testamento: Novo / Livro: João / Capitulo: 1 / Versículo Inicial: 1 / Versículo Final: 14
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2014
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 29354

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Servi ao Senhor com alegria, apresentai-vos diante dele com cântico.
Salmo 100.2
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus.
Mateus 5.9
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br