Sínodo Mato Grosso



Rua Aristides Félix de Andrade , 840 - Araés
CEP 78005-605 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 2129-6592
sinodomt@luteranos.com.br
ID: 10

Lucas 19.28-40 - Domingo de Ramos (Domingo da Paixão) - 14/04/2019

Caderno de Cultos 2019

14/04/2019

14/04/2019 - Domingo de Ramos (Domingo da Paixão)
Pregação: Lc 19.28-40; Leitura: Sl 118.1-2,19-29
Vera Lucia Engelhardt – Cuiabá - MT


LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
“Jesus respondeu aos discípulos: É chegada a hora de ser glorificado o Filho do Homem”. (João 12.23). Chegou a hora de nos reunirmos em culto! Nos acolhemos mutuamente com as palavras de nosso Senhor. Suas palavras lembram das horas finais de sua vida terrena, seu sofrimento que traz a paz, que nos reconcilia com Deus, que nos transforma de inimigos em amigos de Deus. Sobre isto não podemos nos calar! Bem-vindos e bem-vindas. Acolho as pessoas que nos visitam, por favor nos digam de onde vem! Nos alegramos com sua presença entre nós!
Os cantos podem ser escolhidos conforme o hinário que a comunidade usa.
CANTO DE ENTRADA
421 - LCI – Hosana hei

SAUDAÇÃO
Nos reunimos em nome de Deus, o Criador de todas as coisas visíveis e invisíveis, do Filho Jesus Cristo, Príncipe da Paz e do Espírito Santo que acende em nós a chama da fé e faz com que demos testemunho da salvação. Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
131 - LCI – Salmo 121

CONFISSÃO DE PECADOS
Ó Senhor, nosso Deus – temos consciência de nosso pecado, e temos consciência de que queremos esconder nossos erros e maldades. Há situações em que nem mesmo nos damos conta que estamos pecando. Faze-nos reconhecer que pecamos Senhor. Nossas propostas exclusivistas e individualistas nos afastam de Ti Senhor e nos afastam das pessoas. Ficamos calados diante de injustiças e violências. Nós mesmos fazemos ações injustas e más e violentas. Calamos e não damos testemunho de tua paz. Calamos e não anunciamos as boas notícias de paz do evangelho. Calamos a boca e não falamos de Ti Senhor por medo de sofrer perseguições, acusações e aflições. Perdoa-nos Senhor. Concede-nos teu Santo Espírito para abrirmos a boca e falar o evangelho, falar da paz, falar de teu amor e vivermos como teus amigos e amigas, reconciliados contigo e uns com os outros, umas com as outras. Amém.

ANÚNCIO DO PERDÃO
“Jesus Cristo é a testemunha fiel! Ele é o primeiro Filho, que foi ressuscitado e que governa os reis do mundo inteiro. Ele nos ama, e pela sua morte na cruz nos livrou dos nossos pecados” (Apocalipse 1.5). Anuncio-vos o perdão dos pecados em nome do Pai, e do Filho e Do Espírito Santo. Amém.

KYRIE
Há tantas dores e sofrimentos entre nós. Pessoas sofrem de abandonos, sofrem com injustiças, sofrem de fome, de acidentes de trânsito, de acidentes de trabalho, sofrem por não terem trabalho, sofrem por falta de paz. Vamos orar e pedir socorro a Deus para ajudar a todas aquelas pessoas que sofrem e ajudar a mudar aquelas pessoas causadoras de sofrimento. Pedimos em oração cantando - Pelas dores deste mundo (hino 56 LCI).

GLÓRIA IN EXCELSIS
“Não há outro Deus como tu, ó Senhor! Quem é santo e majestoso como tu? Quem pode fazer os milagres e maravilhas que fazes? (Êxodo 15.11). Deus nos escuta e nos liberta, ele faz milagres e maravilhas entre nós, cuidando-nos, preservando-nos com vida e consolando-nos nas tribulações. Vamos bendizer e dar glórias ao Senhor cantando: Bendirei ao Senhor (101 – LCI – Salmo 34).

ORAÇÃO DO DIA
Bondoso e misericordioso Deus, nós te agradecemos por estarmos reunidos aqui em culto para recebermos de Ti Tua Palavra que dá a vida, tua palavra orientadora e animadora para viver a fé em ti diariamente. Te pedimos: nos faze ficar atentos as leituras bíblicas, ajuda-nos a entender o que ela significa para nosso viver nesta semana santa. Por Cristo Jesus, na unidade do Espírito Santo. Amém

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Salmo 118. 1-2, 19-29

2ª Leitura Bíblica: Lucas 19. 28-40

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
164 - LCI – Seu nome é maravilhoso

PREGAÇÃO
“Que a graça e a paz de Deus, o nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo estejam com vocês”! (Gálatas 1.3)
Estimada comunidade!
O evangelho deste domingo de Ramos nos fala que os seguidores e seguidoras de Jesus estavam “cheios de alegria, começaram a louvar a Deus em voz alta por tudo o que tinham visto. Eles diziam: - Que Deus abençoe o Rei que vem em nome do Senhor! Paz no céu e glória a Deus! (v. 37 e 38)”. Jesus então foi alertado pelos fariseus para que parassem com isso, poderia haver problemas com as autoridades romanas dominadoras da região. Jesus responde uma intrigante palavra: “se eles se calarem, as pedras gritarão” (v.40).
Acaso poderiam as pedras gritarem? Alguém já ouviu uma pedra falar?
A comparação de Jesus impacta, pois pedra não fala, não grita. E possível apenas fazer algum barulho com a pedras!
O que se fala na bíblia sobre as pedras? Entre tantas menções bíblicas, há pedras de tropeço, pedras de alicerce, pedras angulares, pedras preciosas, pedras que os construtores rejeitaram, pedras para construções de muros e do templo, as pedras que não permanecerão, sobre uma pedra será a edificação da igreja e há as pedras vivas!
Pedras vivas podem gritar sim!
“Vocês, também, como pedras vivas, deixem que Deus os use na construção de um templo espiritual onde vocês servirão como sacerdotes dedicados a Deus. Vocês são a raça escolhida, os sacerdotes do Rei, a nação completamente dedicada a Deus, o povo que pertence a ele. Vocês foram escolhidos para anunciar os atos poderosos de Deus, que os chamou da escuridão para a sua maravilhosa luz”. (1º Pe 2. 5 e 9)
O evangelho nos questiona: Nós louvamos a Deus e nos alegramos pelo que vemos entre nós que espelha e espalha a fé no Trino Deus?

 

Para respondermos este questionamento, precisamos nos perguntar como acontece o nosso testemunho de fé na igreja e no mundo? Ou seja, como damos razão de nossa fé?
O evangelho deste domingo de Ramos, início de Semana Santa tem muito a nos ensinar. O evangelho grita em nossos ouvidos e mentes e coração!
Jesus entra em Jerusalém, por ocasião da festa da páscoa – a libertação da escravidão do Egito. Há toda uma preparação para sua entrada na cidade, descendo pelo monte das Oliveiras. Há providencias a serem tomadas. Os discípulos precisam agir: dois discípulos buscam o jumentinho; precisam argumentar com o dono do jumentinho; colocam suas vestes sobre o jumento; ajudam Jesus a montar o animal; louvam a Deus pelos milagres que viram Jesus fazendo – são testemunhas de Jesus; chamam Jesus de Rei. Há um protagonismo decisivo dos discípulos! Se eles se calassem, as pedras clamariam!
A primeira ação de buscar o jumentinho, sem comprar ele, sem alugar ele por algumas horas, sem pedir emprestado, simplesmente pegar e dizer que o Mestre precisa dele é ação corajosa e de obediência a Jesus. Jesus os enviou com uma ordem. Jesus nos envia com a ordem de amar a Deus e ao próximo e assim anunciar o evangelho do Rei da Paz. Os discípulos foram questionados e responderam sem titubear, com convicção. Precisamos aprender a responder de nossa fé e salvação sem medo, sem gaguejar, sem nos deixar cair em armadilhas porque cremos e confiamos que Jesus é o Rei da Paz, seu governo é de liberdade, de justiça e paz e exige comprometimento.
Os discípulos colocam suas vestes sobre o jumentinho e ajudam Jesus a subir no animal. Caminham com Jesus – ao chegarem já era grande a multidão de seguidores e seguidoras que estavam nesta procissão. Ai tudo é diferente, são estendidas capas no caminho para Jesus passar. É uma manifestação de boas-vindas ao Rei Jesus, ele é saudado como rei, um rei que vem em nome de Deus! Havia alegria e louvor a Deus em voz alta.
Onde e quando a comunidade, assim como os discípulos, tem proclamado a Cristo e onde tem se calado?
Quantas vezes caímos na tentação de calar a boca e não anunciarmos a paz que vem de Jesus? Preferimos abrir a boca para dizer palavras violentas, que excluem, que agridem. Nos deixamos balançar pelo vento de qualquer ideia sem refletir se ela vem de Jesus. Para não acontecer isso precisamos retomar o que aprendemos da explicação do terceiro mandamento: estudar a palavra de Deus com gosto (não de má vontade, isso não produz bom fruto!).
Como recebemos as pessoas que vem nos visitar em nossa comunidade? (Vejam o depoimento de uma ministra). Nas diversas comunidades onde já exerci o ministério, as pessoas participantes do culto com muita frequência têm um lugar de preferência para sentarem-se e ali permanecem durante o culto. É assim que, com o passar do tempo, eu sei onde cada um costuma sentar-se durante os cultos. Minha alegria é quando as pessoas estão fora de seu lugar! Isso acontece, e poderia acontecer muito mais vezes quando temos visitantes na igreja que vieram ao culto buscarem consolo e louvar e ouvir a Palavra de Deus! Como acolhemos estas pessoas? Pedimos para elas saírem daquele lugar ou vamos conversar com elas? Falamos de nossa fé? Ouvimos o que as pessoas têm a nos dizer? Ouvimos suas angustias e suas perguntas? Nos dispomos a caminhar com elas rumo a terra da fé?
Os fariseus pediram a Jesus que mandasse seus discípulos calarem a boca. Parece-me que as vezes estamos fazendo o que os fariseus queriam e não o que Jesus quer: se eles calarem as pedras vão gritar!
No planejamento missionário de nossa Igreja para os anos 2019-2024 a primeira meta é que sejamos “uma igreja que valoriza o sacerdócio geral, capacita as pessoas e aprofunda a fé para seu testemunho na igreja e no mundo”. É preciso que sejamos capazes de dar razão de nossa fé! Ousadia, coragem e convicção tiveram estes discípulos de Jesus. Oremos que o Espírito Santo nos dê esta ousadia daqueles discípulos naquele dia em que Jesus entrou em Jerusalém e foi acolhido como Rei!
Pedras vivas não se calam! Hoje somos nós que somos chamados para alegremente louvarmos a Deus em alta voz por tudo que vemos e dizer: Que Deus abençoe o Rei que vem em nome do Senhor! Paz no céu e glória a Deus! Quando jesus nasceu os anjos cantaram Paz na terra. Agora a multidão de seguidores canta Paz no céu. Jesus, o príncipe da paz deixa-nos a sua paz! Convém viver em paz e anunciar sua paz! Convém espelhar a paz de Jesus e espalhar a paz de Jesus!


Pedras vivas não se calam, o tempo é oportuno para falar e testemunhar!
“E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus”. (Filipenses 4.7)

HINO
588 - LCI – Quem quer cantar do amor

CONFISSÃO DE FÉ
Não podemos nos calar, vamos falar e dizer de nossa fé com convicção e ousadia. Confessemos, pois a nossa fé:

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
483 - LCI – Se com tua boca confessares

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Senhor, graças por tua palavra anunciada a nós hoje. Graças pelo teu amor e teu cuidado para com a nossa vida. Pedimos Senhor por coragem e ousadia para falarmos de Ti e de tua paz, de teu governo de justiça e misericórdia. Te pedimos cuida de nossa vida pessoal, ajuda-nos a nos relacionarmos bem, em paz e justiça com todas as pessoas. Cuida de nossa família e de nossa comunidade. Oramos que protejas as pessoas com as quais trabalhamos diariamente. Oramos pela nossa cidade, que seja lugar de viver bem para todos que habitam nela. Olha e cuida Senhor as pessoas que estão doentes em casa ou nos hospitais. Ampara quem está desanimado e frustrado na vida. Concede-nos uma semana de reflexão na Tua Palavra. Concede-nos a ousadia de testemunhar e dizer que cremos em Ti, Senhor.
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Que o Senhor te abençoe e te guarde. Que o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti. Assim Te abençoe o Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo – Amém.

ENVIO
Vão em paz anunciar o Rei da Paz! Amém

CANTO FINAL
293 - LCI – Dá-nos esperança e paz


Autor(a): Pastora Vera Lucia Engelhardt
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo da Páscoa
Natureza do Domingo: Quaresma
Perfil do Domingo: Domingo de Ramos
Testamento: Novo / Livro: Lucas / Capitulo: 19 / Versículo Inicial: 28 / Versículo Final: 40
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2019
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 50517

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Nós te damos graças, ó Deus. Anunciamos a tua grandeza e contamos as coisas maravilhosas que tens feito.
Salmo 75.1
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Portanto, estejam preparados. Usem a verdade como cinturão. Vistam-se com a couraça da justiça e calcem, como sapatos, a prontidão para anunciar a Boa Notícia de paz.
Filipenses 6.14-15
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br