Sínodo Mato Grosso



Rua Aristides Félix de Andrade , 840 - Araés
CEP 78005-605 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 2129-6592
sinodomt@luteranos.com.br
ID: 10

Lucas 9.28-36(37-43) - Último Domingo após Epifania - 07.02.2016

Caderno de Cultos 2016

07/02/2016

07/02/2016 – Ultimo Domingo Após Epifania
Prédica: Lc 9.28-36(37-43) Leituras: Ex 34.29-35; 2 Co 3.12-4.2
PPHMista Mônica Seefeldt – Tangará da Serra/Mt

ACOLHIDA
Quero saudá-los com o lema bíblico que diz: “O Salmista canta ao Ungido de Deus: Tu és o mais formoso dos filhos dos homens; nos teus lábios se extravasou a graça; por isso, Deus te abençoou para sempre” (Sl 45.2). Saúdo a cada um e a cada uma com estas palavras do Salmista, neste ultimo domingo que antecede a Quaresma, e que possamos nos sentir acolhidos neste culto nesta casa de Deus.

Da mesma forma saudamos os visitantes e às visitantes! Peço que aqueles que nos visitam se colocam de pé e digam de onde vem! Peço também que as pessoas que se encontram ao seu redor possam cumprimenta-las com um aperto de mão ou abraço fraterno em nome da nossa comunidade! portanto, sejam todos bem vindos e bem vindas!

CANTO DE ENTRADA
Nº 325 – Hinos do Povo de Deus - Aqui você tem lugar

Ou Nº 123 – Hinos do Povo de Deus – O nosso encontro

LITURGIA DE ABERTURA
SAUDAÇÃO
Aqui nós nos reunimos não em nosso próprio nome, mas em nome de Deus Pai/Mãe, o Criador, em nome de Deus Filho Jesus Cristo, o Salvador e em nome de Deus Espírito Santo, o Vivificar. Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 336 – Hinos do Povo de Deus – Quando o povo se reúne

Ou Nº 333 – Hinos do Povo de Deus – Reunidos aqui

CONFISSÃO DE PECADOS
Senhor e Deus, tu nos conheces muito bem. Tu sabes quando temos problemas... Tu sabes quando estamos ansiosos ou tristes e também quando temos motivos para nos alegrar. Que bom que é assim! Nós queremos te dizer neste momento que nós sabemos que nós falhamos. Tantas vezes nós não enxergamos as necessidades dos nossos irmãos e irmãs... Não nos dedicamos à nossa comunidade como deveríamos... Não seguimos os teus mandamentos... Senhor, teríamos tanto para te confessar. Pedimos-te perdão, Senhor, também por aquilo que nós não conseguimos mencionar agora. Ajuda-nos a melhorar.

CANTO
/:Perdão, Senhor perdão:/

ANÚNCIO DO PERDÃO
Em 1 João 1.9 nos diz: “Se confessarmos os nossos pecados a Deus, ele cumprirá a sua promessa e fará o que é correto: Ele perdoará os nossos pecados e nos limpara de toda a maldade”. Portanto, podemos nos alegrar, pois anuncio o perdão dos pecados em nome do Pai e do Filho (+) e do Espírito Santo. Amém.

KYRIE
Deus onipotente houve o clamor do seu povo que pede por justiça, paz, amor e solidariedade, vamos nós também unir as nossas vozes e clamar pelas dores do mundo, cantando:

CANTO
/: Tem Senhor Piedade:/

GLÓRIA IN EXCELSIS
Glorificamos a Deus por sua palavra que nos dá o perdão e fortifica-nos na Fé, a este Deus glorifiquemos o seu Santo nome cantando:

CANTO
/: Glória a Deus nas alturas:/

ORAÇÃO DO DIA
Deus da graça e misericórdia! Nós te louvamos pelo privilégio que temos de estar em tua casa, desfrutando da tua infinita bondade. Louvamos-te porque os teus planos não dependem da nossa vontade, a qual muitas se mostra egoísta. Queremos te pedir que venhas neste momento falar aos nossos corações, para que possamos conhecer cada dia mais o tamanho do teu amor por cada um de nós. Tira de nós o que nos atrapalha e envia o teu Santo Espírito para que sejamos convencidos pelo poder da tua palavra. Por Cristo Jesus, nosso Senhor que vive e reina contigo e com o Espírito Santo de eternidade a eternidade. Amém.


LITURGIA DA PALAVRA

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 381 – Hinos do Povo de Deus – Pela Palavra de Deus

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Êxodo 34.29-35

2ª Leitura Bíblica: 2 Coríntios 3.12-4.2

3ª Leitura Bíblica: Lucas 9.28-36(37-43)

CANTO
/:Aleluia:/

PREGAÇÃO

A graça do nosso Senhor Jesus, o amor de Deus, Pai e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vocês. Amém.

Querida Comunidade! Neste domingo finda, no calendário litúrgico, um tempo o qual nos dedicamos a olhar e descobrir a presença de Deus em Cristo. O texto do evangelho de Lucas que acabamos de ouvir há muitos séculos é lido pelas Igrejas Cristãs, pois temos hoje o último domingo após Epifania. O Dia de Epifania é 06 de janeiro. E Epifania significa revelação, aparecimento. E nesse tempo litúrgico de Epifania quem se revela quem é revelado, é Jesus Cristo, é Deus em Jesus Cristo. Para isso a Igreja, há séculos, escolhe alguns textos marcantes que podem nos mostrar quem é esse Jesus, a que ele veio, o que ele quer nos comunicar, o que ele quer significar para nós. Quem é esse Deus que se revela em Jesus Cristo? Quem é e o que ele quer ser para nós e fazer por nós?

A celebração deste domingo nos convida refletir também sobre os dois textos complementares, onde a primeira leitura de Êxodo nos traz à memória as opções do povo hebreu, que havia saído da escravidão do Egito e rumava para a “terra prometida”, destacando a liderança de Moises, transfigurado pelo encontro com Deus no Sinai. Na segunda leitura evoca, ainda, a reflexão e a prática das primeiras comunidades cristãs, que vão aprendendo aos poucos a ler com novos olhos todo o seu passado para encontrar nele as forças para o testemunho fiel de Jesus Cristo. Assim, os textos bíblicos apresentam momentos de luz e de confirmação das lideranças que animavam a difícil caminhada em busca de mais vida, ou seja, de vida plena.

Prezada Comunidade! No nosso texto do Evangelho temos alguns fatos a destacar: um deles é quando Jesus subiu ao monte com seus discípulos Pedro, Tiago e João e que essa experiência se dá num ambiente de recato e silencio para orar. Enquanto Jesus orava acontecia à transfiguração, que até suas roupas ficaram mais brancas e brilhantes. Porém, o que chama a atenção no texto é o sono dos discípulos enquanto Jesus orava que faz lembrar o sono deles no monte das Oliveiras durante a agonia de Jesus. Isso nos mostra o sentido da cruz para a qual Jesus se encaminha, cruz que é consequência de sua corajosa ação profética, libertadora e conflitiva no meio do povo.

Assim, Jesus esta em perfeita sintonia com a oração que Lucas apresenta em todo o seu relato. Muito mais que os outros evangelhos, ele, o autor mostra Jesus em oração e acredita que é na oração que Deus se manifesta.

Outro fato é o assunto da conversa de Moisés e Elias com Jesus: eles falavam do “êxodo” de Jesus que iria se consumar em Jerusalém, ou seja, fala sobre a caminhada de Jesus que culmina na paixão e morte na cruz. A morte de Jesus na cruz não é um fracasso ou derrota, pelo contrario é o momento alto de um caminho para a libertação. Por esse caminho Jesus vai para a glória de Deus, e sua morte também é sua “elevação” para junto de Deus. Claro que não se trata aqui da libertação da alma de Jesus em relação ao seu corpo, como se fosse uma prisão, mas trata da atribuição do sentido mais profundo e radical, à prática libertadora e, enfim, a própria pessoa de Jesus.

O outro fato que chama a nossa atenção no texto é voz que veio do céu colocado como “meu Filho” e acrescenta “o Eleito”, nos mostra à necessidade de se interpretar a Bíblia a luz da pratica de Jesus e de sua elevação para junto de Deus, fazendo lembrar os Cânticos do Servo de Javé, do Livro de Isaias.

Queridos irmãos e irmãs em Cristo! Quem assistiu o filme “Titanic”, vocês lembram da história? O que nos impressiona nesse filme é um jovem que entra clandestinamente no navio. Durante a viagem, ele se enamora de uma mulher e os dois estabelecem um relacionamento muito significativo. Quando o navio começa a naufragar e estando prestes a morrer nas águas geladas, ele não se arrepende de ter participado da viagem que o levou a morte, mas ao contrário, diz a mulher amada que a viagem valeu a pena porque foi nessa viagem que a conheceu.

Assim como esse jovem, as pessoas são capazes de grandes sacrifícios quando veem sentido nas escolhas que fizeram e naquilo que fazem ou devem fazer. Porém, muitas vezes, resistem e se negam a grandes esforços ou renuncias quando não percebem razões para isso.

A opção pelo seguimento de Jesus sempre foi algo exigente. Também hoje é assim. E sempre será. No próprio evangelho não faltam advertências em relação a isso. É preciso tomar a sua cruz a cada dia – diz Jesus. Mas não nos faltam testemunhos e pessoas que querem abraçar essa cruz com alegria e entusiasmo. Muitos dizem que encontraram ai o sentido de suas vidas. Alguns chegam mesmo ao dom da própria vida no martírio. E não se queixam disso, como também não se queixou o jovem do Titanic.

Querida comunidade! Nesse contexto, olhando para trás, no relato da transfiguração, isso está representado na aparição de Moises e Elias, que conversam com Jesus. E, segundo o evangelho, falam justamente daquilo que é o nó da crise dos discípulos, ou seja, a cruz de Jesus. Interessante que ele compara o “seu êxodo” com sua partida, que deveria realizar em Jerusalém.

E olhando para frente, no relato transfiguração, Jesus é percebido com características divinas. O aspecto do seu rosto alterou-se, diz o texto, e suas vestes branquearam e tornaram-se brilhantes. Mais adiante, uma nuvem o envolveu, a ele e aos dois discípulos. Essa nuvem faz lembrar aquela da ascensão e é um símbolo bíblico tradicional para expressar a presença divina. Esse olhar para frente nos faz perceber que “há uma luz no fim do túnel”. Foi o que aconteceu com os discípulos de Jesus. Eles fizeram a experiência do sentido profundo da caminhada de Jesus. E essa não era a caminhada para a morte, embora ela tivesse incluída nisso. Era antes, uma caminhada rumo à glória.

Convido a refletirmos: Onde e como podemos fazer experiências de sentido que nos motivem a continuar no caminho do seguimento de Jesus, na construção do Reino de Deus? O Evangelho de Lucas nos mostra de forma especial e simples: a Oração. Ele destaca essa pratica em vários momentos, tanto na vida de Jesus como na das comunidades cristãs. A oração e as celebrações são espaços próprios para experimentar a presença de Jesus, ao mesmo tempo crucificado e glorificado ou ressuscitado. Mas isso não é algo que se tem no automático ou com mágica. As orações e celebrações precisam ser devidamente preparadas e realizadas num contexto de praticas, caso contrário, elas se tornam vazias e sem sentido. Assim como para Lucas, a oração e as celebrações ajudam a fazer a experiência do sentido justamente da caminhada profética, libertadora e conflitiva, que faz acontecer o “ano da graça” do Senhor.

Portanto, assim como Jesus nos sugere, vamos tirar um tempo para ir a um monte, como Jesus fez, ou simplesmente ir a um templo e orar. Quem sabe até mesmo no nosso quarto, fechar a porta e orar. Falar com Deus. Dizer tudo o que esta em nosso coração. Agradeçam a ele, porque temos muitos motivos. Peçam a ele, pois sempre precisam de ajuda. Confessem suas fraquezas, suas incoerências, suas omissões, tudo o que a Palavra de Deus chama de pecado. Peçam perdão. Peçam ajuda para que a vida de vocês possa entrar numa nova faze. É muito provável que o rosto de vocês vá mudar de aparência. A roupa de vocês certamente não vai brilhar, mas pode ser que os olhos brilhem e que o coração brilhe. Tenham certeza que os raios da minha glória vão atingir vocês. Vocês vão ser abençoados com a minha gloria.

Que Deus abençoe o nosso ouvir e o nosso falar. Amém.

CONFISSÃO DE FÉ
Assim como na pregação, Jesus Cristo nos convida a orar e a Ele colocar em suas mãos a nossa vida, confessemos a nossa fé, através das palavras do Credo Apostólico.

Creio em Deus Pai, ...

CANTO
Nº 165 – Hinos do Povo de Deus – Há sinais de paz e de graça

Ou Nº 200 – Hinos do Povo de Deus – Cantai e folgai

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Destino da oferta: _________________________________________
Oferta último Culto: R$________ destinada ____________________ ________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
_______________________________________________________

RECOLHIMENTO DAS OFERTAS
Em resposta à Palavra de Deus também somos chamados e chamadas a ofertar de forma solidaria! Assim diz o apostolo Paulo em 2 Coríntios 9.7: “Que cada qual oferte conforme resolveu no coração, não com tristeza e nem por obrigação, pois Deus ama quem oferta com alegria”
A oferta de hoje se destina para....
Enquanto recolhemos a oferta, cantemos:


CANTO
Nº 419 – Hinos do Povo de Deus – Eu quero a nuvem na encosta da serra

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Bondoso e misericordioso Deus e Pai, diante de Ti queremos agradecer por todas as benção que tens nos concedido, pelo alimento que põe em nossa mesa, por nossa família e amigo, mas também queremos colocar nossos agradecimentos, pedidos e aniversariantes em Tuas mãos:

Agradecimentos.
Pedidos.......
Aniversariantes....

Senhor, diariamente somos informados sobre horrores que acontecem em nosso país e no mundo, perto ou longe de nós. Ouve nossa oração a qual intercessão é um poderoso meio. Nós nos lembramos das vitimas das chuvas, desmoronamentos e toda desgraça, nós nos solidarizamos com elas e as recomendamos aos teus cuidados. Intercedemos pelas igrejas cristãs, em especial a nossa IECLB, faça com que as lideranças tenham sempre clareza a respeito de seu papel, que os ministros e ministras tenham perseverança na tarefa de semear a tua palavra a todas as pessoas. Intercedemos pelos governantes do nosso país, dê a eles discernimento para atuarem pela justiça e pela paz. Deus de amor e misericórdia, que agradável é sabermos que teus ouvidos se inclinam para a oração e a prece dos que te invocam e que estás atento ao nosso pedido. Por Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador que nos ensinou a orar:

Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

BÊNÇÃO
Após celebrarmos este culto que nos fortalece a fé, queiramos retornar aos nossos lares sob a benção de Deus: Que Deus vos abençoe e vos guarde, que Deus faça resplandecer o seu rosto sobre vós e tenha misericórdia de vós, que o Senhor sobre vós levante o seu rosto e vos de a paz (+). Amém

ENVIO
Ide todos na paz do Senhor.

CANTO FINAL
Nº 286 – Hinos do Povo de Deus – Obrigado Pai celeste


Autor(a): Mônica Seefeldt
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Tempo Comum
Natureza do Domingo: Epifania
Perfil do Domingo: Último Domingo após Epifania
Testamento: Novo / Livro: Lucas / Capitulo: 9 / Versículo Inicial: 28 / Versículo Final: 36
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2016
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 36423

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

A Comunidade cristã deve ser reconhecida, sem sombra de dúvida, na pregação do Evangelho puro
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
É necessário pregar com o objetivo de que seja promovida a fé Nele, para que Ele não seja apenas o Cristo, mas seja o Cristo para ti e para mim e para que Ele opere em nós o que Dele se diz e como Ele é denominado.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br