Sínodo Mato Grosso



Rua Aristides Félix de Andrade , 840 - Araés
CEP 78005-605 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 2129-6592
sinodomt@luteranos.com.br
ID: 10

Salmo 22 - Sexta-feira da Paixão - 25.03.2016

Caderno de Cultos 2016

25/03/2016

25/03/2016- Sexta-Feira da Paixão
Pregação: Sl 22; Leituras: Lc 23.33-49; Hb 4.14-16, 5.7-9
Diác. Vanderlei Hüther – Campo Novo do Parecis - MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Bom Dia/ Boa Noite!
Nesta hora, quando nos reunimos com os corações entristecidos, queremos lembrar do sacrifício que Cristo fez em favor de toda a humanidade.
Ele, entregou sua vida para que nós tivéssemos vida, mas uma vida em abundância.
Quero, com isso, saudar a cada um/uma de vocês com as palavras de 1Co1.18: “A mensagem de morte de Cristo na cruz é loucura para os que se perdem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.”
Assim desejo que o Espírito de Deus acolha a cada um de vocês neste culto. Amém

Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
53 – HPD I – Ó fronte ensanguentada

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Que a Graça, a Paz e o amor do Triúno Deus: Pai, Filho e Espírito Santo, que supera todo o nosso entendimento, reine sobre nós e nossa vida. Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
365 – HPD II –Vem, Espírito Santo

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Senhor nosso Deus, hoje lembramos a tua morte. Lembramos toda a dor, humilhação e sofrimento que nós seres humanos causamos a teu filho Jesus Cristo.
Queremos hoje, reunidos sob tua Palavra, confessar que a mensagem da tua morte não mais nos atinge. Celebramos a Sexta-feira da Paixão sem que o nosso coração se modifique. Somos orgulhosos, pensamos que pecadores são os outros e não nós, nos sentimos os mais importantes, e isto tudo faz com que continuemos crucificando teu filho Jesus Cristo ainda hoje.
Confessamos que nossa vida está passando e não estamos sentindo a tua presença, porque queremos fugir de ti. Tua cruz exige doação, o ir ao encontro do outro, o amor. Confessamos que não conseguimos cumprir isto. Estamos cientes do nosso pecado, da distância que nos separa de ti e do nosso próximo, por isso te pedimos, ajuda-nos ó Deus. Olhe por nós e transforme os nossos corações mesquinhos com o teu perdão. Tenha misericórdia e compaixão de nós. Por Jesus Cristo é que oramos. Amém.

ANÚNCIO DO PERDÃO
Pela misericórdia de Deus, Jesus Cristo foi dado para morrer por nós e, por obra do próprio Cristo, Deus perdoa todos os nossos pecados.
Então, a vocês que verdadeiramente estão arrependidos e arrependidas, eu declaro: os seus pecados estão perdoados: em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. (†) Amém.

HINO
198 – HPD I –Oh bem cego eu andei

Ou: Nº ____________________________________________________

KYRIE ELEISON E ORAÇÃO DO DIA
Deus da compaixão e misericórdia: chegamos diante de ti com o coração entristecido frente à morte e a dor de teu Filho. A cruz nos lembra do sofrimento, sofrimento de outros seres humanos, de crianças abandonadas, de idosos adoentados, de pessoas que vagam pelas ruas com fome e sem casa.
Nesses momentos, Deus, nós nos damos conta da nossa fragilidade, de como somos pequenos diante da injustiça que nos cerca. Lembramos também do sofrimento das pessoas que estão perto de nós.
Lembramos que também seu Filho Jesus sofreu a morte mais cruel. Somente um Deus que experimentou tamanho sofrimento pode entender e se solidarizar com a dor dos que agora sofrem. Por isso também depositamos nossa confiança em ti, para que nos dê a esperança da ressurreição. Pedimos-te por Cristo Jesus. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Lucas 23.33-49

2ª Leitura Bíblica: Hebreus 4.14-16, 5.7-9

3ª Leitura Bíblica: Salmo 22

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
379 – HPD II – Estou pronto Senhor

PREGAÇÃO
Salmo 22
(Recomendação: Dar prioridade para a leitura do Evangelho de Lucas 23.33-49 e do Salmo 22).

“Deus meu, Deus meu, por que me abandonaste?”
O lamento do Salmista, através do Salmo 22 representa o grito dos desesperados; grito seu, que num grande momento de aflição foi dirigido a Deus, mas que ao mesmo também, representa o grito de muitas pessoas, que se sentem só e desamparadas.
Este é o grito daqueles que se sentem desprotegidos, angustiados, sem direção e sem caminho para seguir.
“Deus meu, Deus meu...” É o grito da humanidade diante do sofrimento, da luta diária, das doenças incuráveis, dos problemas sem solução, da miséria e do desespero, da violência, e de tantos acontecimentos que muitas vezes não temos resposta.
“Deus meu, Deus meu...” Este também foi o grito de Jesus na cruz! O grito daquele que aceitou a missão de buscar e salvar o perdido; de beber do cálice da ira de Deus; de sofrer e morrer por ti e por mim; daquele que foi escolhido por Deus para trazer salvação, libertação, redenção, vitória sobre o pecado, a morte e o mal. Este foi o grito do Filho de Deus, abandonado na cruz.
Mas por quê, “se ele não fez nada de mau”? (Lc23.41)
Jesus não havia cometido nenhum pecado. Não havia feito mal a ninguém. Pelo contrário, curou pessoas, realizou milagres, transformou vidas de homens e mulheres, alimentou multidões, trouxe esperança para o aflito, incluiu pessoas na sociedade, proclamou as bem-aventuranças, agiu com amor e compaixão. O próprio Pilatos se perguntou: “que mal ele fez?”
A resposta para o grito de Jesus está na sua missão atrelada a sua pessoa. Jesus gritou o nosso grito (Deus meu, Deus meu), pois carregou o nosso pecado, a nossa culpa, a nossa dor, o nosso fardo, a nossa vida. O grito de Jesus mostra que o Sofrimento na cruz foi real, que a vergonha na cruz foi real, que o abandono na cruz foi real.
Na Paixão de Cristo, Jesus se entrega como o cordeiro de Deus, aquele cujo sangue derramado promove vida e vida em abundância. Naquela cruz, numa sexta-feira, Jesus abriu caminho para a real liberdade.
Deus nos resgatou do caminho das trevas e nos transportou para o Reino do seu filho, em quem temos a redenção e o perdão dos pecados (Cl 1.13)
Na cruz de Cristo, na sua morte, no seu grito, temos a mensagem visível, explícita, da boa nova do evangelho da salvação, da graça de Deus, da vitória sobre o mal, da esperança eterna.
Não precisamos nos sentir mais abandonados por Deus, nem perseguidos, nem angustiados em nossos sofrimentos. Pois, Cristo sofreu por nós e conosco quer estar através do Espírito Santo. Ele sofreu por ti e por mim. Ele conhece tuas fraquezas e tuas necessidades.
Ele venceu! É isso que precisamos nos lembrar. Nada termina somente em sofrimento. Também em nossa vida. Passamos por muitas situações de Cruz, onde temos que carrega-la e suporta-la; onde ela é pesada e nos cansa na caminhada. Mas não nos esqueçamos: A vida não acaba na cruz. Depois da cruz vem a esperança.
Sim! A Cruz não foi o fim, pois no terceiro dia, Jesus ressuscitou para nos dar a garantia de vitória, esperança e vida. Esta é nossa Páscoa, a celebração da salvação e da ressurreição em Cristo Jesus.
“Sabemos que Cristo foi ressuscitado e nunca mais morrerá, pois a morte não tem mais poder sobre ele. Romanos 6.9
Façamos como o salmista: coloquemos nossa esperança naquele que pode nos salvar, naquele em quem nossos antepassados também colocaram sua confiança e receberam livramento. Confiemos no Senhor Jesus Cristo, nele temos a nossa Salvação! Que assim seja. Amém.
(Prédica baseada em uma reflexão do P. Marcus David Ziemann)

CONFISSÃO DE FÉ
Motivação para Confissão de fé.

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
50 – HPD I – Nossos corações pertencem

Ou: Nº ____________________________________________________

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

Querido Deus, nós te agradecemos porque tu nos reúnes e, como tua comunidade, nos serve com o teu amor. E por causa do teu grande amor, nós nos dirigimos a ti para interceder por nosso mundo, por nosso país, pela igreja e pelas pessoas que sofrem.
Dá, querido Deus, que as pessoas do mundo inteiro se unam em busca de mais paz para a terra, paz entre as pessoas, entre as nações, entre os que governam, entre as igrejas e as religiões, entre nós e a natureza.
Te pedimos, ó Deus, que tu inspires as pessoas que governam com o exemplo do serviço de amor do teu Filho para que haja mais justiça no mundo. Dá que a tua igreja seja a portadora da missão que tu realizaste no mundo por meio do teu Filho.
Olha, Senhor, para as pessoas que, neste dia, sofrem angústia pela perda de entes queridos, que sofrem por doença, por aquelas que estão desesperançadas por falta de emprego ou estão sem rumo na vida, por aquelas que não têm onde reclinar a cabeça, que passam fome, que se entregam às drogas, que se prostituem por um pedaço de pão.
Ó Deus, só tu, como aquele que não abandonou o Filho na morte, podes nos ajudar e trazer consolo para os nossos corações e para os que sofrem. Por isso, escuta, ó Deus, a nossa oração, quando juntos dizemos: Pai Nosso que estas no céus...

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

CANTO FINAL
459 – HPD II – Oração da Igreja

BÊNÇÃO
O Senhor te abençoe e te guarde; Que o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; Que o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz. Que assim te abençoe o Trino Deus: Pai+Filho+Espírito Santo. Amém.


ENVIO
Que possamos ir sob a guarda do bom Pai e animados a nele depositar nossas esperanças e nossa vida. Vamos na Paz de Deus. Amém.


 


Autor(a): Vanderlei Hüther
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo da Páscoa
Natureza do Domingo: Sexta da Paixão

Testamento: Antigo / Livro: Salmos / Capitulo: 22
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2016
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 36432

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Todas as nossas orações devem fundamentar-se e apoiar-se na obediência a Deus.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
A oração precisa ter o coração todo para si, por inteiro e exclusivamente, para que seja uma boa oração.
Martim Lutero
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br