Missão com Jovens



ID: 2751

23 de maio: Dia da Juventude

31/05/2011

“O amigo ama sempre e na desgraça ele se torna um irmão” (Pv 17.17)

O que deveria chamar a nossa atenção no Dia da Juventude é o assunto da amizade. Amizade é uma das coisas belas que Deus colocou na vida do ser humano. Na vida de todas as pessoas a amizade é um bem precioso. Em resumo, a amizade é maravilhosa. Fazer os outros se sentirem melhor geralmente faz com que nós também nos sintamos melhor. Mas muitas vezes algumas pessoas sofrem por falta de amizade, pela não aceitação no grupo ou por preconceitos.

Quando uma criança tem um brinquedo velho e, no natal ou em outro momento de sua vida, ganha um brinquedo novo, qual dos brinquedos a criança vai preferir para brincar? O brinquedo velho ou o brinquedo novo? Com certeza vai preferir o brinquedo novo. Assim acontece em certos grupos. A união não acontece. Cada pessoa fica no seu canto. Pessoas novas que chegavam ao grupo são aceitas com muito carinho, mas ninguém se importa com as pessoas que já estão há mais tempo no grupo, ou seja, são tratadas como um “brinquedo velho”. Mas queremos lhes dizer o seguinte: quando fizerem novas amizades dêem bastante carinho e atenção, mas não se esqueçam que o “brinquedo velho”, ou seja, o seu amigo de mais tempo, é muito valioso também. É quase um irmão. Portanto, não se esqueçam de seu amigo mais “velho”. Ele é importante. Valorize-o, trate-o com respeito e o ajude no que for preciso. Não julgue os amigos pela aparência. Você deve conhecer primeiro o seu o coração.

Quando, na IECLB, falamos de missão, dizemos que a missão não é nossa. Estranho isso, não é? A missão não é nossa, mas de DEUS. E nós nos comprometemos a assumir a missão de Deus no mundo. Portanto, se temos resultados ou frutos da missão, isto é mérito do próprio Deus, pois dele é a missão. Nós apenas nos dispomos a ser instrumentos da missão de Deus, em gratidão a tudo o que ele fez e faz por nós. E isto alegra o próprio Deus. Deus não tem nenhuma caderneta de poupança para registrar os nossos méritos. Ele também não tem nenhuma tuia ou armazém para guardar tudo o que fazemos em nome Dele. Mas confessamos que cremos nesse Deus que se alegra com a nossa disposição de servi-lo. Sabemos que ele devolve a sua alegria para nós para que nós possamos multiplicá-la entre nós.

Cremos que Deus aceita as nossas orações, os nossos pedidos. A tudo ele responde em forma de grandes bênçãos. Por isso queremos sempre agradecer a ele, nos tornando os seus missionários e suas missionárias aqui neste mundo que é obra criada por Ele. Se conseguirmos multiplicar este agir de Deus, ele novamente se alegra e devolve os nossos feitos para que nós os multipliquemos novamente em nossa realidade. Esta fé nós temos. Com toda a certeza cremos neste Deus. Por isso, prezados jovens, deixemos que Deus habite em nossos corações.

Texto: Hilquias Rossmann, Andressa Marisa Schmidt, Esália Schlife e Juliana Haese dos Santos.
(Santa Maria de Jetibá/ES)


Autor(a): Hilquias Rossmann, Andressa M. Schmidt, Esália Schlife e Juliana Haese
Âmbito: IECLB / Sinodo: Espírito Santo a Belém / Paróquia: Santa Maria de Jetibá (ES)
Área: Missão / Nível: Missão - Jovens / Organismo: Juventude Evangélica - JE
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 7553

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Quem persiste na fé, verá, ao final, que Deus não abandona os seus.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Ser batizado em nome de Deus é ser batizado não por homens, mas pelo próprio Deus.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br