Sínodo Mato Grosso



Rua Aristides Félix de Andrade , 840 - Araés
CEP 78005-605 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 2129-6592
sinodomt@luteranos.com.br
ID: 10

40 Anos da Comunidade de Cuiabá/MT

26/06/2019

IMG-20190613-WA0004
IMG-20190613-WA0005
IMG-20190613-WA0009
IMG-20190613-WA0010
IMG-20190613-WA0011
IMG-20190613-WA0012
IMG-20190613-WA0014
IMG-20190613-WA0015
IMG-20190613-WA0020
IMG-20190613-WA0021
undefined
1 | 1
Ampliar

Luteranos festejam 40 anos da igreja em Cuiabá/MT

Um dia muito especial e abençoado. Momentos de partilha, risos e lágrimas emocionadas ao relembrar os passos de uma caminhada de 40 anos de fundação da comunidade Evangélica Luterana de Cuiabá. Um culto muito especial, seguido de um almoço comunitário reuniu os membros e ilustres visitantes neste domingo 9 de junho. Igreja cheia, compartilhando a alegria de fazer parte do Povo de Deus. Entre os homenageados o primeiro pastor da comunidade, Geraldo Schach. Registros históricos mostram que no dia 15 de maio de 1979 ele foi apresentado as primeiras famílias que se reuniam na vizinha Várzea Grande. No dia 10 de junho foi constituído o primeiro presbitério e fundada a comunidade. A primeira reunião contou com 29 participantes. Inicialmente eram 34 famílias que se reuniam para os cultos. Hoje, 40 anos depois são cerca de 60 famílias e 240 membros registrados.

A instalação da comunidade foi um anseio natural das famílias de migrantes luteranos que na década de 70 deixaram os estados do Sul em busca de trabalho nos rincões de Mato Grosso. Muitas delas ficaram na região metropolitana sentiam a necessidade de se unir por meio da fé. O apelo foi atendido pela direção nacional da igreja, que enviou seu primeiro pastor para fundar a primeira comunidade na região.

De lá para cá são muitas histórias de luta, graça e fé. Muitos presbíteros colocaram seus dons a disposição da obra de Deus e da missão ao longo dos anos, liderando a comunidade. Lembramos da primeira diretoria constituída. Em 10.06.1979 foi constituído o 1º presbitério da Comunidade de Cuiabá que foi instalado em 24.06.1979 (1979/1980). Teve como presidente: Percy Milton Port; Vice – Presidente: Osmar Schneider; 1º Secretário: Werner Paulo Oesterh; 2º Secretário: Gustavo Scmidt; 1º Tesoureiro: Neusa Bankow; 2º Tesoureiro: Otto Radman; 1º Vogal: Wálter Augusto Von Eye; 2º Vogal: Kurt Arnst e o pastor era Geraldo Schach.

Já, na data da comemoração dos 40 anos da comunidade, a diretoria é composta pelo presidente: Gibson Araújo Mansilla; Vice – Presidente: Jaides Ralph Potratz; 1º Secretária: Margit Edeltraud Roewer; 2º Secretário: Paul Gehard Hoffman; 1º Tesoureira: Swetlane Sabin Sordi; 2º Tesoureiro: Haroldo Klein; 1º vogal: Aderlei Lamel.; 2º vogal: Anna Mery Goebel; Pastor: Adriel Raach. Entre esse espaço de tempo das duas diretorias, muitas pessoas ouviram o chamado de Deus e se colocaram a serviço da Sua igreja. A esses homens e mulheres, que construíam a história de nossa comunidade o nosso agradecimento.

Entre os homenageados presentes está o pastor Arteno Ilson Spellmeier, 76 anos, aposentado desde maio de 2008 e morando atualmente em São Leopoldo (RS). Lembrou de sua primeira passagem por Cuiabá em setembro de 1973, em viagem a Rondônia como coordenador do Departamento de Migração da IECLB. Em fevereiro de 1974 contatei as primeiras famílias da IECLB. Entre 1974 e inícios de 1979 deu cultos, alternando-me com os colegas Hildor Reinke e Teobaldo Witter. A partir de janeiro de 1979 fixou residência em Cuiabá com a família (esposa Rosalie, filhas Cintia e Simone e filho Boris), como Coordenador das Novas Áreas de Colonização. A família morou em uma casa na avenida General Melo, onde eram realizados os cultos naquele período.

A partir de março de 1979 o pastor Geraldo Schach, primeiro pastor fixo da comunidade, a esposa Leony e as filhas pequenas Letícia e Simone, compartilharam do mesmo endereço, morando com nos fundos da ocupada pelo pastor Arteno e família. Geraldo também participou do culto especial e foi homenageado. Lembrou do início do trabalho pastoral na cidade. O rádio foi uma importante ferramenta na missão, no chamamento aos luteranos e instalar a sede da Coordenação das Novas Áreas de Colonização e iniciar a formação da comunidade/paróquia da IECLB em Cuiabá e região. Começava aí o trabalho de trazer para a igreja luteranos que se sentiram abandonados e já haviam mudado de religião. Outros, afastados, que resistiam a formar a participar da nova comunidade. Até placas de veículos com siglas de estados do Sul motivavam a abordagem aos ocupantes, para saber se eram luteranos e faze o convite.

No início eram oito famílias com cultos e reuniões na casa da família Bankow, em Várzea Grande. Muitas vezes eram seguidos de almoços à sombra das mangueiras, onde o sonho da aquisição de um terreno e construção da futura sede da IECLB em Cuiabá nos unia em fraternas rodas de chimarrão com troca de ideias e planos que despertavam paixões pela causa, lembra Geraldo.

A comunidade cresceu e se engajou em atividades lembra Iris Helena Pedrotti, membra atuante da comunidade que se destacou em cargos no comando nacional da Igreja. Crescemos na Fé quando aproveitamos todas as oportunidades que temos para ouvirmos a Palavra de Deus e participarmos dos Sacramentos. Tomamos consciência da dimensão de ser membro da IECLB quando também participamos de encontros de Mulheres, da OASE, Presbitério, Conselho Paroquial, Assembleia Sinodal, Conselho e Concilio da Igreja e Fóruns. A atuação da mulher na Comunidade de Cuiabá iniciou desde o seu primeiro presbitério em 10/06/1979 e Paróquia em 1982.

A OASE surgiu como um Grupo de Mulheres da Comunidade reunindo-se em casas para Encontros fraternos e compartilhamento das experiências na “Nova Cidade. O Grupo foi crescendo e surgiram Encontros interparoquiais para compartilharmos e experimentarmos a Comunhão. Além de suas atividades normais de grupo e na comunidade a Oase elegeu um trabalho social. Inicialmente na Creche Padre Emilio estendendo esta ação a toda a comunidade e atualmente na Escola Vida e Fraternidade num trabalho ecumênico com o movimento Fé e Alegria da Igreja Católica. O Grupo participou na comemoração dos 100 e 120 anos da OASE no Brasil e tem ações junto ao Culto Infantil; Ensino Confirmatório; Líderes de Culto; CEBI (Centro Ecumênico de Estudos Bíblicos). Esteve junto do Fórum da Criança e do Adolescente (na construção do Estatuto da Criança e do Adolescente); Direitos Humanos; Fórum do Meio Ambiente Semana da Oração pela Unidade dos Cristãos, visitas no hospital do Câncer e Grupo de Apoio à Capelania Hospitalar; entre outros.

As mulheres são destaque na comunidade, que contou com três pastoras atuantes. Ramona Weissheimer (2008 a 2011), atualmente em Chiapeta (RS); Elisângela Borchardt Röwer (2011 a 2013) hoje pastora voluntária na paróquia de Três Passos (RS) e Vera Lúcia Engelhardt (2015 a 2018), atualmente pastora sinodal do Sínodo da Amazônia. Ema Marta Dunk Cintra, outra membra atuante da comunidade foi destaque em cargos do comando nacional da Igreja.

Ainda se destacam os ministros Albrecht Baeske (1986 – 1993), Teobaldo Witter (1993-1995), Ivo Schoenherr (1995 -2007) e atualmente o pastor Adriel Raach, que receberam as homenagens na data de aniversário.   


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Arrisco e coloco a minha confiança somente no único Deus, invisível e incompreensível, o que criou o céu e a terra.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Se reconhecemos as grandes e preciosas coisas que nos são dadas, logo se difunde, por meio do Espírito, em nossos corações, o amor, pelo qual agimos livres, alegres, onipotentes e vitoriosos sobre todas as tribulações, servos dos próximos e, assim mesmo, senhores de tudo.
Martim Lutero
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br