Vivência Comunitária


ID: 2936

Dons a serviço da vida - Seni Arend é uma líder comunitária

06/05/2021

3
1
2
1 | 1
Ampliar

Nascida em 14 de abril de 1947, natural de Concórdia/ SC. Filha de Julio Arno Arend e Cibila Arend, na época residindo na localidade de Nova Estrela, Município atual de Arabutã/SC. Desde a mais tenra idade os pais encaminharam as filhas Carli e Seni ao Culto Infantil. E desde então teve participação ativa na Comunidade da IECLB em Nova Estrela, sempre atuando no Culto Infantil. Esta experiência de vida lhe marcou muito, encaminhando-a a ter uma vida constante de fé.

Em junho de 1971 passou a morar e trabalhar no Jardim de Infância, no Centro Rural Alberto Schweitzer, escola ligada a Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Boa Vista do Herval, no então Município de Dois Irmãos, hoje Santa Maria do Herval. Em um curso de formação para trabalhar com crianças, na Casa da Juventude em Gramado, ela soube desta vaga e foi convidada a trabalhar lá, onde permanece até hoje.

Professora do Jardim de Infância, da alfabetização, do Culto Infantil há 50 anos na Comunidade Evangélica em Boa Vista do Herval, Paróquia Evangélica São Miguel em Dois Irmãos, Sínodo Nordeste Gaúcho. Exerce também a coordenação do Culto Infantil desde 1971.

Em 2019 Seni recebeu o Título de Cidadã Hervalense de Santa Maria do Herval, homenageada pelos relevantes serviços prestados como professora.

Seni não teve filhos, mas cada criança que ela cuidou é um pouco filho dela. Ela é tia do Pastor Sinodal do Sínodo Sudeste, Pastor Marcos Jair Ebeling, filho de sua irmã, Carli Ebeling.

O amor, respeito e admiração pela professora Seni percebe-se claramente nos depoimentos em vídeo e áudio colhidos pelo pastor Leomar Fenner junto com lideranças da comunidade e pessoas que convivem com ela. Admiração pela ternura com que lida com as crianças, pela coragem demonstrada em tantos momentos de graves problemas de saúde, pela dedicação em sua comunidade. “Ela cuidou de nossos filhos” foi dito nos depoimentos.

A presbítera da Comunidade Evangélica de Boa Vista do Herval, Márcia Fenner escreveu este texto para Seni:

“Era uma vez uma menina... Que morava no interior de Santa Catarina, em Seara. Ela teve uma infância triste, pois perdeu sua mãezinha aos cinco anos de idade. A menina cresceu e se tornou uma moça bonita e bem prendada que queria ser alguém na vida. Ela se chamava Seni Arend.

Isso mesmo pessoal! Estou falando da nossa Seni, sim! A Seni do Speckhoff!

Ela veio moça pro Rio Grande do Sul, mais especificamente para a cidade encantada de Gramado. Lá ficou num lar, uma instituição ligada à Igreja Evangélica, pois ela queria trabalhar e se especializar em algum curso. E foi lá que a Seni ficou sabendo da comunidade evangélica de Boa Vista do Herval. A escola precisava urgentemente de professores, e assim, a Seni veio em busca do seu sonho.

Abraçou a oportunidade e se comprometeu com a comunidade envolvendo-se com o ato de ensinar às nossas crianças. Foi uma causa nobre e de amor para toda vida. Ela não tinha a faculdade, mas tinha o dom.

Foi Professora da Pré-escola por muitos anos e preparou os alunos para a vida escolar. E naquela época eram muitas crianças. Alguns vinham de longe e as situações eram bem precárias. No inverno rigoroso daqui, com a sala do pré sendo no primeiro piso do prédio, onde mais parecia um porão, a Seni teve que instalar um fogão a lenha para aquecer o ambiente e a turminha querida. Era como uma choca com os seus pintinhos. Foram muitas e muitas as rodas cantadas e as brincadeiras e até hoje os ex-alunos lembram com carinho dos cantinhos da pré-escola. Depois, quando não foi mais possível continuar como professora, ela fez concurso para merendeira de escola e assim se aposentou. Mas a Seni nunca deixou de ajudar nos teatros de Natal, nas apresentações da igreja. Teve épocas que auxiliou nos cantos de coral. E também foi Professora do grupo de danças alemãs dos alunos da escola. Porque quando a gente ama de verdade uma profissão, isso se torna um pedaço da gente. E a vocação de ensinar nunca saiu do coração da Seni.

Ela não pôde mais ser Professora na escola, devido às exigências da lei, mas foi professora de Culto Infantil e ainda é até hoje, aos 74 anos de idade, firme e forte ela ainda conta com prazer e alegria as histórias bíblicas e faz muitas brincadeiras de roda, cantando também musiquinhas criativas, com gestos. Ensinando sobre o amor ao próximo, os valores da família e a importância da fé cristã em nossa vida.

A Seni continua morando nas dependências do prédio que pertence a comunidade evangélica, ela paga aluguel lá, mesmo tendo uma casa própria. Ela ama o lugar que mora porque a comunidade evangélica é a sua casa. Lá ela se sente segura e feliz! Ela veio pra ficar!

E nós agradecemos imensamente por tê-la aqui conosco, contribuindo com a nossa comunidade, espalhando amor e boas ações, nesse lugar abençoado que é Boa Vista do Herval. A comunidade e a Seni são felizes para sempre.
 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

O amor ao próximo não olha para o que é próprio. Também não olha se a obra é grande ou pequena, mas considera apenas a sua utilidade e a necessidade para o próximo ou para a Comunidade.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Jesus Cristo diz: Eu estou com vocês todos os dias até o fim dos tempos.
Mateus 28.20b
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br