Missão nas Escolas



ID: 2662

Palavra dirigida @s alun@s, mães e pais, funcionári@s do Instituto Educacional Luterano (IEL) - Coronavírus

19/03/2020

Palavra dirigida @s alun@s, mães e pais, funcionári@s do IEL - Ferraz de Vasconcelos/SP

Ontem me dirigi aos membros da Igreja Luterana na área leste da grande São Paulo. Hoje desejo me dirigir às alunas e aos alunos, às professoras e professores, à direção e à todas as pessoas que em nossa escola, o Instituto Educacional Luterano, estudam e trabalham.
Tenho certeza que não será nada fácil esta nova realidade que filhas, filhos, mães e pais terão em casa nos próximos dias e, talvez, semanas. É uma situação nova, distinta de tantas outras, e que exige de nós, muita responsabilidade. Mãe e pai têm a grande oportunidade de mostrar às filhas e filhos o que significa ser cidadã/cidadão neste momento tão difícil que nossa cidade, nosso estado, nosso país e nosso mundo passam. Talvez seja a oportunidade de filhas e filhos ensinarem sua mãe e pai a serem cidadãos mais responsáveis.
Mudanças radicais da vivência diária nos incomodam, nos dei-xam com medo, nos tiram o chão de nossos pés. Mas, querendo ou não, essa será nossa realidade nas próximas semanas.
Existem duas formas de viver estas próximas semanas:
1ª) Com pessimismo, vendo isso tudo como uma grande chati-ce, como uma grande perda de tempo;
2ª) Com otimismo, vendo nessas próximas semanas uma enorme oportunidade para viver em família e, quem sabe, ter a oportunidade de dialogar mais, de brincar mais, de jogar jogos de carta ou de tabuleiros juntos, de deitar mais no colo, de assistir bons filmes ou séries juntos (que bom que não terá fu-tebol nem novelas para assistir); de derrubar muros e construir pontes.
Quem vai decidir isso é você! Quando digo você, me refiro a você, filha ou filho, a você, mãe ou pai. Você pode tomar à frente e propiciar momentos especiais na família pequena. Te-nha a coragem de desafiar as outras pessoas da família a uma experiência nova, diferente ou para reviver os velhos tempos. Tenha a iniciativa da mudança e não desista na primeira, nem na quinta dificuldade ou no primeiro ou décimo não.
Ontem à noite duas decisões mais drásticas, mas de importân-cia vital, foram tomadas por autoridades municipais e estadu-ais: shopping centers estarão fechados e lojas em São Paulo não poderão atender clientes físicos, isto é, pessoas não poderão entrar nas lojas para fazer compras. Nos municípios ao sul da grande São Paulo o transporte público será interrompido. Decisões parecidas deverão ser tomadas em breve aqui, nos municípios do Alto Tiete. Todas essas decisões têm um impacto muito grande na vida de mães e pais aqui da nossa região. Muitas mães e muitos pais terão que ficar igualmente à suas fi-lhas e filhos, em casa.
Mas gostaria de lembrar que estes dias não serão férias para ficar na casa da e do colega de escola. Não é tempo de ir ficar na casa das primas e dos primos, nem de ir visitar a vovó e o vovô (e aqui reside um enorme perigo de infectar alguém muito querido, mas altamente vulnerável em relação ao Coronavírus). Não serão dias para fazer um churrasquinho com a grande família. Infelizmente não! Infelizmente também não será tempo de ir passear no parque ou ir curtir uma praia. Mas é a oportunidade para viver em família, para viver a família, para curtir filhas e filhos, para curtir mãe e pai. É uma enorme opor-tunidade que Deus nos está dando para conviver com nossa família menor. Tenho consciência que não será nem um pouco fácil caso ninguém ceda, caso ninguém vá ao encontro das ou-tras pessoas dentro da família. Mas poderá ser uma experiência indescritível, no futuro, se cada familiar ceder, e ceder mais um pouquinho e mais um pouquinho. E, por favor, não conte às vezes que você cedeu e quantas vezes as outras pessoas não cederam. Simplesmente ceda, simplesmente ame!
Rogo a Deus que, quando a vida voltar ao normal, quando as aulas voltarem, que sintamos falta desses dias de gostosa con-vivência familiar. E que não percamos, ao voltar à normalidade da vida, o desejo de perpetuar a nova e boa convivência que possa ter sido construída nesses dias difíceis.
Aproveito para comunicar que também as atividades do Projeto Diaconal Talita Cumi ficarão interrompidas no mesmo tempo que a nossa escola estiver sem aulas.
Que Deus abençoe todas as pessoas que fazem nossa escola existir. E que, ao voltarem às aulas, possam compartilhar as experiências vividas em família, tenham sido bonitas, grandes, pequenas ou frustrantes.
Por fim, gostaria de desafiar toda comunidade da nossa escola a se unir a toda comunidade luterana no Brasil inteiro: duas vezes por dia, às 7 e às 19 horas, orar para Deus nos fortalecer neste dias e semanas tão difíceis. Vamos unir nossos corações, nossos pensamentos e nossas vozes. A oração pode ser feita em qualquer lugar, de forma individual ou em família. E através da oração sentiremos a união no Corpo de Cristo.
Por último, gostaria de compartilhar dois versículos bíblicos sobre esse difícil tempo de viver confinado dentro de casa, na relação de filhas e filhos, de mãe e pai. Lá, na carta do apóstolo Paulo às pessoas que viviam na cidade de Colossos, capítulo 3, vv. 20 e 21, podemos ler: Você, filho (e filha), deve sempre obedecer a seu pai e a sua mãe, pois isso agrada ao Senhor. Pai (e mãe), não repreenda tanto seus filhos (e filhas), a ponto de eles ficarem desanimados e desistirem de esforçar-se.
Um forte abraço virtual para você. Pastor Klaus.
 

MÍDIATECA

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Pela graça sois salvos, mediante a fé, e isto não vem de vós: é dom de Deus.
Efésios 2.8
REDE DE RECURSOS
+
Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria nem o forte na sua força nem o rico nas suas riquezas, mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me conhecer e saber que Eu sou o Senhor e faço misericórdia.
Jeremias 9.23-24
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br