1 Reis 17. 17-24 - 3° Domingo após Pentecostes - 09/06/2013

Caderno de Cultos 2013

09/06/2013

09/06/2013 – 3o. Domingo após Pentecostes  
Lc 7.11-17; Gl 1.11-24; Pregação: 1 Reis 17. 17-24
Zenaide Dirce Mayer – Nova Mutum

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Bom Dia! Sejam todos (as) bem vindos (as) para a celebração deste culto.
Acolhemos os irmãos e as irmãs e especialmente as pessoas que nos visitam com as palavras de Lamentações de Jeremias 3. 25 “Bom é o Senhor para os que esperam por Ele, para a alma que o busca.” Louvemos com alegria ao nosso Deus, cantando:

CANTO DE ENTRADA
Nº 337 – HPD 2 – Reunidos Aqui
Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Celebramos este culto em nome de Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 197 – HPD 1 – Buscai primeiro
Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Querido Deus, obrigado pela oportunidade que Tu nos dás de confessarmos os nossos pecados. Entre tantos pecados que cometemos em nossa rotina diária estão: a murmuração, a ingratidão, a inveja, a avareza, o desperdício, as mágoas que acumulamos por não perdoarmos a quem nos tem ofendido. A falta de perdão, o verdadeiro arrependimento e o desejo de não querer repetir os mesmos erros se devem principalmente ao fato de sermos mais ouvintes do que praticantes da Tua Palavra. Perdão, Senhor! Sabemos que os nossos pecados nos afastam de Ti. Por isso, Pai amado, traga sempre a nossa mente, os erros que cometemos. E, enquanto não os confessarmos a Ti e não nos arrependermos profundamente de tê-los cometido e não tomarmos o firme propósito de não querer repeti-los, inquieta a nossa alma para que busquemos o teu perdão.
Neste momento cada um de nós pode confessar os seus pecados a Deus e clamar pelo seu perdão.

ANÚNCIO DO PERDÃO
Deus nos perdoa sempre que arrependidos confessarmos os nossos pecados. A Palavra de Deus em 1 Jo 1.9 afirma: Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Por isso, a todos que, arrependidos, confessaram os seus pecados com sinceridade e humildade, anuncio o perdão em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

KYRIE
Queremos clamar pelas dores deste mundo e pela salvação dos oprimidos, cantando o hino:
Nº 427 – HPD 2 – Senhor oramos agora por todos
Ou: Nº ____________________________________________________

GLÓRIA IN EXCELSIS
Em gratidão a Deus que sempre ouve o nosso clamor cantemos o hino:
Nº 248 – HPD 1 – Ontem, hoje e para sempre Cristo é meu Senhor
Ou: Nº ____________________________________________________
ORAÇÃO DO DIA
Oh Deus! Cada vez que a Tua Palavra é pregada somos desafiados por ela a te servir, a nos submetermos a Ti. Esta submissão na verdade é a verdadeira libertação. Certamente temos entre nós pessoas que precisam ser despertadas na fé, outros precisam ter sua fé aperfeiçoada. Vem com teu Espírito Santo cumprir em nós o teu querer. Dá que de forma mansa e pacífica acolhamos em nosso coração a Tua Palavra, para que possamos crescer na fé e na confiança em Ti.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Lucas 7.11-17

2ª Leitura Bíblica: Gálatas 1.11-24

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 381 – HPD 2 – Pela Palavra de Deus
Ou: Nº ____________________________________________________

PREGAÇÃO
Elias e a ressurreição do filho da viúva de Sarepta - 1 Reis 17.17-24
Sarepta, uma cidade da Fenícia situada na costa do mar Mediterrâneo. Ali aconteceu o primeiro milagre de Elias (1 Reis 17.8-16), quando pediu para uma viúva, que estava ficando completamente sem comida, que compartilhasse o pouco que ainda tinha com Elias. Se fizesse isso Deus não permitiria que o seu alimento acabasse. A mulher venceu o medo, respondeu mostrando uma atitude de confiança e fez do restante da farinha que ainda tinha um pãozinho para Elias. Deus foi fiel a sua promessa e multiplicou a farinha e o azeite da sua casa, gerando uma certa estabilidade, uma rotina confortável, pois todo país estava passando pela fome por causa da seca. No entanto, ela tinha a proteção do Deus Altíssimo, suprindo as suas necessidades. Mas, a obra de Deus na vida dessa mulher, não ficou apenas em suprir suas necessidades físicas. Ele estava interessado na salvação dela. Então, Deus a põe à prova. Algum tempo depois, o filho da viúva ficou doente. Ele foi ficando cada vez pior e acabou morrendo.” (1 Reis 17.17)
De repente, tudo vai por água abaixo. Nem tudo estava no controle. Aliás, agora tudo se havia perdido e se antes havia esperança, quem sabe um certo comodismo, ou uma situação confortável diante do suprimento de suas necessidades materiais, agora havia desespero e impotência no coração dessa mãe com a morte do filho. Assim, ela, no seu desespero se dirige a Elias, o profeta de Deus questionando: - Homem de Deus o que o senhor tem contra mim? Será que o senhor veio aqui para fazer Deus se lembrar dos meus pecados e assim provocar a morte do meu filho? (1 Reis 17.18)
Não há nada como a morte ou a ameaça dela para desestabilizar nossa falsa segurança. Só percebemos que não somos nada diante da nossa finitude, quando perdemos o falso controle sobre a nossa existência.
Mas Deus intervém com a sua infinita graça para nos salvar da nossa própria arrogância e ignorância. E, foi assim com essa mulher, quando Elias faz o segundo milagre na vida dessa família. O profeta Elias pede: - Dê-me o seu filho. Então, pega o menino nos braços e o leva para o seu quarto para apresentá-lo ao Senhor. Para Elias, o Deus que fez cessar a chuva sobre a terra através da profecia dada a ele, o Deus que o alimentou através de corvos que lhe traziam pão e carne e o Deus que multiplicou a farinha e o azeite para saciar a fome dele e da família da viúva, também era o Deus que ressuscita os mortos.
Então, Elias orou em voz alta: - Ó Senhor, Meu Deus, por que fizeste esta coisa tão terrível para esta viúva? Ela me hospedou e agora tu mataste o filho dela! (1 Reis 17.20)
Aí Elias, se deitou três vezes sobre o menino, e orou: - Ó Senhor, meu Deus, faze que esta criança viva de novo! (1 Reis 17.21)
E o Deus Eterno respondeu à oração de Elias. O menino começou a respirar outra vez e tornou a viver. E Elias pegou o menino e o levou para a sua mãe e disse: - Veja, o seu filho está vivo!
Essa mulher já havia experimentado a misericórdia e a fidelidade de Deus quando a farinha na vasilha não se acabou e o azeite na botija não se secou, conforme a palavra do Senhor proferida pelo profeta, mas ao receber o filho vivo dos braços de Elias, ela exclama: - Agora sei que o senhor é um homem de Deus e que o Deus Eterno realmente fala por meio do senhor! (1 Reis 17. 22-24)
AGORA SEI! Esta exclamação da viúva e a experiência que ela viveu é muito semelhante a do servo Jó, que após sua experiência pessoal de sofrimento exclama: “- Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te veem.” (Jó 42.5) .
Não há tribulação que não oportunize crescimento em fé e intimidade com Deus. Essa foi a experiência dessa viúva, que agora, além do suprimento físico, tinha razão para viver por encontrar o Deus verdadeiro em sua vida.
Quando temos uma experiência pessoal e verdadeira com o Deus dos impossíveis, a vida se torna mais significativa e os desafios menos estressantes. Então podemos dizer que somos felizes muito além das circunstâncias. Mas isso se dá através da fé desenvolvida em nós. É obra de Deus através dos seus milagres e também através das provações e tribulações da vida.
Assim como com essa mulher, Deus muitas vezes precisa agir conosco, permitindo que passemos por provações e tribulações para aperfeiçoar a nossa fé.
O DESAFIO É DE QUE NÓS SEMPRE (EM QUALQUER CIRCUNSTÂNCIA), BUSQUEMOS A DEUS E DEPOSITEMOS A NOSSA CONFIANÇA NELE!

HINO
Nº - Hinário – Eu só confio no Senhor que não vai falhar, eu só confio no Senhor sigo a cantar, se o céu chegar a escurecer e o sol toldar, eu só confio no Senhor que não vai falhar. Posso confiar, posso confiar, que um lar no céu, CRISTO vai me dar. Se o céu chegar a escurecer e o sol toldar, eu só confio no Senhor que não vai falhar.

CONFISSÃO DE FÉ
Queremos declarar publicamente e em voz alta, em quem e no quê nós cremos, ou seja, confessar a nossa fé, com as palavras do Credo Apostólico:

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 263 – HPD 1 – Bendirei ao Senhor em todo o tempo

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
Senhor Deus, agradecemos porque tu nos concedes a oportunidade da intercessão. Diante de ti colocamos todos os pedidos (aqui mencionados) e os anseios do nosso coração, porque a quem mais podemos confiar as nossas petições e angústias senão a Ti? Que Tu possas acolher os nossos pedidos e atendê-los conforme o teu querer e a tua soberania sobre todas as coisas, uma vez que tu nos conheces plenamente e sabes o que é melhor para nós e o que precisamos para a edificação e o aperfeiçoamento da nossa fé. Intercedemos também pela tua igreja para que ela seja sal e luz neste mundo, também pelas autoridades constituídas para que governem em prol dos menos favorecidos. Todas as demais coisas que se passam em nossas mentes e corações incluímos na oração que aprendemos de Jesus:

PAI NOSSO...
LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Que a bênção do único Deus Todo Poderoso: PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO, esteja conosco hoje e sempre. Amém!

ENVIO
Vamos todos na paz do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, depositando somente Nele a nossa confiança.

CANTO FINAL
Nº 373- HPD 2 – Deus te abençoe


 


Autor(a): Zenaide Dirce Mayer
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Natureza do Domingo: Pentecostes
Perfil do Domingo: 3º Domingo após Pentecostes
Testamento: Antigo / Livro: Reis I / Capitulo: 17 / Versículo Inicial: 17 / Versículo Final: 24
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2013
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 19182
REDE DE RECURSOS
+
Pela graça sois salvos, mediante a fé, e isto não vem de vós: é dom de Deus.
Efésios 2.8
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br