10º. mandamento - Não cobice a esposa ou o marido do seu próximo...

01/12/2010

10º. mandamento - Não cobice a esposa ou o marido do seu próximo, nem as pessoas que trabalham com eles nem coisa alguma que lima pertença.

Deus se dá a conhecer a Abraão e com ele faz uma aliança. Promete bênçãos e fidelidade a Abraão, seus familiares e a toda sua descendência (Gênesis 12). Este povo se toma escravo de um governo tirano, o rei do Egito. Como Deus tinha assumido compromisso com o seu povo Ele intervém e ajuda, através de lideranças, o povo a sair da situação de escravidão (Êxodo 3). Antes de o povo entrar na terra prometida, Deus transmite por meio de Moisés orientações para que o povo tenha uma vida abençoada e feliz. Ele repassa para o povo Dez Mandamentos.

O décimo mandamento diz respeito à cobiça. O texto cita pontualmente o que não deve ser cobiçado. No final diz que nada que pertença à outra pessoa, pode e deve ser cobiçado.

Conforme o Dicionário da Bíblia de Almeida, da Sociedade Bíblica do Brasil, segunda edição, a palavra cobiçar é traduzida por desejo ardente de possuir. O que significa dizer que a pessoa que cobiça vai se empenhar e vai fazer todo o possível para ter aquilo que deseja. Esta afita, de fará com que a pessoa lesada tenha grandes perdas e consequentemente uma vida de muito sofrimento.

Cobiçar, na minha compreensão, não é apenas apossar-se daquilo que pertence a outra pessoa ou a qualquer criação de Deus. A pessoa que cobiça é, sobretudo, uma pessoa gananciosa e egoísta, que fará de tudo para realizar os seus desejos sem se importar com que quer que seja. O que importa é minha pessoa, é amar a mim mesmo sem amar o próximo.

No meu entender Deus estava preocupado, se é que dá para falar que Deus também se preocupa, de que a vida deste povo na terra prometida se repetisse o que já aconteceu no tempo da escravidão. Ou seja, que houvesse dominação de uns sobre os outros. E Deus não quer, de jeito nenhum, que haja pessoas dominadas e dominadoras. Porque a cobiça, o desejo ardente de possuir, inevitavelmente fará com que pessoas tenham vida que não é digna.

Como comunidade cristã devemos nos voltar sempre de novo à figura do corpo (1 Coríntios 12), por meio da qual o Apóstolo Paulo afirma e reafirma que cada um e cada uma de nós precisa se preocupar com as outras pessoas e em especial com os mais fracos. Certamente isso só é possível na medida em que houver comunhão com Deus. Que Deus nos dê força para viver segundo o hino 166 do HPD 1 e façamos dele a nossa.

P. Sinodal Ervin Barg - Chapecó/SC


Oração:

Dá nos olhos claros que vêem o irmão, dá Senhor ouvidos que dão atenção. Nada nos pertence, tudo Deus quer dar, quer por nós em Cristo o mundo abençoar.. Amém.


Voltar para índice Anuário Evangélico 2011
 


Autor(a): Ervin Barg
Âmbito: IECLB
Título da publicação: Anuário Evangélico - 2011 / Editora: Editora Otto Kuhr / Ano: 2010
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 32345
REDE DE RECURSOS
+
O Senhor guardará você. Ele está sempre ao seu lado para protegê-lo. Ele o guardará quando você for e quando voltar, agora e sempre.
Salmo 121.5 e 8
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br