Achei um firme ancoradouro

Comentário e Reflexão

29/06/2012

HPD 153 Achei um firme ancoradouro

Autor da Letra (em 1726/27): Johann Andreas Rothe (1688-1758)

Autor da Melodia (em 1738): Johann Balthasar König (1691-1758)


O ancoradouro é o lugar onde a embarcação pode lançar a âncora. Ali pode permanecer em segurança. O hino HPD nº 153 nos mostra um solo firme e inabalável que permanece seguro mesmo que o mundo desabar. Quem nele se baseia está ancorando a sua vida num fundamento seguro. Feito isso, não precisa temer as ondas assustadoras da história da humanidade, nem desesperar com os conflitos ou dúvidas na própria alma. Nosso firme ancoradouro é o evangelho da salvação gratuita por Jesus Cristo. Este é como um grande tesouro. O tradutor até diz: meu único tesouro. Isto é: não há tesouro mais precioso do que este evangelho. Vale a pena ler e aceita-lo.

A 2ª estrofe troca em miúdos, o que significa esta ilustração do barco bem ancorado: E´ compaixão, é piedade ou seja: é misericórdia e amor de Deus, que nós indignos pecadores somos recebidos pelo Salvador com braços abertos, assim como o Pai bondoso aceitou o filho pródigo (Lucas 15,20). Tal imerecida graça ultrapassa o nosso entendimento, é maior que a nossa compreensão.

Nas 3ª e 4ª estrofes temos um resumo daquilo que o apóstolo Paulo escreveu a seu amigo na 1ª carte a Timóteu, 2,3-6: Deus, nosso Salvador, ... deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade. Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem, o qual a si mesmo se deu em resgate por todos.

Nesta mensagem podemos confiar durante a vida e na hora da morte: Crendo em Jesus podemos contar com a misericórdia de Deus. Ele nos alivia, liberta, inocenta da culpa e oferece nova oportunidade de vida. Milhares de pessoas já o experimentaram antes de nós, e isso vale ainda hoje em dia para todos os que põe sua esperança no Cristo crucificado e ressuscitado.

A questão é: - temos esta âncora? Desde tempos remotos a âncora é símbolo para a esperança cristã. Pois em Hebreus 6,19 lemos da esperança, a qual temos por âncora da alma, segura e firme. – O hino HPD 153 nos quer ajudar a lançar a âncora da esperança no único fundamento seguro que é Jesus Cristo. Pois clama o sangue do Senhor: - Meu Pai, perdoa ao pecador!.

O autor do hino “Ich habe nun den Grund gefunden” foi o então pregador auxiliar Johann Andreas Rothe (1688-1758). Depois de formado, Rothe não encontrou emprego como pastor e tornou-se pregador voluntário na Igreja da Sta. Trindade em Görlitz. Ali o cristão decidido Senhor Hans Christoph von Schweinitz1 (1645-1722) de Leuba (algumas milhas ao sul de Görlitz) chegou a ouvi-lo e gostar das suas prédicas. Schweinitz então ofereceu a Rothe o emprego de professor particular para seus filhos. Rothe aceitou, e, ficou trabalhando em Leuba de 1719 até 1722. Como sinal de gratidão, dedicou a seu patrão, por ocasião do aniversário dele o coral Achei um firme ancoradouro.

Na lápide da sepultura de Rothe foram gravados uma âncora e (em alemão) as palavras iniciais do hino Achei um firme ancoradouro, que dá sossego ao coração”.

Nota:

1 Schweinitz, Hans Christoph von, of Friedrichsdorf and Niederleube, son of Baron Hans Christoph von Schweinitz, of Crane and Hahnichen, in Silesia, was born at Crane, Feb. 1, 1645. After studying at Breslau, Strassbnrg, Leyden, and Paris, and taking a prolonged tour in Italy and elsewhere, he returned to Silesia in 1668, where he was appointed Landesältester for the district of Görlitz, and afterwards Rath and Kammerherr, by August II., in his capacity of King of Poland and Elector of Saxony. He resigned his post as Landesältester, in 1708, and retired to Leube, where he died Nov. 10, 1722.


Autor(a): Leonhard Creutzberg
Âmbito: IECLB
Hino: 153. Achei um firme ancoradouro
Título da publicação: Hinos do Povo de Deus Comentados / Ano: 2012
Natureza do Texto: Música
Perfil do Texto: Comentário ou reflexão sobre hino
ID: 15436
REDE DE RECURSOS
+
Sejam bons administradores dos diferentes dons que receberam de Deus. Que cada um use o seu próprio dom para o bem dos outros!
1Pedro 4.10
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br