Bebam todos deste cálice - Mateus 26.27

01/12/2014

BEBAM TODOS DESTE CÁLICE (Mateus 26.27) – Domingo visitei o Zé. Caboclo “pachola”, prosa franca, jeito amigo. Em sua casa simples partilhavam-se histórias, causos e memórias. O chimarrão circulava e o pinhão era servido da chapa.

À noite no culto, durante a Santa Ceia, veio à lembrança aquela cena. Com o Zé aprendi sobre humildade, partilhamos de nossas vidas, nos fortalecemos, alimentamos a amizade.

A comunhão da Ceia é muito mais forte. Ela alimenta tornando iguais os diferentes. Nela o perdão e a reconciliação são oferecidos como uma medicina salutar e consoladora que ajuda e dá vida. A Eucaristia não é um sacrifício pelos pecados. É oferta em ação de graças pela obra redentora de Cristo. Ele está com, em e sob os elementos da Ceia (=consubstanciação). Martim Lutero explica isto assim no Catecismo Menor: A ceia do Senhor “é o verdadeiro corpo e sangue de nosso Senhor Jesus Cristo para ser comido e bebido por nós, cristãos, sob o pão e o vinho.” Sua presença no pão e no vinho é como o fogo que deixa o ferro avermelhado, sendo ferro e fogo ao mesmo tempo enquanto estão em contato. Na Santa Ceia o Corpo de Cristo (Igreja) é fortalecido em sua unidade enquanto comunhão dos santos.

Para Lutero a Ceia é Graça recebida na fé e não obra meritória. São o poder e a dádiva de Cristo que fazem o sacramento e não a condição ou o estado da fé da pessoa. Cada um deve examinar a si mesmo se crê em Cristo e em seu amor incondicional. Não há distinção e nem dignidade especial entre batizad@s. Isso põe ministr@s e leig@s como dependentes da graça, bebendo do mesmo cálice, lado a lado.

Como discípul@s proclamemos a “Boa Nova”, louvando ao Deus de nossa da salvação. Mostremos a importância da Ceia na vida das pessoas. Vamos convidar o Zé, a Maria… e também os considerados indignos. Todos os que Jesus quer alcançar. Acolhamos com o mesmo amor com que Cristo nos amou. Assim, cumprimos a vontade do Mestre: “Bebam todos deste cálice”.

Pastora Neida I. Altevogt Sander


Oração:

Senhor ensina-nos a ser humildes e acolher na tua Ceia as pessoas que precisam da tua graça e do teu perdão. Que passemos adiante o teu ensinamento sobre a comunhão. Que possamos viver do teu amor. Mostra-nos como e onde podemos espalhar a Boa Nova da Salvação em Palavra e Sacramento. Amém.


Voltar para índice Anuário Evangélico 2015


Autor(a): Neida I. Altevogt Sander
Âmbito: IECLB
Testamento: Novo / Livro: Mateus / Capitulo: 26 / Versículo Inicial: 27
Título da publicação: Anuário Evangélico - 2015 / Editora: Editora Otto Kuhr / Ano: 2014
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 35009
REDE DE RECURSOS
+
Desde o nascer até o pôr do sol, que o nome do Senhor seja louvado!
Salmo 113.3
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br