Daniel Sudermann (1550-1631)

Biografia

29/06/2012

Sudermann, Daniel (1550-1631) HPD nº 4

Nasceu: 1550 em Lüttich (Liége), Bélgica.
Faleceu: cerca 1631 em Estrassburgo, Alsácia.

Daniel Sudermann, filho do pintor, gráfico e ourives Lambert Sudermann, foi batizado na Igreja Católica Romana, mas freqüentou, a partir de 1558, uma escola calvinista em Aachen. Após sua formação acompanhou o seu pai nas viagens dele para Maastricht, Antuérpia, Colônia, Düsseldorf, Francforte e Weimar. Nestas cidades teve contato principalmente com famílias da nobreza. Após o falecimento do pai (+1564 em Weimar) Daniel ocupou o cargo de Hofmeister, com tarefas educacionais, em casas de famílias nobres em Estrassburgo, Colônia, Düsseldorf, Regensburgo e nos Países Baixos. Em 1580 recebeu um cargo eclesiástico em Liége. A partir de 1582 foi familiarizado, através do Conde de Sulz e Helfenstein, com a doutrina espiritualista de Caspar von Schwenkfeld1. Em 1585 tornou-se educador no Bruderhof em Estrassburgo, um educandário evangélico para jovens nobres, onde finalmente em 1594 recebeu o cargo de Vigário.

Durante estes anos em Estrassburgo Daniel Sudermann escreveu poesias e hinos e dedicou-se a colecionar e copiar manuscritos e livros de conteúdo religioso (tratados pentecostais, prédicas, meditações, literatura dos Reformadores) e publicou, entre outros, também livros de Schwenckfeld. Entre 1594 e 1610 ocupou-se mais e mais com a coleção de textos místicos (principalmente de Tauler, também de Eckhart, Seuse, Bernhard e outros). E os dois últimos decênios de sua vida dedicou principalmente a suas próprias atividades literárias e à publicação de suas poesias e canções.

HPD nº 04 Um barco carregado vem com precioso dom: Traz o Senhor amado, traz graça e salvação é um dos mais antigos hinos em nosso hinário. A nossa tradução se baseia numa versão alemã feita em 1626 pelo pastor e educador Daniel Sudermann (1550-1631) em Estrassburgo, um precursor do pietismo e afeiçoado colecionador de antigos manuscritos de conteúdo místico. Ele havia encontrado um manuscrito (de 1450), cujo conteúdo ele supôs ser da autoria de Johannes Tauler (1300-1361). A respeito de sua adaptação, Sudermann escreveu: Um antiqüíssimo cântico, que foi encontrado entre os escritos do Sr.Tauler, atualizado para melhor ser entendido. - A melodia é de autor desconhecido, encontrada no Andernacher Gesangbuch de 1608.

Fonte: Thomas Gandlau, artigo Sudermann em BBKL, Vol.XI (1996), colunas 166-169: www.bautz.de/bbkl

Veja também: http://www.eckhart.de/index.htm?wirkung.htm .

Nota:

1 Caspar von Schwenckfeld, (*1489 na Silésia, +1561 em Ulm) pregador leigo, contemporâneo de Lutero, foi um dos pioneiros da mística evangélica e do pietismo germânico. Converteu-se através de livros de Lutero. Porém, após um diálogo havido entre ambos em 1526 em Wittenberg, Schwenckfeld afastou-se de Lutero, afirmando que o Espírito Santo seria mais importante do que Bíblia e Sacramentos.
 


Autor(a): Leonhard Creutzberg
Âmbito: IECLB
Natureza do Texto: Música
Perfil do Texto: Autor Letra
ID: 15353
REDE DE RECURSOS
+
O Senhor é o Deus verdadeiro. Ele é o Deus vivo, o Rei eterno.
Jeremias 10.10
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br