Deus sempre me ama

Comentário e Reflexão

29/06/2012

HPD 209 Deus sempre me ama

O pastor luterano e compositor August Dietrich Rische é autor da letra desta canção. Ele havia nascido 05 de fevereiro de 1819 em Minden, Alemanha. A partir de 1839 ele estudou teologia em Halle e em Münster. Nesta época passou por um re-avivamento pessoal. No ano de 1844 fez seu estágio prático com o pastor Johann Henrich Volkening (1796-1877) em Jöllenbeck. O contato com este líder do movimento de re-avivamento na região de Minden e Ravensberg marcou decisivamente a vida de Rische. Em abril de 1850 Rische foi ordenado e instalado como pastor em Lippspringe. Em 1852 Rische assumiu o pastorado em Schwinkendorf (Mecklenburgo). Ali, por mais de dez anos editou a Folha Dominical para as comunidades em Mecklenburgo. No ano de 1900 Rische mudou para Ludwigslust (Mecklenburgo), onde viveu como Conselheiro Eclesiástico aposentado, até seu fim em 15 de novembro de 1906.

August Dietrich Rische tornou-se conhecido como compositor e como autor de textos de hinos populares evangélicos, que ele fez para uso nas reuniões domiciliares de edificação, principalmente para jovens e crianças. Além disso, após o falecimento de seu sogro Volkening (em1877), Rische tornou-se editor da Kleine Missionsharfe (Pequena Harpa Missionária), na qual ele já havia colaborado desde a 2ª edição (1862). Ele estava interessado na renovação das tradições luteranas, e tentou tornar a igreja mais popular através de hinos que despertam, e o cultivo de comunhão.

O texto original alemão do hino “Gott ist die Liebe” foi criado em 1852 e contou com 9 estrofes, das quais somente 4 estão no nosso hinário. A versão em português HPD 209 “Deus sempre me ama” não é tradução verbal do alemão, mas acerta bem o conteúdo que o autor queria transmitir. O hino inicia com a afirmação de I. João 4,8 Deus é amor. e ilustra o texto bíblico de João 3,16 Deus amou ao mundo de tal maneiro que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê, não pereça, mas tenha a vida eterna.

A melodia é do folclore alemão do início do século 19. A mesma melodia foi usada por Hermann Kletke para sua canção natalina Am Weihnachtsbaume die Lichter brennen (No pinheirinho as luzes brilham).

Porque Deus permite isso?

Nos Alpes suiços um menino de 9 anos de idade morreu num desastre. Parentes e amigos chocados se perguntaram: - Porque Deus permitiu isso? O pastor que dirigiu a cerimônia fúnebre, convida no final: - Agora vamos cantar ainda um hino que os pais pediram. Era o favorito do seu filho, um hino que ele aprendeu no Culto Infantil: Deus sempre me ama, co'amor me chama, e assim me inflama do mesmo amor. .

Os amigos estão assustados: - Tal hino numa situação triste como esta? Custou-lhes algum esforço para acompanhar o cântico e repetir nove vezes o estribilho Deus é amor. Ele ama a mim.

Onde se vê o amor de Deus na vida curta deste menino? Com nossa inteligência humana limitada muitas vezes é difícil de reconhecer que Deus é um Deus de amor. Somos assaltados por tantos enigmas, acontecimentos incompreensíveis, nuvens escuras. Experimentamos tantas vezes a realidade da palavra dita por Jesus: No mundo passais por aflições (João 16,33a). Mas descobrir o amor de Deus e agarrar-se nele em qualquer situação da vida, só é possível para aquele que olha para a cruz e aceita também a continuação desta palavra de Jesus: Mas tende bom ânimo; eu venci o mundo (João 16,33b). .

No hino, que foi cantado naquele enterro, a primeira palavra é Deus. E a primeira estrofe fala em termos gerais do amor divino. Por isso cantarei.... - Na 2ª estrofe confesso que nem mereço esse amor, pois cativo estive, mas recebi de presente, de graça o amor vivificador. Por isso cantarei.... – A 3ª estrofe mostra o grande amor de Deus, resumindo a palavra bíblica de João 3,16: Deus enviou seu Filho... que ao céu conduz. Por isso cantarei.... – E a 4ª estrofe lembra João 10,14 e Lucas 15,4-6: Jesus, o bom Pastor , que veio buscar a ovelha perdida. Por isso, amparado por seus braços fortes, cantarei o amor divino; será meu hino o amor do Rei. Como Davi o fez no Salmo 23,4: Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo...

Fonte: http://derweg.org/laender/schweiz/apagel.html


 


Autor(a): Leonhard Creutzberg
Âmbito: IECLB
Hino: 209. Deus sempre me ama
Título da publicação: Hinos do Povo de Deus Comentados / Ano: 2012
Natureza do Texto: Música
Perfil do Texto: Comentário ou reflexão sobre hino
ID: 15471
REDE DE RECURSOS
+
O amor ao próximo não olha para o que é próprio. Também não olha se a obra é grande ou pequena, mas considera apenas a sua utilidade e a necessidade para o próximo ou para a Comunidade.
Martim Lutero
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br