Dia da Igreja: o termômetro

Artigo

28/10/2005


No campo da saúde, para que possa ocorrer um diagnóstico correto de doenças e anomalias do organismo humano, o termômetro é de fundamental importância. Nos lares, é quase um pressuposto, que toda mãe e todo pai saibam que o quadro febril de uma filha ou de um filho, detectado na escala numérica da coluna de mercúrio, precisa de atenção e de tratamento..

Utiliza-se, igualmente, a figura do termômetro quando da análise da conjuntura de outros segmentos e de outras realidades da sociedade. No mundo eclesiástico, por exemplo, quando da análise da qualidade do Corpo de Cristo - a Igreja -, a aplicação do conceito figurativo é idêntica. Determinados instrumentos, assim como na medicina o termômetro, testemunham a saúde do Corpo de Cristo. A sobrevivência, o crescimento, assim como a eficácia da missão na instituição Igreja e através dela apontam à necessidade do diagnóstico avaliativo correto, ao qual este organismo vivo deve ser submetido de forma permanente.

Neste domingo, o Sínodo Norte-catarinense realiza o seu 1º Dia da Igreja. O Sínodo representa uma comunhão confessional de 116 comunidades e soma 62 mil pessoas, no Litoral e no Norte catarinense, passando pelo Vale do Rio Itapocu e segue até a área do Contestado. Há vários motivos que impulsionam este tipo de encontro. Entre estes, um dos que detém maior peso, é a busca da comunhão fraterna. Característica fundamental do ser Igreja, é a sua disposição de promover a aproximação e a comunhão de pessoas-membros diferentes entre si, mas abertas, ecumênicas e dispostas à vida comunitária.

O Sínodo Norte-catarinense tem a sua sede na cidade de Joinville. É um dos 18 sínodos que fazem o perfil da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB). Em meio à diversidade das expressões de piedade e de espiritualidade, nos identificamos a partir da confessionalidade luterana. Somos uma Igreja histórica e confessional. O perfil da IECLB parte de um eixo marcante: o seu objetivo é somar no coro daquelas pessoas que anunciam somente a Cristo (solus Christus), que testemunham que Ele é Senhor e Salvador. Jesus Cristo é a expressão mais determinada da graça (sola gratia) de Deus. As ações graciosas do Deus da bondade são as que nos animam ao relacionamento de confiança exclusiva (sola fide) com este Deus e a cooperarmos na sua missão. Confessamos também que Jesus Cristo, o Senhor, manifesta a sua vontade nos escritos da Bíblia (sola scriptura), fonte do Evangelho libertador.

O 1º Dia da Igreja terá como pano de fundo um tema orientador. Ele expressa o eixo acima: Unidos sob a graça de Deus, fazendo história. O grande encontro sinodal serve de termômetro e nos desafia à disposição do convívio de qualidade. Fazemos isto no dia que precede o aniversário da Reforma da Igreja Cristã, com destaque para 31 de outubro de 1517, em comemoração à afixação das 95 Teses de Lutero, em Wittenberg.

Jesus Cristo, o Senhor da Igreja-Corpo, tem concedido muitos dons e talentos para serem aplicados em favor da sociedade brasileira. Podemos aprender muito uns dos outros. Por esta razão, o Dia Sinodal serve também de lugar de informação e de intercâmbio. Um grande varal comunitário permitirá que as paróquias e comunidades mostrem o rosto da sua fé e da prática, em razão da fé. Os vários departamentos e setores de trabalho integrados no Sínodo mostrarão o seu jeito de ser e de agir, tanto na área da saúde, da educação, dos serviços comunitários, da assistência às pessoas doentes e carentes, como nas atividades voltadas às crianças, aos jovens, às mulheres, às pessoas idosas. Em meio à multiplicidade de dons e de ações, a intenção é visualizar a unidade, descobrir a sua importância e buscar inspiração para novas práticas.

Nossa expressão de fé indica para Deus que ama a sua criação e as suas criaturas. É Senhor justo. O caráter dessa justiça manifesta que o Deus da família cristã é profundamente humano e misericordioso. Da ação e da iniciativa deste Deus depende a vida e a sobrevivência da sua Igreja. No Dia da Igreja este fundamento constitutivo será celebrado, de modo especial, em culto eucarístico. O convite é carinhoso e sem rodeios: Deus é hospedeiro e nós os seus hóspedes privilegiados!

Manfredo Siegle
pastor sinodal do Sínodo Norte-catarinense
da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB)
em Joinville - SC

Jornal A Notícia - 28/10/2005


Autor(a): Manfredo Siegle
Âmbito: IECLB / Sinodo: Norte Catarinense
Natureza do Texto: Artigo
ID: 7854
REDE DE RECURSOS
+
Tu és o meu Senhor. Outro bem não possuo, senão a ti somente.
Salmo 16.2
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br