Em busca da liberdade - Pastoral Escolar Colégio Cônsul Carlos Renaux

11/05/2009

No dia 13 de maio de 1888, a Princesa Isabel assinou a Lei Áurea. Com esse ato os escravos receberam a liberdade no Brasil. A liberdade tão sonhada por uns representou um grande problema para muitos. Sem trabalho, sem estudo, sem dinheiro nem propriedade o que fazer? Para onde ir? Por isso, principalmente os mais velhos, optaram em permanecer no lugar onde estavam, trabalhando por comida e abrigo. Outros foram em busca de uma nova vida, mesmo sabendo que as condições eram bastante difíceis.

A busca por liberdade é o sonho de todo o povo que vive em cativeiro. A Bíblia, no Antigo Testamento, narra a história do povo de Israel que desejava voltar a sua terra natal e sair da vida de escravidão no Egito. Com fé e perseverança o objetivo foi alcançado. Dessa forma, percebemos que a liberdade é uma conquista. É a busca por uma vida digna em um lugar onde possa haver relações de igualdade.

Mas a Bíblia não nos fala somente da liberdade política e econômica. Ela tematiza a liberdade interior. Essa significa estar livre da angústia, das trevas, do pecado, do medo e de preconceitos. Muitas vezes, nos isolamos e sofremos por alguma angústia, medo ou preconceito chegando ao ponto de temermos até denominar o motivo de nosso cativeiro interior. Por isso, algumas pessoas optam em ignorar o assunto, desejando que ele se resolva em um passe de mágica. Enquanto outras acomodam-se no papel de vítimas.

Cristo anuncia a liberdade, desejando vida plena e abundante para todos. Ele está ao nosso lado, ouvindo e iluminado o caminho para que nossos passos sejam firmes. No caminho, não estamos sozinhos. Estamos com Cristo e com pessoas que participam de uma rede de apoio e de sustentação para a paz e para o bem. A liberdade anunciada por Cristo está ancorada na fé, no amor e na esperança. Que nós possamos todos anunciar e viver a liberdade tanto política quanto interior.

Cristo nos libertou para que nós sejamos realmente livres. Por isso, continuem firmes como pessoas livres e não se tornem escravos novamente. (Gálatas 5.1)

Pa. Karen Bergesch
Colégio Cônsul Carlos Renaux
Brusque/SC
 


Autor(a): Karen Bergesch
Âmbito: IECLB
Área: Missão / Nível: Missão - Formação / Subnível: Missão - Formação - Educação em Escola
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 11771
REDE DE RECURSOS
+
A lei inteira se resume em um mandamento só: ame os outros como você ama a você mesmo.
Gálatas 5.14
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br