Estudo 11 - Batismo - Início do ser cristão ( IX )

Estudos da Confissão de Augsburgo

18/01/1980

ESTUDO 11
BATISMO - INÍCIO DO SER CRISTÃO
(CA IX)

Geraldo Graf/Helmar Roelke/Waldir Berger

1. Tese 

Sobre o batismo é ensinado que ele é necessário e que através dele é oferecido graça. Devem ser batizadas também crianças, as quais são entregues a Deus e aceitas por ele (agradáveis a Deus). 

Por isso, os anabatistas (os que batizam de novo) são rejeitados, pois ensinam que o batismo de crianças não é correto. 

2. Fundamentação 

a) Por que o batismo é necessário 

Textos bíblicos: 

Mt 28.18-20 

At 2.38 

At 22.16 

Rm 6.1-11 

O batismo é a obra que Deus iniciou para a morte do velho homem (Adão) e para a nova criação do homem na ressurreição em Cristo (a água é este sinal). A morte de Jesus na cruz é acontecimento único na história. Aconteceu uma vez por todas. O nosso ser crucificado, morrer e ser sepultado com Cristo, no batismo, também deve ser ocorrência única — Rm 6.4. 

Deus vem a nós no batismo e diz: Eu te quero; tu me pertences. O batismo é necessário porque como pessoas (criaturas de Deus) temos a necessidade do SIM de Deus em nossa vida. No batismo Deus nos coloca como membros do corpo de Jesus Cristo.

b. O que é graça de Deus? 

Texto bíblico: Rm 3.21-26 

Receber a graça de Deus é receber algo sem ter merecido. Compreendemos o que é graça de Deus no batismo de crianças. A criança nada consegue produzir, mas está totalmente de mãos vazias, não tem nada para apresentar nem salvação para exigir. Está nas mãos de Deus. No batismo Deus concede sua graça sem o querer ou compreender da pessoa. 

c. Batismo de criança e o testemunho da fé 

Texto bíblico: Mc 16.16 

Batismo e fé devem ficar ligados. A fé, porém, não faz o batismo. A fé completa o batismo. Não se pode batizar mediante a fé, pois ninguém pode ter certeza de sua fé. Somente Deus conhece o coração humano. Você pode batizar uma pessoa cem vezes num dia e ainda não sabe se tem fé. (Lutero) 

Ter fé significa reconhecer-se de mãos vazias diante de Deus. Por isso, o batismo só de adultos torna-se perigoso, pois pode levar para uma auto-justificação (creio que por minha própria razão ou força não posso crer em Jesus Cristo, meu Senhor, nem vir a ele. . .; explicação de Lutero ao 3º. artigo, no Catecismo Menor). O batismo de crianças dá testemunho de que no batismo importa o que Deus faz, não sendo a minha fé que faz o meu batismo. 

3. Trabalho em grupos 

Analisar os textos bíblicos acima sugeridos e compará-los com as teses apresentadas. 

4. Hinos sugeridos

Nr. 136: Fui em teu nome batizado.
Nr. 204: Minha alma entoa um hino.

Veja:

Confessando Nossa Fé – Estudos da Confissão de Augsburgo

A Confissão de Augsburgo (sem notas e comentários)
 


 


Autor(a): Geraldo Graf, Helmar Roelke, Waldir Berger
Âmbito: IECLB
Título da publicação: Confessando Nossa Fé - Estudos da Confissão de Augsburgo / Editora: Editora Sinodal / Ano: 1980
Natureza do Texto: Educação
ID: 19785
REDE DE RECURSOS
+
Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e sempre.
Hebreus 13.8
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br