Lucas 12.32-40 - 9º Domingo após Pentecostes - 11/08/2019

Caderno de Cultos 2019 - Sínodo do Mato Grosso

11/08/2019

11/08/2019 – 9º Domingo após Pentecostes
Pregação: Lucas 12.32-40; Leituras: Gênesis 15. 1-6; Hebreus 11.1-3,8-16
P. Augusto Cesar Klug – Paróquia Luterana na Transamazônica - MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA

A palavra de Deus nos acolhe neste culto, conforme Hebreus 11.1 que diz: “A fé é a certeza de que vamos receber as coisas que esperamos e a prova de que existem coisas que não podemos ver.”

Bom dia (boa noite)! Sejam bem vindos, bem vindas a este culto, neste 09º domingo após Pentecostes. Que a fé que é dádiva do Espírito Santo, seja fortalecida neste culto e que sejamos inspirados para o agir transformador em nosso dia a dia. Amém!

Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
Nº 25 - LCI – Quando o povo se reúne

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Somos o rebanho do Senhor e nos reunimos em nome e na presença do Deus Pai, criador; do Filho, nosso Salvador; e do Espírito Santo, consolador e santificador. Amém! (+)

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Invoquemos a presença do Trino Deus entre nós cantando:

03 – LCI – Deus Trino

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Queremos nos voltar ao Senhor em oração.
Senhor, nós te de graças por teres nos chamado a estarmos reunidos como tua comunidade, a fim de que a ela tu sirvas com a tua Palavra. Reconhecemos, diante de ti ó Deus, que nem sempre temos seguido os teus ensinamentos e por isso caímos em pecado. Pecamos contra Senhor, contra nossos semelhantes, contra a tua criação. Por isso, nós clamamos: Tem Senhor, piedade e apaga de nós toda a culpa e dá-nos uma vontade nova e firme em te servir. Por teu Filho, Jesus, nosso Senhor, é que assim oramos. Amém!

ANÚNCIO DO PERDÃO
A palavra de Deus é orientação e consolo para nossas vidas. Ela nos diz: “O senhor continua esperando porque ele quer ser bondoso e ter compaixão de vocês.” Isaías 30.18.
O Senhor nos espera e tem sido misericordioso para conosco. Por isso, somos chamados e chamadas a atender o seu chamado e mudar nossa relação com ele e com o nosso meio. Quem em sinceridade se arrepende de seus pecados, anuncio o perdão que em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém! (+)

KYRIE
O Senhor é misericordioso e não deixa os seus filhos e filhas desalentados. Ao recebermos o seu perdão, também oremos e levemos à Ele toda situação de sofrimento, miséria e dor. Clamemos ao Senhor, cantado.

Nº 56 - LCI – Pelas dores deste mundo

Ou: Nº ____________________________________________________

GLÓRIA IN EXCELSIS
Glória in excelsis
Ao Deus que ouve o clamor de seu povo e se esquece de nenhum de seus filhos, rendamos a Eletoda honra e toda glória cantando:
Nº 71 - LCI – Glória a Deus

Ou: Nº ____________________________________________________


ORAÇÃO DO DIA
Ó Senhor, nós te louvamos por tudo que de ti recebemos nesta manhã. Pelo perdão imerecido concedido único e exclusivamente por graça e misericórdia tua. A seguir queremos ouvir tua Palavra e dá que esta Palavra seja doce como o mel e dê alegria aos nossos corações. Fala Senhor, pois, teus servos e servas te escutam. Em nome de Cristo Jesus, amém!

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
Em preparação para ouvimos a Palavra de Deus, cantemos:

Nº 149 - LCI – É como a chuva que lava
Ou: Nº ____________________________________________________

1ª Leitura Bíblica encontramos em Gênesis 15. 1-6

2ª Leitura Bíblica encontramos em Hebreus 11.1-3,8-16

Aclamação do Evangelho: “Seja sobre nós, Senhor, a tua misericórdia, como de ti esperamos.” Sl 85.8
Recebamos o Evangelho de Jesus Cristo, cantando:
Nº 188 - LCI – Ale ale aleluia
Ou: Nº ____________________________________________________

3ª Leitura Bíblica encontro no Evangelho segundo Lucas 12.32-40


PREGAÇÃO

O que você realmente deseja? (pausa)
Esta pergunta quer nos motivar a olhar o tanto quanto pudermos e tivermos coragem para dentro de nós mesmos, afim de responder o que o coração humano verdadeiramente deseja. Talvez na lista que você criou em sua mente tenha surgido bens materiais, por exemplo: uma vida financeira tranquila, viagens, terras, carros, enfim. Talvez o bem que você mais gostaria seria reencontrar aquela pessoa que há muito tempo não vê. Fato é, que o coração humano deseja muitas coisas, porém, por vezes não sabe o que realmente deseja.
A busca exagerada e desenfreada por aquilo que se deseja, quando se trata de bens materiais, tem feito com que pessoas caiam em um ciclo vicioso de ansiedade (preocupação excessiva com o futuro) onde, em muitos casos, trabalha-se tanto para alcançar os objetivos e por vezes, esquece-se de viver cada dia o dia inteiro. Em muitos casos falta tempo para Deus; falta tempo para família; falta tempo para cuidar de si mesmo. Estamos vivendo um tempo de inversão ou de escolhas equivocadas.
O texto do evangelho que ouvimos quer nos falar um pouco sobre essas escolhas que temos feito e quer nos ajudar a equilibrar nossa vida.
A bíblia na versão linguagem de hoje divide o texto que ouvimos em dois blocos: O 1º trata sobre as riquezas no céu, o 2º sobre a vigília dos servos.
Nesta primeira parte Jesus chama a atenção dos ouvintes após uma interrupção causada por um homem (v. 13-21) pedindo que Jesus julgasse acerca de uma divisão de herança entre os irmãos. Com essa interrupção Jesus dedica um longo trecho para falar sobre o que o ser humano busca nesta vida: as riquezas.
No versículo 31 Jesus diz: “Portanto, ponham em primeiro lugar na sua vida o Reino de Deus, e Deus lhe dará todas essas coisas.” Ao dizer estas palavras, Jesus está estimulando os seus ouvintes a refletirem o que eles colocado como prioridade em sua vida. O filósofo e professor Mário Sérgio Cortella afirma em suas palestras: a palavra prioridade sempre precisa ser conjugada no singular. Se a coloco no plural, ela deixa de ser prioridade. Na minha relação com Deus, qual tem sido minha prioridade? Tenho deixado apenas um espacinho na agenda, ou a busca pelo Reino tem ocupado um lugar especial?
No v. 32 Jesus continua: “meu pequenino rebanho, não tenha medo! Pois o Pai tem prazer em dar o Reino a vocês.” No início da caminhada de fé da igreja cristã, havia uma grande expectativa em relação ao segundo advento, a segunda vida de Cristo. Muitos aguardavam aciosamente para que o sofrimento pelo qual passavam – as perseguições – tivessem um fim e pudessem receber a recompensa da coroa celestial. De nada adianta ficar correndo atrás de posses pois o Reino está próximo. Em seguida, Jesus desafia: vendam tudo o que vocês têm e deem o dinheiro aos pobres (v. 33). Esta passagem encontra eco também em Lucas 18. 22, onde Jesus desafia um homem que se entendia conhecedor dos mandamentos, a vender o que possuía para herdar o Reino: “Venda tudo o que você tem, e dê o dinheiro aos pobres, e assim você terá riquezas no céu.” As palavras de Jesus nos lembram uma pequena história: “Certa vez um ricaço, com muito ouro amarrado à sua cintura, se atirou no mar, quando o navio em que viajava estava a afundar. Não permitiu que o seu ouro desaparecesse nas profundezas do mar, e assim morreu afogado. Ele possuía suas riquezas, ou elas é que o possuíam?” Em outras palavras, nós possuímos o dinheiro ou o dinheiro nos possui, nos tornando escravos dele?
O desafio de Jesus é profundamente evangélico, libertador! O modo de vida das primeiras comunidades cristãs relatada em Atos 2. 43ss era conhecida por partilhar o que possuíam e auxiliar a cada um conforme a necessidade. Esse comportamento dos primeiros cristãos é ainda percebido em nossos dias? É comum vermos em grande parte, um afastamento do modo de vida dos primeiros cristãos se compararmos com o nosso modo de vida capitalista e consumista. A fala de Jesus não é oposição e demonização do dinheiro, mas é em oposição ao agir demoníaco que o dinheiro causa. Em favor do lucro a qualquer preço devastamos a natureza com o uso indiscriminado de agrotóxicos; o desmatamento ilegal destrói a floresta e todo o seu ecossistema; a mineração seja por grandes mineradoras ou garimpos ilegais, polui rios e envenena não somente os peixes, como também as pessoas que bebem de suas águas; O Brasil ocupa, conforme o último estudo no fim de 2018, a 9º posição, como país mais desigual do mundo. Isso faz gerar abismos monstruosos entre os mais ricos e os mais pobres.
A proposta de Jesus nos desafia a buscar as riquezas que não podem ser consumidas pelas traças e nem podem ser roubadas por nenhum ladrão. Este tesouro precioso é a salvação que é concedida mediante a infinita graça de Deus e acolhida pela fé. A fé desprende o nosso coração das coisas do mundo e nos firma nas coisas de Deus.
Na segunda parte do texto, Jesus lembra seus ouvintes para que estejam prontos (com a roupa bem presa com o cinto e as lamparinas acesas) para o trabalho. Enquanto Jesus não retorna em poder e glória a fim de levar os seus para junto do Pai, estamos aqui neste mundo. Nossos olhos estão voltados para as coisas do Reino eterno, porém, os pés estão firmes neste chão que sofre e geme as dores de parto.
Portanto, somos desafiados e desafiadas, chamados e chamadas pelo próprio Filho de: “meu rebanho”. A Igreja de Cristo é o seu rebanho e quer ser um pedacinho do reino neste mundo, onde os sinais que o Filho deixou sejam percebidos e sentidos em nosso meio. Se a igreja não for instrumento de Deus neste mundo, ela deixa de ser igreja e não pode ser chamada de cristã.
Que o Espírito Santo conduza nossos corações e mentes para sabermos o que realmente desejamos e nos ajude a compreender a sua Palavra. Amém!

HINO
Nº 640 - LCI– Cada dia o dia inteiro

CONFISSÃO DE FÉ
Em resposta a Palavra lida e anunciada, confessemos a nossa fé com as palavras do Credo Apostólico.

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 150 - LCI– Buscai primeiro


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Deus de amor, nos achegamos diante de ti para te agradecer por tua Palavra que recebemos neste culto. Ajuda-nos Senhor, a discernirmos o que é bom para nós e a perceber o que realmente desejamos. Ajuda-nos a buscamos somente a ti e a teu reino, afim de que entre nós os sinais deste teu reino de justiça, paz e amor seja cada vez mais visíveis. Ajuda a tua igreja, o teu povo, a ser teu instrumento de transformação.
Nós queremos colocar diante de ti os motivos que temos:
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

Intercedemos por cada liderança de nosso país, estado e município, para que cada qual possa exercer sua função de maneira justa para com o povo.
Intercedemos por toda a nossa IECLB, pela presidência, sínodos, paróquia e comunidades; por seus ministros e ministras; por cada liderança, enfim por cada uma e cada uma que faz parte deste teu rebanho, afim de que possam te servir mais e mais para tua honra e tua glória.
Tudo mais, Senhor, que está em nossa mente e coração, depositamos diante da cruz de Cristo Jesus, na confiança de que acolhes cada motivo. Juntos e juntas, oramos conforme teu Filho Jesus nos ensinou dizendo:
PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Deus te abençoe, guarde teu andar.
Mostre, a cada passo, como caminhar.
Quando vir a noite, não puderes ver,
seja Deus a luz para te guiar.
O Trino Deus, Pai, Filho e Espírito Santo te guarde. Amém! (+)

ENVIO
Vamos agora em paz, buscando servir ao Senhor com gratidão e alegria, testemunhado onde ele assim no colocar. Amém!

CANTO FINAL
Nº 322 – LCI – O Profeta


Autor(a): P. Augusto Cesar Klug
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Tempo Comum
Natureza do Domingo: Pentecostes
Perfil do Domingo: 9º Domingo após Pentecostes
Testamento: Novo / Livro: Lucas / Capitulo: 12 / Versículo Inicial: 32 / Versículo Final: 40
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2019
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 52436
REDE DE RECURSOS
+
Senhor, tu és bom e compassivo, abundante em benignidade para com todos os que te invocam.
Salmo 86.5
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br