Marcos 10.17-35

Prédica

11/10/2015

Texto bíblico: Marcos 10.17-35


Este é um texto aparentemente fácil de se explicar. Jesus saiu de viagem à frente dos discípulos em direção a Jerusalém; um homem passa à frente dele, se ajoelha respeitosamente e faz uma afirmação e uma pergunta.          

 Jesus corrige as duas!            

Quanto à afirmação de ser bom, Jesus aponta para o fato de que este homem não entendeu que Jesus é Deus, pois só Deus é bom. Se ele tivesse entendido que Jesus é Deus, diria “Senhor” e não um bom Mestre. Ele reconhecia em Jesus um bom mestre, mas não Deus mesmo que se fez ser humano.           

Quanto ao que fazer para herdar a vida eterna, Jesus faz uma espécie de uma pegadinha, ou melhor, um teste em dois momentos. Mas, também aí o homem roda nos dois momentos do teste. Primeiro, Jesus aponta para os mandamentos. O homem diz que cumpre todos, desde criança. Depois aponta para o desfazer-se dos bens materiais, que o homem tinha muitos. Mas, homem visivelmente não quer desfazer-se deles e baixa a cabeça triste.

Jesus sabia que nem um, nem outro é garantia de vida eterna. Cumprir os mandamentos é bom e necessário, mas não são garantia de salvação e vida eterna. Da mesma forma, estar preso a juntar tesouros, riquezas, é ruim e desnecessário, mas não exclui da salvação e da vida eterna. Essa decisão é de Deus, que julga e decide com outros critérios, que não os nossos.

Jesus pregava e hoje nós sabemos bem: só a fé, concedida pela graça de Deus é garantia de vida eterna.

Portanto, Jesus procura ver se este homem já entendeu alguma coisa de sua pregação, se já se converteu à fé, ou se ainda pensa em termos legalistas da religião judaica. E o homem decepciona. Não estava interessado em Jesus, não estava interessado na fé em Jesus; só estava interessado em garantir um lugar na vida eterna, sem que isso tocasse o seu coração, sem que isso alterasse o seu jeito de viver.

Desde pequeno eu escuto esta história e uma pergunta me segue, para a qual ainda não achei resposta: o que, afinal, aconteceu com esse homem? Foi para a vida eterna ou não? O que vocês acham?

            - ele se julgou indigno da vida eterna. Baixou a cabeça e saiu de cena. Mas, Jesus não o considerou indigno da vida eterna. Para Jesus foi como se ele continuasse ali, e sobre ele Jesus conversou com seus discípulos. Ele queria dizer para o homem que também ele, que estava enganado a respeito de Deus e de como viver aqui na terra, também ele estava no plano de salvação de Deus.

Pena que tenha ido embora tão cedo. Não pegou a conversa de Jesus com os discípulos sobre o acontecido. Nesta conversa, Jesus insiste que para herdar a vida eterna, é necessária a fé. Só a fé. E que esta é graça de Deus. É da vontade de Deus que as pessoas sejam salvas. E isso não depende de ser uma pessoa certinha (que segue tudo que a lei manda), e vale para uma pessoa erradinha (que centra sua vida nos bens materiais).

Dito isso, Jesus insiste que, como resultado da fé e da certeza da salvação, as pessoas procurem ser certinhas e deixem de ser erradinhas. De posse da salvação e da vida eterna, a pessoa deve sentir-se livre, alegre, grata, disposta para viver uma vida coerente com a lei e distante da ganancia.

A pessoa deve agir no mundo, denunciando o que está errado, mudando o que pode ser mudado; a pessoa deve agir no mundo sendo solidária com as pessoas que sofrem e procurando o bem comum; mas deve fazer tudo isso por amor; o amor que é resultado da consciência de que Deus resolveu a questão da salvação e da vida eterna para nós em Jesus Cristo.

Que o amor de Deus Pai revelado em Jesus Cristo nos sejam a grande prioridade de nossas vidas. Queremos seguir a Jesus, ficar junto dele. Diante deste diálogo com Jesus, através da sua palavra, queremos sair com a lembrança de que somos aceitos pela graça de Deus. Através desta aceitação incondicional, sejamos fortalecidos em nossa fé, também para o desapego, aquilo que está atrapalhando a nossa comunhão com Deus e uns com os outros. Amém.

 


Autor(a): Carlos Musskopf
Âmbito: IECLB / Sinodo: Sudeste / Paróquia: ABCD (Santo André-SP)
Testamento: Novo / Livro: Marcos / Capitulo: 10 / Versículo Inicial: 17 / Versículo Final: 35
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 39317
REDE DE RECURSOS
+
Que cada um dê a sua oferta conforme resolveu no seu coração.
2Coríntios 9.7
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br