Mateus 25.14-30 - 24º Domingo Após Pentecostes - 15/11/2020

Caderno de Cultos 2020 - Sínodo Mato Grosso

15/11/2020

15/11/2020 – 24º Domingo Após Pentecostes
Pregação: Mateus 25.14-30; Leituras: Jz 4.1-7; 1 Ts 5.1-11
Missionária Cledimar Becker – Gaúcha do Norte - MT

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
A igreja de Jesus está em todos os lugares! Nossa vida está nas mãos do Eterno! Esse ano tem sido bem diferente do que estávamos acostumados a viver, porém, ainda assim Deus tem nos ensinado que viver a fé, vai muito além dos nossos conceitos de ser igreja dentro dos nossos templos. A Igreja de Jesus não deve parar mas, continuar encontrando formas criativas de partilhar da fé no Salvador Jesus Cristo.
O lema da semana tem como palavra Apocalipse 22.20:
“Aquele que dá testemunho de tudo isso diz: Certamente venho logo! Amém! Vem, Senhor Jesus!”
Enquanto Cristo não volta, não podemos cruzar nossos braços e aguardar esse momento! Devemos sim, almejar esse dia, mas enquanto isso, a nossa vida deve ser testemunho vivo de Sua presença nesse mundo! Que este momento de culto para Deus, nos oriente por meio da ação do Santo Espírito!

Acolher os/as visitantes:
Para você que nos visita nesse dia, sinta-se acolhido em nosso meio! É Deus quem primeiro nos acolhe, portanto, vivamos em gratidão pelo amor de Deus que abraça cada um de nós!

CANTO DE ENTRADA
Nº 6 - Livro de Canto – Aqui você tem lugar

Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
É na presença graciosa de Deus Pai, de Jesus e do Espírito Santo que nos unimos pela fé! Amém!

CANTOS DE INVOCAÇÃO
Nº 578 - Livro de Canto – Um só rebanho
Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Óh Senhor, nos achegamos a Ti na confiança que nos ouves! Pai bondoso carecemos da Tua graça, o teu favor imerecido em favor da humanidade. Senhor, obrigada por acolher e não desistir de nós! Assim, pedimos perdão a Ti. Sonda o nosso coração, vê o que não te agrada e nos dá consciência do pecado e com isso que possamos viver o arrependimento sincero diante de Ti! Perdão Senhor, nós te pedimos. Por Cristo, amém!

ANÚNCIO DO PERDÃO
“Consequentemente, assim como uma só transgressão resultou na condenação de todos os homens, assim também um só ato de justiça resultou na justificação que traz vida a todos os homens.
Logo, assim como por meio da desobediência de um só homem muitos foram feitos pecadores, assim também, por meio da obediência de um único homem muitos serão feitos justos.”
(Romanos 5:18,19)
Em Jesus há perdão! Louvado seja Deus por isso!

KYRIE
Com o tempo que vivemos pedimos pela tua misericórdia Senhor, cantando:

Nº 56 - Livro de Canto – Pelas dores desse mundo

GLÓRIA IN EXCELSIS
Nº 74 - Livro de Canto – Tua é a glória

ORAÇÃO DO DIA
Agradecemos Senhor pela vida, pelo ar que respiramos, pelas pessoas que estão do nosso lado, pela família! Louvamos por tudo o que Tu és Senhor! Por tudo o que tens feito e ainda vais fazer! Amém!

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Jz 4.1-7

2ª Leitura Bíblica: 1 Ts 5.1-11

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
Nº 150 - Hinário – Buscai primeiro

PREGAÇÃO

Texto da pregação
Mateus 25.14-30
Querida comunidade!
Os relatos bíblicos em diversas ocasiões nos chamam para viver em comunidade, um grupo de pessoas que se une por um objetivo, algo maior as une!
A Bíblia em momento algum nos convida para vivermos em uma ilha ou vivermos isolados. “Como o azeite que não se mistura com a água”.
Jesus várias vezes destacou em seus ensinos a ideia de unidade, comunhão e união.
Ele orou: Pai eu oro para eles que sejam um, assim como eu e tu somos um (João 17).
Somos seres únicos, cada um com sua personalidade, e ainda assim somos seres relacionais, criados para viver em união. Jesus mesmo disse na oração a qual fazemos juntos no final dos cultos: “Pai Nosso, Pão nosso, livra-nos...”
E com essa orientação de comunhão, Jesus conta uma parábola que tem como o objetivo mover o coração humano para algo que vai além do seu próprio umbigo! Encontramos nesse relato um patrão que confia os talentos para os servos.
Destaco três questões a partir deste relato:
Primeiro: Deus nos criou e entregou talentos em nossas mãos. De semelhante forma o que o patrão confiou aos servos, com a sua partida, na sua volta, os mesmos prestaram contas diante dele.
Os talentos na parábola se originam de uma grande soma de dinheiro, onde um recebeu 5 talentos, 2 e 1 talento. A ideia é refletirmos que assim como o patrão confiou talentos aos servos, Deus também confiou a nós algo muito especial para servir:
Pode ser colocado aqui o talento como uma habilidade. Eu e você temos habilidades. E Deus está interessado que usemos isso para o Seu Reino. Isso quer dizer que cada um de nós é chamado para servir a Deus, com sua vida, suas habilidades e dons que vão sendo acrescentados ao longo da caminhada com Ele, dados por meio do Espírito Santo.
Essa é a primeira questão, Deus capacita para servirmos na Sua obra.

Segunda questão: Cada um recebeu uma quantia diferente, mas nem por isso havia um servos mais importantes e outro menos importante.
Como vimos no relato, 2 tiveram suas atitudes aprovadas diante do patrão e um não, porque enterrou o talento que recebeu, não investiu aquilo que recebeu do seu dono.
Cada um recebe de Deus habilidades e dons para que esses sirvam ao próprio Deus.
Existe no ser humano uma competição de se considerar mais importante por algo de bom que sabe fazer, porém a Bíblia é bem clara quando traz que “Deus se opõem aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes” (1 Pe 5.5)
E por fim, o terceiro ponto:
Estarmos prontos para a volta do Senhor. Não é por acaso, mas com um propósito bem específico que esse texto encontramos entre a parábola das dez virgens e o julgamento das nações.
Na parábola das dez virgens, as que estavam preparadas entraram para o banquete, mas as que não estavam, a porta foi trancada e não puderam entrar. E o capítulo 25 de Mateus termina com o julgamento das nações, sim, Jesus vai voltar e julgar cada um de nós. Ou seja, esta passagem da parábola dos talentos está nos chamando para a realidade de amar a Deus de todo coração, servindo-o e permanecendo firmes até que Ele venha!
Nesse sentido entendemos que amar e servir a Deus não pode ser deixado para amanhã. Como a dieta que sempre começa na segunda, mas quando vê já se prolonga para outra segunda-feira. Nossa vida é curta demais para empurrarmos o compromisso com Deus e o serviço a Ele cada vez mais para frente.
Temos talentos, habilidades e dons que Deus nos confiou, cada um recebe habilidade para melhor servir a Deus, e diante disso, podemos entender que precisamos estar preparados para a volta de Cristo. Com nossa vida, com o que somos e temos.
Para finalizar:
Não devemos adiar nossa decisão de amar a Deus, quando realmente entregamos nossa vida para Ele; Não devemos adiar o serviço para Ele, no testemunho e evangelização para que mais pessoas sejam alcançadas pelo amor do Senhor! Deus chamou a todos para servi-lo, cada um com sua função e propósito, não pense que Deus se esqueceu de ti!
Se você ainda não sabe onde pode servir a Deus, ore e peça para que Deus te mostre e oriente. Se você tem claro, como e onde Deus quer te usar como instrumento Dele, ore também, para que o amor por servir, não se perca e vire apenas um ativismo, algo que não é feito mais com o primeiro amor e todo coração.
Porque será que uma pessoa não pode fazer tudo sozinha na comunidade?
Justamente porque somos chamados a trabalhar para Deus juntos. Cada um contribui com o que sabe fazer.
O amor a Deus e serviço caminham juntos, porque o amor leva a uma ação. Quando amamos a Deus, não vamos deixar de servir ou ajudar a comunidade, porque “tal pessoa me criticou”, ou porque “fulano não faz nada, tudo eu preciso fazer”.
O desafio é: Vamos manter os olhos fixos em Jesus! Ele é o nosso Senhor, e Ele, é digno do nosso melhor! Sirvamos a Deus com amor e não com lamentações.
Que possamos andar juntos, em comunhão e união vinda do desejo de Deus para sua Igreja. Que possamos lembrar: cada um é chamado a servir a Deus.
Queridos irmãos, não é por um acaso que estamos aqui. Deus ama cada um de nós. E quando entendemos esse amor, não tem como permanecermos da mesma forma. Que nosso servir a Deus não seja limitado pelas nossas desculpas, nosso orgulho ou falta de compromisso com o Senhor. Não devemos enterrar ou deixar de lado aquilo que Deus nos confia.
Que Deus na Sua misericórdia nos ajude a amá-lo e servi-lo de todo coração! Amém!

HINO
Nº 84 - Hinário – Por tudo tens feito

 

CONFISSÃO DE FÉ
Como resposta a Palavra, confessamos nossa fé nas palavras do Credo Apostólico.

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Nº 477 - Hinário – Obrigado Pai Celeste


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

PAI NOSSO
Deus querido, em tua mãos nós estamos. Sê tu com cada criança, adolescente, jovens, casais, idosos, cada família da nossa comunidade, de toda nossa cidade, estado e país. Que o Teu amor sempre encha nosso coração de paz e esperança. Perdoa-nos quando não te buscamos como deveríamos e quando confiamos em nós mesmos, em pessoas ou nossa boas ações. Obrigado porque Tu nos aceita, nos acolhe e quer nos transformar com a verdade da tua Palavra. Por tudo queremos agradecer, em nome de Cristo que nos ensinou a orar:

Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz.
ENVIO
Vamos na paz do Senhor servindo com gratidão e alegria!

CANTO FINAL
Nº 567 - Hinário – Canção do cuidado.


Autor(a): Missionária Cledimar Becker
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Tempo Comum
Natureza do Domingo: Pentecostes
Perfil do Domingo: 24º Domingo após Pentecostes
Testamento: Novo / Livro: Mateus / Capitulo: 25 / Versículo Inicial: 14 / Versículo Final: 30
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2020
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 58885
REDE DE RECURSOS
+
O seu poder é eterno e o seu Reino não terá fim.
Daniel 7.14
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br