O cálice da Ceia do Senhor: A nova aliança o sangue de Cristo

01/12/2014

O CÁLICE DA CEIA DO SENHOR: A NOVA ALIANÇA NO SANGUE DE CRISTO – Por meio dos sacramentos, o amor de Deus torna-se visível e palpável, como na Ceia do Senhor.

A Ceia do Senhor, ou Santa Ceia, nos remete às comunhões de mesa celebradas por Jesus. A comensalidade é uma das marcas do ministério de Jesus. Através da comunhão de mesa, Jesus chama todas as pessoas, especialmente pecadoras, para o Reino de Deus. É ali, ao redor da mesa da comunhão, experimentando a presença de Cristo e seu amor, que muitas pessoas mudaram de vida, assumindo o compromisso com o Reino, a exemplo de Zaqueu (Lucas 19.1-10).

Era Páscoa, e Jesus celebra a ceia judaica juntamente com seus discípulos. Naquela noite Jesus dá novo significado àquela ceia. Nunca antes ele havia pronunciado aquelas palavras sobre o pão e o fruto da videira: “Isto é o meu corpo que é dado por vós”, “Isto é o meu sangue, dado e derramado em favor
de vós”, e continua: “façam em memória de mim”.

Lutero afirma que ao participar do Sacramento do Altar você recebe o “verdadeiro corpo e sangue de Cristo Senhor.” O próprio Jesus se oferece a nós. Recebemos o benefício inteiro do sacrifício de Jesus. Através da Ceia do Senhor experimentamos, segundo Lutero, “perdão dos pecados, vida e salvação”. 

O cálice carrega em seu ventre o sangue de Cristo. No sangue, conforme o Antigo Testamento, estava a vida. Quando Moisés recebe as tábuas dos mandamentos e as entrega ao povo é feita uma aliança entre o povo e Deus. Depois de ler as leis e o povo prometer obediência ao Senhor e a seus mandamentos, Moisés asperge o sangue (do sacrifício de animais) sobre o povo: “Este é o sangue que sela a aliança que o Senhor fez com vocês quando deu todos esses mandamentos” (Êxodo 24.8).

A palavra de Jesus sobre o cálice é que este é o “cálice da nova aliança”, ou seja, seu sangue derramado em favor de nós estabelece uma nova aliança entre Deus e seu povo. Sua morte na cruz e sua ressurreição selam a nova aliança. Nesta nova aliança somos reconciliados com Deus, podemos experimentar o perdão dos pecados, a nova vida, a salvação. Jesus age em favor de nós. Ou seja, ele nos alcança. Nós, em profunda gratidão, alvos desse amor tornado visível, celebramos a Ceia em sua memória, comprometendo-nos com o Evangelho.

A Ceia do Senhor é tesouro e presente, como dizia Lutero, colocado sobre a mesa para todas as pessoas. É pela fé do coração que discernimos e desejamos este tesouro e dele queremos participar com alegria, respeito e comprometimento, em memória do Senhor que se deu a nós.

Pastora Ms. Ana Isa dos Reis


Oração:

Bondoso Deus, que vieste a nós em Jesus Cristo, graças te rendemos pelo tesouro da tua Santa Ceia. Ao oferecer seu corpo e sangue por nós, Cristo estabeleceu nova aliança, reconciliando-nos contigo. Dá que a ação do teu Santo Espírito nos envolva, comprometendo-nos em viver esta nova aliança. Ao recebermos teu amor através do sacramento da Ceia, faze brotar em nós verdadeira alegria, respeito e comprometimento com a causa do teu Reino. É o que te pedimos por Jesus Cristo, nosso Salvador. Amém.


Voltar para índice Anuário Evangélico 2015


Autor(a): Ana Isa dos Reis
Âmbito: IECLB
Título da publicação: Anuário Evangélico - 2015 / Editora: Editora Otto Kuhr / Ano: 2014
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Meditação
ID: 35010
REDE DE RECURSOS
+
Não somos nós que podemos preservar a Igreja, também não o foram os nossos ancestrais e a nossa posteridade também não o será, mas foi, é e será aquele que diz: Eu estou convosco até o fim do mundo (Mateus 28.20).
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br