Prédica no Salmo 78 e liturgia por ocasião dos 50 anos de Fundação da Escola Estadual Pio XII – Maripá, PR

Autoria P. Ms. Alexander Busch

07/09/2019

WhatsApp Image 2019-09-09 at 1.03.26 PM (2).
WhatsApp Image 2019-09-09 at 1.03.26 PM.
1 | 1
Ampliar

Prédica e liturgia por ocasião dos 50 anos de Fundação da Escola Estadual Pio XII – Maripá, PR
Texto bíblico: Salmo 78.1-7 (Nota: Uma palavra do Evangelho foi incluída na liturgia antes da leitura do Salmo 78)

P. Ms. Alexander R. Busch

Que a graça do nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam com vocês.

Estimada comunidade,
“Escute o meu ensino. Abra os ouvidos para às palavras de minha boca”. Com este tom cheio de vigor o Salmo 78 inicia, buscando chamar a atenção dos ouvintes. Algo muito importante está para ser dito. O início deste salmo lembra um professor ou professora dizendo aos alunos, “Prestem atenção. Esta matéria vai cair na prova”.

E de fato, o Salmo 78 é um salmo didático. É uma oração onde o povo aprende ao recordar a sua história. “Explicarei os segredos do passado. São coisas que ouvimos e aprendemos com os nossos antepassados”. E o salmo prossegue contando e trazendo à memória a história do povo de Deus. Nos 72 versículos que fazem parte desta oração, o salmo relembra a escravidão no Egito e o agir de Deus – Deus que ouve o clamor das pessoas oprimidas, que liberta e conduz este povo rumo à terra da vida nova, onde mana leite e mel. Ao lembrar do passado, o povo no tempo presente é ensinado a confiar em Deus e agradecer por sua caminhada conjunta, bem como aprender dos erros de gerações anteriores para que estes erros não se repitam.

A lição do Salmo 78 não é somente recordar o passado, aprendendo e dialogando com a própria história. O salmo também dá uma tarefa da casa para a presente geração, ensinar as futuras gerações. “O Senhor ordenou aos nossos antepassados que ensinassem essas leis aos seus filhos para que os seus descendentes as aprendessem, e eles, por sua vez, as ensinassem aos seus filhos”. Ou seja, o ensino, as leis, o conhecimento, a sabedoria, a ciência são não são guardadas para si mesmo, mas são para serem compartilhadas – compartilhadas de forma generosa com filhos e filhas, netos e netas – as futuras gerações.

Visto que estamos reunidos na comunidade evangélica de confissão luterana e o Salmo hoje nos convida a recordar o passado, considero apropriado citar o reformador Martinho Lutero. Lutero viveu na Alemanha do século XVI. Ele, assim como outros reformadores da igreja, aprendeu a lição do Salmo 78, a importância de compartilhar o conhecimento de uma geração a outra. A grade curricular de Lutero incluía o ensino da Palavra de Deus, mas não se limitava a ela. No sermão cujo título é ‘Para que se mandem os filhos à escola’ Lutero fez um apelo em favor da educação universal para meninos . . . e meninas. Lutero entendia que era dever do governo providenciar, de graça, o acesso à educação a todas as pessoas, desde o filho do príncipe ao filho do servente. Neste sermão ele assim escreveu “Onde governam os punhos, não há dúvida, se terá por fim um mundo animalesco no qual o mais forte põe o outro no saco . . . por isso as autoridades têm o dever de obrigar os súditos a mandarem seus filhos à escola . . . para que no futuro possamos ter pregadores, juristas, pastores, escritores, médicos, professores, entre outros, pois não podemos prescindir deles” (OS v.5 p. 347-348).

Além disso, Lutero entendia a educação como prática da liberdade, cujos frutos libertam as pessoas e transformam a sociedade. Noutro escrito ‘Aos conselhos das cidades da Alemanha para que criem e mantenham escolas cristãs’, quando os governantes se queixavam que era muito caro investir na educação, Lutero assim se expressou, “Caros senhores, anualmente é preciso levantar grandes somas para armas, estradas, pontes, diques e inúmeras outras obras semelhantes, para que uma cidade possa viver em paz e segurança. Porque não levantar igual soma para a pobre juventude necessitada, sustentando um ou dois homens competentes como professores? . . . Pois se trata de uma causa séria e importante, da qual muito depende para Cristo e para o mundo que ajudemos e aconselhemos a juventude” (OS v.5 p. 305).

Como de costume, Lutero procurava fundamentar seus argumentos a partir das Sagradas Escrituras, incluindo o Salmo 78. Voltando nossa atenção a este Salmo didático, além de nos incentivar a recordar e valorizar o passado, além de nos animar a compartilhar o conhecimento com as futuras gerações, o salmo nos convoca a transmitir valores que formam pessoas. “O SENHOR deu leis ao povo de Israel e mandamentos aos descendentes de Jacó”.

Os mandamentos e as leis de Deus, que o Salmo 78 faz questão de destacar são caminhos que conduzem a vida em direção a Deus, em direção às pessoas e em direção à toda a criação de Deus. São valores revelados nos X Mandamentos, mas também em outros mandamentos, como, por exemplo, a prática da tolerância, a prática da autonomia, a prática da solidariedade, a prática da esperança, a prática da indignação frente à injustiça, a prática do compromisso perante o próximo, a prática do amor. Todos estes mandamentos e muitos outros são valores que promovem o Reino de Deus entre nós.

Como se isto não fosse o suficiente, e de fato não o é, temos ainda Cristo Jesus, o enviado de Deus que interrompe o curso normal da história humana, a nossa história, para nos libertar da escravidão da ignorância e da maldade, e nos conduzir para a nova vida. Com a sua mensagem de perdão e reconciliação, com sua obra na cruz e ressurreição, Jesus acolhe as pessoas, valoriza a convivência comunitária entre as gerações e nos ensina a caminhar segundo os valores do Reino de Deus. Quem escuta o seu ensino, quem dá ouvidos às palavras de sua boca, aprendeu a lição e quer compartilhar em palavras, em gratidão e no canto os feitos poderosos e as coisas maravilhosas que o Senhor faz. Amém. 

Subsídio utilizado:
- Auxílio homilético para Salmo 78 da autoria de P. Walter Altmann de 22/11/2017 disponível no link https://www.luteranos.com.br/conteudo/salmo-78-1-8
 

 

Liturgia de Entrada

Sinos/ Prelúdio

Acolhida
Sejam todos e todas bem-vindas a esta celebração, que marca o tradicional Chá da Primavera organizado pela OASE da comunidade evangélica. Também é costume nesta ocasião homenagear pessoas e instituições de nosso município. Em especial hoje queremos agradecer a Deus pelos 50 anos de história da Escola Estadual Pio XII de Maripá e invocar a benção divina para os anos porvir. A escola e especialmente as valiosas pessoas que nela servem, todos os funcionários/as sem exceção, estão hoje representadas pela atual diretora e por ex-diretores. Como palavra de acolhida trago à memória o sábio conselho do livro de Salmos, “Venham, meus filhos e filhas, e escutem: eu lhes ensinarei a temer a Deus, o SENHOR. Vocês querem aproveitar a vida? Querem viver muito e ser felizes? Então procurem não dizer coisas más e não contem mentiras. Afastem-se do mal e façam o bem; procurem a paz e façam tudo para alcançá-la” (Sl 34.11-14). Confiando na sabedoria de Deus que se estende de geração a geração, cantemos . . .
Hino 219 O nosso Encontro

Saudação trinitária
(+) Bendito seja Deus: Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Oração do dia
Deus vivo, tu és o doador da sabedoria e do verdadeiro discernimento, tu orientas aqueles que buscam teus caminhos para escolher o bem. Ao ouvir tua Palavra, humildemente pedimos para que teu ensino continue corrigindo nosso caminhar, nos despertando para te servir com a variedade de dons que existem na tua comunidade e no mundo. Traga à nossa memória os motivos de gratidão, e inspire nosso ânimo para repassar às novas gerações os valores que fortalecem a paz contigo e com as pessoas ao nosso redor, por Cristo Jesus, em comunhão com o Espírito Santo. Amém.

Coral Comunidade Maripá

Liturgia da Palavra

Leitura bíblica Sl 78.1-7
Jesus Cristo promete, “o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse ensinará a vocês todas as coisas e fará com que se lembrem de tudo o que eu lhes disse” (Jo 14.26). Confiantes nesta promessa, queremos ouvir das Sagradas Escrituras o Salmo 78.1-7

Prédica

Hino 364 Anunciar as maravilhas do Senhor

Vídeo Valorize seu professor/a

Homenagem à Escola Pio XII
Histórico da Escola Estadual Pio XII.

Convido a atual diretora e ex-diretores, representando a Escola Estadual Pio XII, funcionários/as, alunos/as para se aproximar.

“Ensine a criança no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, ela não se desviará dele” (Pv 22.6).
Estimados educadores, estimadas educadoras,
É com grande alegria que acolhemos vocês neste culto para homenagear a Escola Pio XII, pelos anos de serviço em favor de crianças, adolescentes e jovens, na transmissão de conhecimento e valores para a vida. Esta é uma tarefa nobre e importante porque uma nação que não investe na educação coloca em risco a qualidade de vida de seus habitantes. Invocamos a benção de Deus a vocês – uma benção que, assim esperamos, se estenda aos funcionários/as, alunos/as da escola neste ano e nos anos porvir.

Bendito Deus, o ensino da lei, a transmissão do conhecimento, a formação das pessoas para a vida conforme os valores de teu Reino são caminhos de verdadeira paz e comunhão. Tu chamas educadores e educadores para colaborar nesta tarefa. Concede às pessoas que te servem na Escola Pio XII o ânimo de espírito e a sabedoria do bom viver, a fim de que alunos e alunas e todos nós sejamos discípulos/as aprendendo a conviver no teu Reino. Assim concede-nos tua benção, em nome do Pai, do Filho e Do Espírito Santo (+) Amém.

Entrega do Certificado de Menção Honrosa

Hino 101 Ao oramos Senhor

Oração geral da Igreja
Pastor/a:
Jesus Cristo afirma, “eu vim para que todas as pessoas tenham vida, vida plena” Oremos . . .

Pastor/a: Obrigado, Senhor, por tua Palavra que instrui, edifica e orienta. Palavra que contém conhecimento e sabedoria repassada de geração a geração, apesar de nossas falhas, maldades e erros. Tua paciência em nos ensinar e nos conduzir é sinal do teu amor por nós . . .

Comunidade: Obrigado, Senhor, pela Escola Estadual Pio XII, na qual crianças, adolescentes e jovens de tempos passado, presente e futuro têm recebido conhecimento e formação para a vida. Assim como Jesus acolheu as crianças, pedimos que as novas gerações também se sintam acolhidas e valorizadas como pessoas criadas à imagem e semelhança de Deus . . .

Pastor/a: Obrigado, Senhor, pelo dia da pátria. Bendita é a nação cujo Deus é o Senhor, a nação que pratica a hospitalidade ao estrangeiro, a nação que anseia pela justiça e dignidade para todas as pessoas, a nação que é conduzida por valores que promovem o teu Reino que está além dos reinos humanos . . .

Comunidade: Obrigado Senhor, pela criação e seus habitantes, pelos animais e pelas plantas, pelas rochas e muitas águas. Ensina-nos a preservar com sabedoria e equilíbrio os recursos naturais para esta geração e futuras gerações . . .

Pastor/a: Obrigado, Senhor, pelo teu consolo e paz, teu perdão e reconciliação, tua coragem e ousadia e tantas outras qualidades que despertam em nós a confiança para colocar em tuas mãos as pessoas nas mais diferentes necessidades, cujos nomes trazemos a ti no silêncio de nossos corações . . .

Gratidão e intercessão expressamos quando oramos em conjunto a oração que teu filho nos ensina, Pai nosso . . .

Liturgia de Envio

Comunicações

Hino 33 Jesus Cristo é rei e Senhor

Bênção

Que o Senhor, Deus da criatividade,
Que Jesus, mestre por excelência,
Que o Espírito, fonte de sabedoria,
Possam conduzir os teus passos pelos caminhos da vida,
Para aprender tudo que há de bom e verdadeiro, e compartilhar teus dons com o mundo. Que Deus te abençoe, em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo (+). Amém.

Sinos


@ P. Ms. Alexander R. Busch - IECLB
Maripá – Paraná (Brasil)
E-mail: pastoralexbusch@yahoo.com.br


Autor(a): P. Ms. Alexander R. Busch
Âmbito: IECLB / Sinodo: Rio Paraná / Paróquia: Maripá (PR)
Área: Confessionalidade / Nível: Confessionalidade - Prédicas e Meditações
Área: Missão / Nível: Missão - Sociedade
Área: Celebração / Nível: Celebração - Liturgia
Testamento: Antigo / Livro: Salmos / Capitulo: 78 / Versículo Inicial: 1 / Versículo Final: 7
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 53189
REDE DE RECURSOS
+
Nós não anunciamos a nós mesmos. Nós anunciamos Jesus Cristo como o Senhor.
2Coríntios 4.5
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br