Sexta-feira da Paixão - Hebreus 10.16-25

Caderno de Celebrações 2021 - Sínodo da Amazônia

17/12/2020

 

02/04/2021 – Sexta-Feira da Paixão
Pregação: Hebreus 10.16-25 ; Leituras: Isaías 52.13-53.12; Salmo 22; João 19.16-30
Estagiário Felipe Hobus Vollrath
Paróquia Evangélica Princípio da Esperança - RO

 

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Olá, querida comunidade! Nos achegamos com os corações entristecidos para este momento de encontro, pois neste dia lembramos da morte de Jesus Cristo. Sim, estamos com os corações entristecidos por tudo que Cristo sofreu, mas a nossa fé nos fortalece neste momento, pois lembramos que a cruz de Cristo é promessa de Nova Vida para todas/os nós. Por isso acolho vocês com as palavras da carta aos Hebreus 10.23 quando diz: “Guardemos firmemente a esperança da fé que professamos, pois podemos confiar que Deus cumprirá as suas promessas.”

Acolher os/as visitantes

CANTO DE ENTRADA
LCI 13 - Corações em fé unidos
Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
Que a Graça, a Paz e o amor do Trino Deus: Pai, Filho e Espírito Santo, que supera todo o nosso entendimento, esteja conosco. (+) Amém.

CANTO DE INVOCAÇÃO
LCI 252 - Vem Espírito Santo
Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Bondoso Deus, aqui estamos para pedir o teu perdão. O sofrimento que causamos a Teu Filho, ainda hoje reproduzimos. Negligenciamos a Tua Palavra. Não agimos conforme o exemplo que Tu nos deste por meio de Teu Filho. Nosso coração, por vezes, é indiferente frente a dor, a injustiça e humilhação. Ainda hoje nossas ações e escolhas egoístas fazem com que muitas cruzes sejam pregadas.

Deus da justiça, abre nossos corações para que compreendamos que teus caminhos são caminhos de vida. Que o Teu evangelho é palavra de liberdade. Liberdade para ser fiel a ti e servir em amor, servir por gratidão.

Deus de misericórdia, sabemos que somos pessoas pecadoras. Que necessitamos do Teu perdão. Por isso suplicamos, ajuda-nos a perceber e destruir relações injustas que sustentam o pecado e propagam a dor. Ajuda-nos a trilhar caminhos que geram vida, caminhos geram esperança e vida abundante. Deus de amor tem compaixão de nós. Em nome de Jesus Cristo é que oramos. Amém.

ANÚNCIO DO PERDÃO
Por seu infinito amor Deus deu seu único filho para que, por meio de sua morte, tenhamos vida. Em Cristo o pecado se anula. Em Cristo a morte já não tem mais poder. No milagre da Cruz, e por meio de confissão sincera, podemos ter a certeza de reconciliação com Deus e perdão dos pecados. Por isso eu declaro que seus pecados estão perdoados em nome do Deus Pai, Filho e Espírito Santo. (+) Amém.

KYRIE
A Cruz lembra sofrimento, lembra humilhação e morte. Na Cruz a vida se esvai. A Cruz lembra do sofrimento de Cristo, mas também lembra que sua morte condena a injustiça, crimes, assassinatos e opressão. Sua morte condena aquilo que atenta contra a vida. A cruz nos remete a muitos sofrimentos que hoje atingem o nosso mundo. Situações de violência, guerra, violação dos direitos humanos fundamentais. Seres humanos e natureza gemem as dores de um mundo cada vez mais distante da justiça. Em meio a tudo isso, temos a certeza de que Deus escuta o clamor de seu povo. Por isso, peçamos a Deus que olhe pelas pessoas que clamam porque sofrem.

LCI 56 - Pelas dores deste mundo

ORAÇÃO DO DIA
Deus de graça e amor: nos achegamos a ti com os corações entristecidos e envergonhados, por todo sofrimento pelo qual fizemos passar teu Filho. Ao mesmo tempo soma-se o nosso sentimento de gratidão, pois através do escândalo da cruz Tu nos presenteaste com a vida, com a reconciliação. Neste momento pedimos, derrame teu Santo Espírito sobre nós e abre nossos corações para receber o que Tu, por meio de Cristo, vieste nos oferecer. Para que com os corações agradecidos, saibamos colocar em prática este amor em gestos que buscam a justiça em favor das outras pessoas. Fortalece-nos na fé e na esperança de que, pela morte e ressurreição de Teu Filho, já temos vida plena e ressurreição. Em nome de Teu Filho, Jesus Cristo é que oramos. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Salmo 22
2ª Leitura Bíblica: Hebreus 10.16-25
3ª Leitura Bíblica: João 19.16-30(31-37)

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
LCI 426 - Ó, meu Jesus, que mal tu cometeste

PREGAÇÃO
Que a graça do nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam com todos e todas vocês.” Amém!

Prezada Comunidade!
O sentimento que hoje aqui predomina é o de tristeza. Nos encontramos tristes, reflexivos e reflexivas. A morte é sempre uma dura realidade que enfrentamos. Por mais que saibamos que nossa existência é finita, para a morte nem sempre estamos preparados e preparadas. Sentimos medo. Neste dia nós refletimos sobre a morte de Jesus Cristo. Uma morte dolorosa, humilhante. Jesus não foi somente assassinado, como também torturado. Negado por seus seguidores e seguidoras. Um sofrimento que provavelmente não conseguimos imaginar.

Mas além de morte, a Cruz de Cristo também nos lembra de sacrifício. Do seu sacrifício em favor de todas as pessoas que nele creem. Cristo, de certa maneira, toma o nosso lugar na cruz. Padece para nos salvar e nos livrar do poder da morte.

Jesus estava ciente de seu caminho. De sua caminhada que culminaria no sofrimento no Gólgota. Também sentiu medo diante dessas provações, mas permaneceu firme para nos mostrar que para Deus tudo é possível. Até mesmo vencer a morte. Eis aí, o caráter sacrificial de Jesus que se doou por nossos pecados. Deu a sua vida para que nós tenhamos, por meio da fé, garantia de vida.

Agora, porque Cristo vive, nós também temos vida. Essa é a promessa de Deus, e nela podemos confiar. Isso é graça, é dádiva de Deus. Unicamente por meio de sua misericórdia é que nós temos a garantia de que somos aceitas e justificadas, apesar de nossas falhas. Não há nada que possa nos separar do amor de Deus e Ele quer que sintamos este amor. Um amor que perdoa e reconcilia. Um amor que sente Deus próximo, que caminha junto.

O texto de Hebreus nos diz que: quando Cristo morreu, o véu que separava o lugar santíssimo, que era um lugar onde somente o sumo sacerdote tinha direito de entrar, foi partido ao meio. Isto é, a morte de Cristo nos permitiu novamente o acesso a Deus. E esse acesso está sendo permitido diretamente através de Cristo. Não necessitamos de intermediários, pois Jesus é o único meio de conhecer e chegar a Deus. O nosso Grande Sacerdote é Cristo (v.21). O que nos resta agora é termos uma fé firme e corações agradecidos.

Que possamos ouvir o que nos diz o texto de Hebreus, “[...] nos acheguemos perto de Deus com um coração sincero e uma fé firme, com a consciência limpa das nossas culpas e com o corpo lavado com água pura. Guardemos firmemente a esperança da fé que professamos, pois podemos confiar que Deus cumprirá as suas promessas. Pensemos uns nos outros a fim de ajudarmos todos a terem mais amor e a fazerem o bem. Não abandonemos, como alguns estão fazendo, o costume de assistir às nossas reuniões. Pelo contrário, animemos uns aos outros e ainda mais agora que vocês veem que o dia está chegando.”

Esta é uma bonita confissão de esperança. Esperança e confiança nas promessas de Deus. Que saibamos andar conforme estas palavras. O milagre da Cruz nos confronta com a morte. Nos lembra que nós não temos poder sobre a morte, mas que Cristo venceu a morte. Com nossas ações não podemos interferir em nossa salvação, mas por gratidão podemos transformar as inúmeras cruzes de nosso dia a dia em milagres de vida digna e justiça.

Que lembremos que a Cruz de Cristo nos compromete. Que possamos transformar esta graça que Deus nos concede em atitudes concretas de serviço e doação em favor do nosso mundo que tanto carece de amor. Que as nossas atitudes sejam baseadas na gratidão pelo milagre que nos trouxe vida plena e redenção. E que de fato, deixemo-nos guiar pelo amor e pelo cuidado de Deus. Amém!

Que a paz de Deus, que excede todo o nosso entendimento, guarde nossos corações e mentes em Cristo Jesus.” Amém!

HINO
LCI 425 - Ó fronte ensanguentada

CONFISSÃO DE FÉ
Motivação para Confissão de fé.: Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
LCI 427 - Seu amor nos conquistou

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

Deus de infinito amor, te agradecemos porque tu nos reúnes como Tua comunidade. Obrigado pela Tua Palavra de orientação e coragem, que nos impulsiona a viver como Tuas testemunhas. Sabemos que Teu abraço nos acolhe e protege, por isso, nos liberta-nos do medo e da indiferença. Faze com que busquemos a vida justa e digna para nossos irmãos e irmãs.

Bondoso Deus, rogamos que esteja ao lado das pessoas que sofrem por enfermidades. Que Teu abraço amoroso possa acolher quem está desanimado ou desanimada. Que Tua presença seja consolo e ânimo para uma recuperação plena e para o retorno ao convívio com familiares.

Deus da justiça, te pedimos pelas autoridades do nosso país e do mundo. Faze com que governem de maneira integral, buscando em primeiro lugar o bem estar da população, principalmente das pessoas que sofrem sem a garantia de direitos, políticas públicas e vida digna. Que suas ações sejam voltadas para a manutenção e criação de uma sociedade justa, que acolhe e repara injustiças.

Ó Deus, que por meio de Jesus Cristo venceu e morte e nos presenteou com a vida, fortalece a nossa fé. Caminha conosco os nossos passos. Faze-nos olhar para a Cruz e nela perceber a esperança da ressurreição. Para que firmes nesta esperança, e como resposta de gratidão, possamos lutar por justiça e vida digna já em nossos dias.

Acolhe estes pedidos e os demais que ainda temos, os colocamos em Tuas mãos, na oração que Teu Filho Jesus Cristo nos ensinou: PAI NOSSO

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Que o Senhor esteja diante de vós, apontando o caminho a seguir.
Que o Senhor esteja sempre atrás de vós, amparando quando cairdes.
Que o Senhor esteja sempre ao vosso lado, como amigo fiel nos caminhos da vida.
Que o Senhor esteja sempre dentro de vós, animando para a luta em defesa da vida.
Que o Senhor esteja sempre abaixo de vós, oferecendo chão firme para os pés andarem com segurança.
Que o Senhor esteja sempre acima de vós, protegendo-vos e conduzindo-vos para a paz com toda a criação. Amém!

ENVIO
Confiantes que o Senhor nos ampara, também em meio ao sofrimento, ide em paz e servi ao Senhor!

CANTO FINAL
LCI 309 - 
Leva-nos em paz agora

 


Autor(a): Estagiário Felipe Hobus Vollrath
Âmbito: IECLB / Sinodo: Amazônia
Área: Celebração / Nível: Celebração - Liturgia
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo da Páscoa
Natureza do Domingo: Sexta da Paixão

Testamento: Novo / Livro: Hebreus / Capitulo: 10 / Versículo Inicial: 16 / Versículo Final: 25
Título da publicação: Caderno de Celebrações 2021 - Sínodo da Amazônia
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 60521
REDE DE RECURSOS
+
O Senhor guardará você. Ele está sempre ao seu lado para protegê-lo. Ele o guardará quando você for e quando voltar, agora e sempre.
Salmo 121.5 e 8
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br