Concílio da Igreja



ID: 2273

O filme "Lutero. Rebelde. Gênio. Libertador." encanta os conciliares

20/10/2004

Um dos pontos altos do XXIV Concílio foi a primeira apresentação no Brasil do filme “Lutero” que conta a história do reformador: Rebelde, gênio, libertador - como diz a chamada do filme. “Lutero” causou uma ótima impressão nos conciliares, que acreditam no potencial pedagógico de filme, resgatando junto a luteranos e não luteranos alguns dos importantes princípios de nossa Igreja.

“Acredito que o filme “Lutero” é uma grande contribuição para a IECLB - especialmente neste momento em que discutimos unidade. Acho que o filme vai fazer com que as pessoas tenham mais clareza do que é ser luterano: a obra proporciona um encontro com a identidade luterana, quem ainda não tinha clareza, com certeza vai se decidir em ser ou não luterano.” – destacou o Pastor Sinodal do Sínodo Sul Riograndese, Jorge Signorini, logo após a exibição do filme. Ele ainda destacou que não acredita em crise no meio ecumênico, apenas entre a ala católica radical: “O filme convida o espectador a jogar-se dentro da história ao abordar a trajetória de Lutero e trazer questões que estão em debate na atualidade, como a violência, a afetividade, as relações amorosas e as crises religiosas que as pessoas enfrentam em busca de um Deus”. Signorini também avalia que a demanda de publicações sobre Lutero e a Reforma deve aumentar bastante pois o filme instiga o espectador a querer saber mais, contando a história com muita veemência e paixão.

Para o Presidente do Conselho da Igreja, Luiz Artur Eicholz o filme é muito bom: “Já estive em muitos dos lugares retratados e “Lutero” conseguiu trazer o tempo da reforma para os dias de hoje de uma forma muito compreensível. É impressionante. Acredito que vá mexer muito com as pessoas – desde as mais simples até as intelectuais. Este filme vai prestar um belo serviço a IECLB, abrindo espaços para literatura de Lutero. Professores, obreiros e diversos segmentos da sociedade serão chamados para a reflexão, para que tragam seu depoimento e também suas perguntas. A IECLB deve se preparar para responder a toda a demanda que vai surgir. O filme “Lutero” deverá contribuir para reavivar nossa igreja, resgatando e reafirmando seu papel perante a sociedade, pois incentiva à reflexão sobre a nossa herança e como podemos contextualizá-la hoje.” - Destacou Eichholz.

Já o Pastor Meinrad Piske afirmou empolgado: “Estou encantado com o filme “Lutero” pois sua abordagem não é a teologia tradicional de Lutero – o enfoque é a liberdade. Mesmo mostrando apenas uma parte da história, a narrativa é de uma atualidade impressionante. Acredito que haverá um impacto muito positivo nas comunidades. Precisávamos de algo assim!

Martha Kannemberg, que estava presente no Concílio ressaltou o grande potencial do filme para as comunidades: “Lutero” é um filme muito realista e muito bom – acredito que será um grande incentivo para as comunidades. Não só os luteranos devem assistir, mas toda a população. Acho que estamos num momento favorável para isto, no qual outros filmes sobre questões religiosas vem ganhando espaço no circuito comercial de cinema. O filme dá muita ênfase ao lado humano de Lutero e acredito que isto vai gerar muita curiosidade sobre sua a obra literária também – existe muita literatura de Lutero que não foi traduzida para o português e talvez agora ela chegue até os brasileiros” lembrou Martha.

Rolf Keunecke, delegado do Sínodo Vale do Itajaí ficou impressionado com o cenário e a didática do filme e destacou: “Lutero” será muito importante para a caminhada da nossa igreja pois mostra de um modo acessível tudo o que aconteceu. As imagens são muito impactantes – acredito que marcam mais do que a literatura – ajudam a compreender melhor a história de nossa igreja e sua sistemática.”

Para o Pastor Mozart Noronha de Mello “Lutero” é um filme excelente – um belo trabalho que com certeza não vai agredir a nossa abertura ecumênica. “O filme mostra um Lutero pacifista, que enfatizava a palavra. O filme é bastante didático e certamente promoverá a reflexão: acredito que cada luterano vai voltar um pouco no tempo e se sentir parte da história. “Lutero” será muito útil para nós – no ensino confirmatório, nos grupos, na propagação de nosso jeito de ser e pensar. “ salientou Mozart

“A fotografia de “Lutero” é muito linda, o filme é muito bem feito” – compartilhou o Pastor Guilherme Lieven: “Foi uma boa surpresa para mim ver um outro lado de Lutero que não somente o intelectual, aquele que aprendemos na faculdade. O filme mostra o lado humano de Lutero: com a mulher, sofrendo com a guerra. O filme também servirá como um alerta: a questão da venda de indulgências e dos benefícios de Deus é um tema muito atual algumas igrejas de certa forma fazem este comércio – esta relação é muito fácil a partir do filme.” – provocou Lieven.

“A qualidade de “Lutero é muito boa” –exclamou Rolf Köhntopp, delegado do Sínodo Norte Catarinense: “O filme resgata uma postura que às vezes hesitamos em assumir. “Lutero” mostra que o cristão em nenhum momento pode negar a Deus, por maior que seja a pressão. O filme causa um impacto muito forte, mostra a realidade. “Lutero” é uma lição de vida muito grande e também de fé e convicção.” concluiu Köhntopp.
 


AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

O amor só é verdadeiro quando também a fé é verdadeira. É o amor que não busca o seu bem, mas o bem do próximo.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
O Espírito Santo permanece com a santa congregação, ou cristandade, até o dia derradeiro. Por ela, nos busca e dela se serve para ensinar e pregar a Palavra, mediante a qual realiza e aumenta a santificação, para que, diariamente, cresça e se fortaleça na fé e em seus frutos, que ele produz.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br