Convenção de Ministros e Ministras da IECLB


Convenção Nacional de Ministras e Ministros da IECLB - 2013 - Culto Eucarístico - Encerramento

17/10/2013

Convenção Nacional de Ministras e Ministros da IECLB 2013
Entre alegria e sofrimento: espiritualidade e ética no ministério na IECLB
15 a 17 de outubro de 2013

Culto Eucarístico - Encerramento

 

LITURGIA DE ABERTURA

Prelúdio (Quando o povo se reúne)

Acolhida

L. Após uma semana de convivência e estudo, chegamos ao fim da nossa convenção. Antes de nos despedirmos e voltarmos para nossos lares e comunidades, Deus nos chama, nos congrega, nos reúne em torno da sua Palavra e da sua mesa. Graças damos a Deus por esse convite, pelo alimento a nós oferecido antes da nossa partida. Em louvor, cantemos:

C. ♫ Se vens de longe

Invocação

L. Ó vem, ó vem, Espírito da criação, transforma-nos, faze de nós teu povo. Dá-nos um só coração.

C. Ó vento que vem de todas as direções, sopra sobre nós, torna-nos um só corpo, ergue-nos e dá-nos vida! (Ez 37.10)

L. Ó vem, ó vem, Espírito da redenção, por teu amor, reúne-nos contigo na mesa da comunhão!

C. Ó vento que vem de todas as direções, sopra sobre nós, torna-nos um só corpo, ergue-nos e dá-nos vida!

L. Ó vem, ó vem, Espírito da consolação, dá-nos paz, aquieta a nossa alma. Shalom!

C. Ó vento que vem de todas as direções, sopra sobre nós, torna-nos um só corpo, ergue-nos e dá-nos vida!

C. ♫ Vem Espírito Santo, vem atende o nosso chamado, nos convida a ser teu povo, na esperança libertado!

Confissão de pecados

L. Deus de eterno amor!

Tu nos escolheste! Somos tuas testemunhas. Mas, diante de ti somos humanidade que erra e peca. Em silêncio ficamos... para que tu fales a nós, para que o teu Espírito tome conta de nós e enxerguemos as nossas falhas... (silêncio).

Salmo 139

C. (Todos/todas) Ó Senhor Deus, tu me examinas e me conheces.
Sabes tudo o que eu faço e, de longe, conheces todos os meus pensamentos.
Tu me vês quando estou trabalhando e quando estou descansando;
Tu sabes tudo o que eu faço.
Antes mesmo que eu fale, tu já sabes o que vou dizer.
Estás em volta de mim, por todos os lados, e me proteges com o teu poder.
Eu não consigo entender como tu me conheces tão bem; o teu conhecimento é profundo demais para mim.
(...)
Ó Deus, examina-me e conhece o meu coração! Prova-me e conhece os meus pensamentos.
Vê se há em mim algum pecado e guia-me pelo caminho eterno.

Anúncio da graça

L. O Deus de eterno amor é generoso e compassivo. Por sua graça, ele nos acolhe, aceita a nossa súplica e nos concede o seu perdão. Pois ele nos amou de tal maneira que deu o seu Filho, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Amém.

Oração do dia

L. Deus de ternura! Somos teus servos e tuas servas. Em nossa ordenação, incumbiste-nos do ministério da tua Palavra. Por tua graça, nosso ministério tem sido instrumento para que pessoas sintam a tua presença e o teu abraço. Bem por isso, como ministros e ministras, necessitamos da tua Palavra e da Ceia do Senhor para o nosso próprio alimento. Com nossas mãos estendidas suplicamos: dá-nos de comer! Como potes a encher-se de água, pedimos-te: dá-nos de beber! Por Jesus, que contigo e o Espírito Santo reinam de eternidade a eternidade. Amém!

LITURGIA DA PALAVRA

L. Vamos receber a Palavra de Deus, cantando:

C. ♫ Senhor, que a tua palavra transforme a nossa vida, queremos caminhar em retidão, na sua luz.

L. Gálatas 6.2

L. O santo evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo, segundo Lucas, no capítulo 24, versículos 28-35. Aleluia!

C. ♫ aleluia, aleluia, aleluia

L. (Leitura do evangelho) ... palavra do Senhor!

C. Demos graças a Deus!

Pregação  (Veja aqui)

Oração Geral

L. Amado Deus, nós te agradecemos por este encontro de ministros e ministras da IECLB. Pela convivência, pela partilha de experiências, pelo aprendizado e pelos desafios a nós apresentados.

Agradecemos-te pela igreja irmã – IPB – que sediou este encontro, por sua parceria e companheirismo; te agradecemos pelas pessoas da comunidade local que incansavelmente nos assessorou, dando o suporte necessário para o desenvolvimento deste encontro; agradecemos pelos vários grupos do sínodo local que se formaram para nos dar apoio logístico, assim como pelas pessoas da comissão de preparação desta convenção; ó Deus, a ti seja dado o nosso louvor por todo o bem que nos proporcionaste aqui nestes dias através do serviço de tantas pessoas. Fortalece, anima e abençoa a cada pessoa que colocou seus dons e serviços em prol desta convenção. Rogamos-te, ó bom Deus: sê com cada um e cada uma em sua volta para casa e na retomada do serviço do teu ministério. Dá que voltem às multidões aflitas e sedentas da tua palavra; dá que levem pão a quem tem fome, consolo a quem vive em aflição, esperança a quem está doente; força para quem está a serviço do teu reino. Acima de tudo, ó Deus, dá-nos o teu amor, dá que vivamos em tua graça, cuida de nós para que possamos cuidar de quem precisa. ... Por Jesus, teu Filho amado, nosso salvador, amém.

Recolhimento das ofertas

HPD 455 Cada dia o dia inteiro

LITURGIA DA CEIA

Preparo da mesa

L. Aqui somos comunidade que deseja estar à mesa e ser alimentada pelo próprio Jesus. Apressemo-nos em preparar a mesa do Senhor. Cantemos, enquanto preparamos a mesa.

C. ♫ O mutirão da vida

Oração do ofertório

L. Bendito sejas, ó Deus, por esta mesa, inclusiva, sem barreiras. Graças te damos porque em torno da tua mesa acontece uma troca singular. Chegamos a ti como somos, trazendo nossas dores, angústias, nosso pecado, nossas dúvidas, nossa fraqueza, nossa doença, nosso medo. Aqui encontramos o que necessitamos: tua benevolência, teu perdão, teu consolo, tua mão forte. Em ti temos paz e comunhão, em ti temos a alegria da salvação. Bendito sejas, ó Deus, por tudo o que nos concedes por meio de nosso Senhor Jesus Cristo.

C. Amém!

Oração eucarística

L. Ó Deus, verdadeiramente, tu és um Deus misterioso, incompreensível, temível até; mas na miséria da cruz, na aflição e fraqueza de Jesus, tua face oculta nos foi revelada. És misericordioso, um Deus que se identifica conosco, és o Cristo que se dá a nós, humano, que sofre conosco as nossas dores e festeja conosco a felicidade do Reino. Pelo que fizeste a nós na cruz, no seu Filho Jesus, nós te adoramos, e cantamos glórias ao teu nome. Tu és o santo, o Deus que é mão forte onde nós fraquejamos.

C. ♫ Santo é você, Senhor (HPD 361)

L. Por seres Deus de terno amor, que se dá a nós, rodeamos esta mesa para cearmos com Jesus, teu filho. Ele próprio nos ordenou que assim o fizéssemos: Pois, na noite em que foi traído, Jesus tomou o pão e, tendo dado graças o partiu e o deu aos seus discípulos, dizendo: tomai e comei, isto é o meu corpo que é dado por vós. Fazei isto em memória de mim. Depois de cear, tomou também o cálice, rendeu graças e o deu aos seus discípulos, dizendo: bebei dele todos, porque este cálice é a nova aliança no meu sangue, derramado em favor de vós, para a remissão dos pecados. Fazei isto todas as vezes que o beberdes em memória de mim.

L. Ó vem Espírito Santo, faze de nós um só corpo. Dá que, em união com Cristo, tenhamos comunhão entre nós e saibamos acolher-nos mutuamente em nossas limitações e necessidades no cotidiano do nosso ministério.

L. Lembra-te, de companheiros e companheiras que na jornada do ministério te serviram em graça e amor, mas não estão mais conosco . Reúne-nos com eles e elas na grande festa do teu Reino onde em união louvaremos, para sempre, o teu santo nome. Por Cristo, com Cristo e em Cristo.

C. ♫ Por Cristo, com Cristo e em Cristo...

Pai Nosso

Fração

L. O cálice pelo qual damos graças é a comunhão no sangue de Cristo (+);
O pão que partimos é a comunhão no corpo de Cristo (+);

Comunhão

L. Venham, pois tudo está preparado! Eis o cordeiro de Deus!

C. ♫ Cordeiro de Deus

Cantos de comunhão (Oração da Igreja, Somos Igreja, Vento que anima...)

Oração pós-comunhão

L. Pela comunhão de mesa, pela presença de Jesus sob o pão e o vinho, oremos, cantando:

L. e C. ♫ Graças, Senhor!

LITURGIA DE DESPEDIDA

Bênção

L. “Que Deus toque tuas mãos,
para que sejam sempre generosas e solidárias.
Que Deus toque teus pés,
para que teus passos sejam firmes no caminho da paz.
Que Deus toque teus ouvidos,
para que permaneçam abertos à voz do Senhor e ao clamor do teu próximo.
Que Deus toque tua boca,
para que pronuncies palavras que consolam e que curam.
Que Deus toque teus olhos,
para que brilhem com a luz da esperança e reflitam o amor de Deus.”

Envio

L. Vamos, na certeza do amor e da companhia de Deus que caminha conosco, animando-nos e sustentando-nos em nosso ministério

C. ♫ Deus te abençoe; guarde o teu andar.
Mostre a cada passo como caminhar.
Quando vier a noite, não puderes ver, seja Deus a luz para te guiar.

(Liturgia elaborada por Cat. Dra. Erli Mansk)


Autor(a): Erli Mansk
Âmbito: IECLB / Organismo: Convenção de Ministros e Ministras da IECLB
Natureza do Texto: Liturgia
Perfil do Texto: Celebração
ID: 25238
Ninguém deve fazer tudo o que tem direito a fazer. Cada qual deve olhar para o que é útil e o que é benéfico para o seu irmão, para a sua irmã.
Martim Lutero
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br