Liturgia para 1º de ADVENTO 2014

Obra Gustavo Adolfo

24/11/2014

 

CULTO DE ADVENTO 2014

 

LITURGIA DE ENTRADA


Preparação do ambiente

Na entrada do espaço litúrgico, arrumar um galho grande seco ou sem folhas num vaso. Ao redor, no chão, sobre panos roxos, colocar folhas secas diversas, em número suficiente para todos os participantes do culto. Estas folhas também poderão ornamentar o corredor. Uma pessoa devidamente caracterizada de profeta ou profetiza, com veste roxa, recepciona e entrega para cada pessoa uma folha seca. Esta pessoa poderá ter consigo um embornal com folhas secas ou, então, poderá pegar as do chão para serem entregues.

No altar, arrumar um galho grande cheio de folhas verdes ou um pé de cipreste. Ao redor, no chão, sobre panos roxos, dispor vários raminhos verdes, também em número suficiente para todos os participantes do culto e uma gamela de barro (onde serão colocadas as folhas secas e queimadas ao final do culto).

Pode ser colocada uma música instrumental suave até o início do culto.

Acolhida

L.: É um novo começo... Advento chegou! Tempo de avaliação. Tempo certo de pedir e receber perdão. Tempo de recomeçar. Tempo de recolher as folhas secas e perceber Jesus Cristo, o broto novo, transformar nossa vida. E, assim, anunciar a esperança, envolvidos pelos braços de amor do Deus menino.
Sejam bem-vindos a esta primeira celebração de Advento!

A coroa de Advento nos auxilia a viver esse novo tempo. Com alegria, vamos acender a primeira vela (a pessoa caracterizada de profeta ou profetiza entra pelo corredor, se dirige até a coroa, acende a vela e se posiciona, de pé ou sentado, junto ao galho verde no altar), enquanto cantamos.

♫ Hino: 308 do HPD 2

Invocação trinitária

L.: Celebramos esse tempo de Advento em nome e na presença do Trino Deus, o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Peçamos que a Sua graça, amor e a comunhão permaneçam conosco, cantando.

♫ Hino: 350 do HPD 2

Confissão de pecados

L.: Tomemos em nossas mãos a folha seca. Observemos essa folha (dar um breve tempo para isso). Folhas secas, sem seiva, quebradiças, sem vida... Assim somos nós em meio ao pecado.
Quais foram os nossos erros, falhas, pecados nesses últimos dias?
Como o vento leva as folhas secas que caem das árvores, assim o misericordioso Deus leva os nossos pecados. Em silêncio peçamos perdão a Deus. Sem pressa levemos a Deus nossos pecados simbolizados pela folha seca e deixemos Deus nos revestir de folhas novas de amor, de paz e de esperança, como a coroa de Advento é revestida pelos ramos verdes e envolvida com a fita vermelha. Em humildade a Deus nos dirigimos buscando o seu perdão.
(Conforme as pessoas foram levando as folhas até a gamela no altar, junto à árvore, a pessoa caracterizada de profeta ou profetiza entrega para cada uma um ramo verde. Durante esse momento pode ser colocada uma música instrumental suave ou se canta o que segue).

♫ Ó Deus da justiça tem misericórdia de nós. Ó Deus da justiça tem misericórdia de nós. Alivia a nossa angústia, responde o nosso clamor. Concede o teu perdão, ouve nossa oração.

Anúncio da graça

L.: De folhas novas, verdes, vistosas, cheias de esperança e paz, Deus nos revestiu, porque nasceu um broto novo: Jesus Cristo. E com o seu amor nos envolveu. (a pessoa caracterizada de profeta ou profetiza diz o que segue e, em seguida, senta junto à comunidade) “e o amor de Deus é isto: não fomos nós que amamos a Deus, mas foi ele que nos amou e mandou o seu Filho para que, por meio dele, os nossos pecados fossem perdoados” (1Jo 3.10).

♫ Hino: 383 do HPD 2

Oração do dia

L.: Levemos nossa oração a Deus cantando.

♫ Hino: 427 do HPD 2

LITURGIA DA PALAVRA

1ª Leitura Bíblica – Isaías 64. 1-9

L.: ♫ /:Felizes os que ouvem a Palavra do Senhor. Felizes os que buscam a justiça e o amor.:/

2ª Leitura Bíblica – 1 Coríntios 1. 3-9

♫ Hino: 379 do HPD 2

Aclamação do Evangelho

L.: Aclamemos o Evangelho cantando aleluia.

C: ♫ Ale, ale, ale - lu - ia. (3x). Aleluia, aleluia!

Leitura do Evangelho – Marcos 13. 24-37

L.: Palavra do Senhor. Aleluia!

C: Louvado sejas, Cristo!

Pregação

Tema: O broto da vida

“Só o Cristo é verdadeiramente belo – e ele amou os feios para torná-los belos”. Agostinho

Estimadas irmãs e estimados irmãos em Cristo!

Como folhas numa árvore que brotam, crescem, ficam amareladas, caem, secam e desaparecem como pó é o ciclo da vida. Um ano termina e outro começa. É advento! Inicia mais um ano da Igreja. Novos brotos e novos ramos surgem. É a vida anunciada e a vida nascendo.

Nossos textos ensinam como é dura a vida. Apontam as adversidades e dificuldades que o povo de Deus encontrou no caminho. Igualmente nós encontramos no nosso caminhar muitas dificuldades. Ao mesmo tempo, esse caminho se torna pesado demais quando se está longe de Deus, quando é difícil perceber que nós mesmos podemos estar errando. E, então, a culpa será de Deus. Por que Ele não atravessa as nuvens e vem ao encontro?

O povo de Israel, conforme o texto de Isaías fora exilado na Babilônia, mas os persas venceram os babilônios e agora os exilados poderiam voltar para sua terra. O desespero é grande ao voltar. Tudo estava destruído. O templo e a cidade precisavam ser reconstruídos. Havia um sentimento de abandono. Onde estava Deus?

Isaías clama pela ajuda do Deus Eterno. Que atravessasse as nuvens e viesse ao encontro de seu povo para terminar o vaso de barro que quebrara por causa dos seus pecados. Além disso, percebemos uma situação de desânimo porque ninguém ousa levantar os olhos diante de Deus, tendo consciência da falta de fidelidade a Ele nas dificuldades. Mas, Isaías cumpre o seu papel de profeta, intercede pelo povo e pede pela misericórdia de Deus para que consiga recomeçar sua vida e o templo seja novamente erguido e, assim, poderem estar dignamente diante de Deus. E só havia uma saída: que Deus viesse ao encontro e redimisse seu povo.

O evangelho de Marcos e a epístola de I Coríntios também apontam que Deus não abandonou seus filhos e suas filhas, mas veio em Jesus Cristo e anunciou um novo tempo. O advento que vivemos é um prelúdio da vinda de Cristo. Advento simboliza nossa própria vida, quando diariamente esperamos e recebemos Jesus Cristo como Senhor, como esperança de um mundo que vive em si mesmo.

Os brotos numa árvore anunciam vida. A leitura bíblica anuncia Jesus Cristo como broto novo, incorruptível, único capaz de nos ligar ao Pai. Broto capaz de levar embora nossas enfermidades e maldades. Broto capaz de nos tornar amáveis a exemplo dele e produzir frutos. O broto novo nasce, na maioria das vezes, onde uma folha precisou cair. Há folhas e brotos que precisam ser tirados para que a árvore continue viva. O que isso nos ensina? (dar pausa)

Advento é mais do que celebrar uma época bonita do ano. Advento precisa ser celebrado, porque anuncia o quanto Deus ama o seu povo e sua criação e quer que recebamos o presente maravilhoso e mais importante do natal: Jesus Cristo. Advento nos ensina a tirar brotos e folhas para que continuemos vivendo e dando bons frutos. Advento é limpeza da alma, preparo e vigília. Advento é a esperança refletida na coroa verde. É a certeza de que a vida superou o pecado e, consequentemente, a morte. É anúncio de que não estaremos sozinhos na escuridão, mas que temos um Senhor como luz.

No tempo do advento lembramos como foram os ciclos da vida, como foi o ano e entramos num novo ano com esperança e vigor. As situações tristes recebem o apoio da esperança e da solidariedade. Muitos lares precisam ser reconstruídos e certamente Deus vem ao encontro. Também muitas comunidades da IECLB precisam ser construídas e reconstruídas para que celebrem o advento como povo de Deus e tenham suas esperanças renovadas. Por isso aprendemos tão bem de Jesus a prática do amor ao próximo, da solidariedade, porque somos todos do mesmo corpo de Cristo.

A história de Deus com seu povo é bonita. Tem sentido. Ele escolhe amar e guiar sua criação, seus filhos e suas filhas. Escolhe ensiná-los para que não se perdessem nem ficassem desesperados quando viessem as dificuldades.  Dá liberdade, mas percebe que precisa estar perto, sentir como seu povo sente, chorar como seu povo e mostrar que a vida é mais bela e é digna abundantemente quando ninguém e nenhuma situação escraviza. Precisou doar-se em Jesus Cristo, porque notou que, mesmo feito à sua imagem e semelhança, seu povo é peculiar o bastante, tão diferente, obediente e desobediente, cruel e amoroso, egoísta e solidário. No entanto, o ama. Foi feito por suas mãos a partir do barro e doando-se pode refazer esse vaso. As feridas e cicatrizes foram saradas pelo sangue de Cristo e a esperança de que a vida continua foi a prova do sepulcro vazio. Portanto, advento é a história de Deus vindo ao encontro do seu povo.

Dediquemos esse tempo para louvar a fidelidade de Deus e preparar nossa vida, nossos lares e comunidades para o nascimento de Cristo. Amém.

Confissão de Fé

L. e C.: Creio em Deus Pai, todo poderoso... Amém.

Hino: 309 HPD 2

Oração Geral da Igreja

L.: Vamos nos colocar diante de Deus para orarmos a Ele.

L.: Graças te damos, Deus de misericórdia, por mais uma vez podermos testemunhar o teu amor ao nos enviar Jesus Cristo, teu filho amado. Graças te damos, pois Ele  nos transformou enchendo-nos de vida e de esperança. Graças, Senhor, cantamos:

C: ♫ Graças Senhor. Graças Senhor. Por tua bondade teu poder teu amor. Graças Senhor.

L.: Graças te damos, Deus de bondade, pois tu vens a nós apesar de nossa falta de fé e de confiança em tuas promessas. Graças, pois teu amor é maior do que a nossa compreensão e tira de nós toda dúvida e todo o medo.

C: ♫ Graças Senhor. Graças Senhor. Por tua bondade teu poder teu amor. Graças Senhor.

L.: Intercedemos, nosso Deus, pelas autoridades de todo o mundo para que trabalhem pela paz, desejo teu. De forma especial, trazemos diante de ti Israel e Palestina para que tu tenhas misericórdia e toque o coração de suas autoridades para trabalharem pela paz e resolução dos conflitos.

C: ♫ Ouve nossa oração e atente a nossa súplica.

L.: Intercedemos, nosso Deus, pela Igreja de Cristo em nosso país para que seja sempre testemunho concreto deste teu amor encarnado e humilde seguindo teu exemplo. Bom Deus, intercedemos pela Obra Gustavo Adolfo para que ela possa continuar a ser teu instrumento de amor para as comunidades espalhadas por todo o nosso país. Permite, Senhor, que nós possamos hoje contribuir com alegria e gratidão.

C: ♫ Ouve nossa oração e atente a nossa súplica.

L.: Intercedemos, nosso Deus, pelas pessoas doentes (citar nomes de pessoas) pelas famílias enlutadas (citar nomes de pessoas). Por todas as pessoas que precisam sentir o teu amor especialmente em momentos de fraqueza e de dificuldades. Fortalece em nós a fé e a confiança de que tu tens poder de nos transformar em folhas vivas que anunciam o teu amor.

C: ♫ Ouve nossa oração e atente a nossa súplica.

L.: Confiantes de que tu ouves a nossa oração, nos entregamos a ti em fé em nome de teu Filho amado nosso Senhor e Salvador.

C.: Amém

♫ Hino: 5 do HPD 1 e Recolhimento das ofertas (para OGA)

 

LITURGIA DA CEIA DO SENHOR

L.: Deus veio a nós no menino nascido em Belém e revestiu-nos com folhas novas de amor e paz. Deus vem a nós na Ceia que Jesus instituiu. Na comunhão de mesa celebramos sua presença, pois ele é Deus Emanuel. Que essa comunhão com Cristo afaste de nós todas as folhas secas do medo, fortaleça a esperança na vinda plena do Reino que aguardamos e a renove disposição para servirmos ao Senhor a cada novo dia.

Ofertório

L.: ♫ Bendito sejas, Deus criador, pelo pão, fruto da terra e do trabalho, que aqui trazemos.

C.: ♫ Bendito sejas para sempre.

L.: ♫ Bendito sejas, Deus Criador, pelo vinho, fruto da terra e do trabalho, que aqui trazemos.

C.: ♫ Bendito sejas para sempre. Amém!

Diálogo

L.: O Senhor esteja com vocês.

C.: E com você também.

L.: Vamos elevar os nossos corações?

C.: Ao Senhor os elevamos.

L.: Vamos dar graças ao Senhor, nosso Deus?

C.: Isso é digno e justo.

Prefácio

L.: Sim, é digno, justo e nosso dever que, em todos os tempos e lugares, rendamos graças a ti, Deus eterno e todo-poderoso. Pois no tempo de Advento podemos festejar a vinda de teu Filho para favorecer a vida e manter a aliança com teu povo. És Deus presente e acompanhas o teu povo na caminhada de uma vida renovada. Por isso, com toda a Igreja, engrandecemos o teu nome, cantando:

C.: ♫ 363 do HPD 2

Anamnese

L.: Graças te damos, ó Pai, que preparaste o caminho para o teu Filho, através de profetas e profetisas que clamaram no deserto. Graças te damos porque o próprio Jesus confirmou a tua paixão por caminhos em que reinam a esperança do novo, a resistência ao mal e o vigor da vida.
C.: Ele veio nos salvar.

Narrativa da instituição

L.: Graças te damos pelo sacrifício de Cristo em nosso favor. Pois na noite em que foi traído, Jesus tomou o pão e, tendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo, que é dado por vocês, façam isto em memória de mim. Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou também o cálice, dizendo: Este é o cálice da nova aliança no meu sangue. Façam isto, todas as vezes que o beberem, em memória de mim. Portanto, todas vezes que comermos deste pão e bebermos deste cálice, anunciamos a morte do Senhor, por nós, até que ele venha.

C.: ♫ Anunciamos, Senhor, a tua morte, e proclamamos a tua ressurreição. Vem, Senhor Jesus!

Epiclese

L.: Envia, Deus da esperança, o Espírito de vida e de amor que acompanhou e animou os profetas na tarefa de preparar o caminho para Jesus, para que, pela força do mesmo Espírito, partilhando o pão da vida e o cálice da nova aliança, nos tornemos, em Cristo, um só corpo que vive e a núncia a esperança.

C.: ♫ 366 do HPD 2

Mementos

L.: Lembra-te, Senhor, das pessoas que perseveraram na fé e guia-nos com elas à festa da alegria plena, preparada para o teu povo, em tua presença, com teus profetas, apóstolos e mártires, e todos que viveram na tua amizade. Unidos a eles, proclamamos tua misericórdia e anunciamos o teu Reino, para o qual, em Cristo, nos convidaste.

Doxologia

C.: ♫ Por Cristo, com Cristo e em Cristo, seja a ti, Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda honra e toda glória, agora e para sempre. Amém.

Pai Nosso

L.: E agora, oremos como Jesus nos ensinou: Pai Nosso, que estás nos céus, santificado... Amém.

Gesto da Paz

L.: Jesus Cristo diz: “A minha paz vos dou”. Pertencendo ao corpo de Cristo, também vamos desejar a paz uns aos outros.

Fração

L.: O cálice da bênção que abençoamos é a comunhão do sangue de Cristo. O pão que partimos é a comunhão do corpo de Cristo.

C.: Nós, embora muitos, somos um só corpo.

Cordeiro de Deus

L.: Eis o cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! (Jo1.29)

C.: ♫ Ó Jesus, Cordeiro, tiras o pecado e o mal tem piedade! Ó Jesus, Cordeiro, tiras o pecado e o mal tua paz concede! Amém. (49 do HPD 1)

Comunhão

L.: Venham participar, pois tudo está preparado. Jesus diz: Eis que estou a porta e bato!

Oração pós-comunhão

L.: Oremos: Deus amigo, agradecemos-te, porque nos revigoras na comunhão da Ceia. Concede, em tua bondade, que ela nos fortaleça na confiança em tua presença constante e na prática do amor ao nosso próximo. Isso te pedimos por Jesus Cristo, nosso Senhor.  Amém.

 

LITURGIA DE SAÍDA

Avisos

♫ Hino: 423 do HPD 2

Incineração das folhas secas (pode ser feita dentro ou fora do espaço litúrgico. Em caso da última opção convidar a comunidade para sair)

L.: Tomemos em nossas mãos os ramos verdes. Deus faz brotar em nós folhas verdes, vistosas, cheias de esperança, de paz e de amor através do Deus Menino. Ele leva os nossos pecados como o vento leva as folhas secas e deles não mais se lembra (a pessoa devidamente caracterizada de profeta ou profetiza põe fogo nas folhas secas. Se a incineração ocorrer fora do espaço litúrgico, o profeta ou profetiza leva a gamela com as folhas secas para fora e põe fogo).

Bênção

(Esperar queimar boa parte das folhas antes de proferir a bênção. Convidar as pessoas para envolver com os braços as costas de quem está ao seu lado ou colocar a mão sobre o seu ombro)

L.: Que o Senhor te acompanhe ao partires deste lugar;
Que vá à tua frente para iluminar teu caminho;
Que caminhe ao teu lado para ser sempre teu amigo;
Que vá atrás de ti para proteger-te de qualquer dano;
Que seus braços carinhosos estejam debaixo de ti para te sustentar
Quando o caminho for difícil e estiveres muito cansado;
Que esteja sobre ti para te cuidar, a ti e todos que amas.
E, sobretudo, que Deus viva em teu coração para dar-te sua alegria e sua paz para sempre. Amém. (Hilda e Mônica Silva)


Envio

L.: As folhas novas e verdes anunciam um tempo novo, tempo de Advento, tempo de transformação.  Vão em paz e sirvam com alegria ao Senhor.
C.: Demos graças a Deus.

♫ Hino: “Meu bom pastor é Cristo”


Diác. Angela Lenke
P. Dirceu G. Strellow
Pa. Fernanda Pagung Reinke
Pa. Franciele V. Sander


Autor(a): Angela Lenke. Fernanda P. Reinke, Franciele Sander e Dirceu G. Strelow
Âmbito: IECLB
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Natal
Área: Celebração / Nível: Celebração - Liturgia / Organismo: Obra Gustavo Adolfo - OGA
Natureza do Domingo: Advento
Perfil do Domingo: 1º Domingo de Advento
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 30729
REDE DE RECURSOS
+
ECUMENE
+
Pela graça sois salvos, mediante a fé, e isto não vem de vós: é dom de Deus.
Efésios 2.8
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br