Celebração Sinodal de Advento é realizada em Carlos Barbosa

Culto foi repleto de acontecimentos marcantes e especiais, como o início do Tempo de Advento, o lançamento do Tema do Ano e o relançamento do Dia da Igreja

07/12/2023

1 | 1
Ampliar

O tempo chuvoso e o vento não impediram que o clima de alegria, de gratidão e de acolhimento tomassem conta da Celebração Sinodal de Advento do último domingo. O culto iniciou às 18h, na Comunidade Apóstolo Paulo, em Carlos Barbosa. A cada pessoa que adentrava o templo, foi entregue uma pequena pedra, pintada com o tema do Dia da Igreja de 2024: “Dons a serviço da vida”. Na pedra também estava registrada a data de domingo (03/12/2023) e as iniciais do Sínodo. Estas pedras, mesmo tão pequenas, conduziram o tema central do culto que, dentre outros marcos importantes daquele dia, celebrou o lançamento do Dia da Igreja de 2024.

Após a entrada dos ministros e da ministra que conduziram a celebração, o culto comemorativo iniciou com a saudação do ministro local e também Pastor Vice Sinodal, P. Carlos Romeu Dege, que expressou sua alegria em nome da Paróquia Martim Lutero por poder receber a comunidade local e também as pessoas visitantes. O Pastor Carlos saudou a todos e a todas com o versículo lema do ano de 2024, Mateus 28.20b: “Eis que estou com vocês todos os dias até o fim dos tempos”. O Presidente da Diretoria do Conselho Sinodal, Sr. Alécio Patzlaff, que também é membro da comunidade, saudou a todos e a todas. Houve um espaço para cada um e cada uma se apresentar, falando a sua cidade e comunidade. Ministros e ministras de outras comunidades do sínodo também estiveram presentes.

O versículo do 1º Domingo de Advento, Salmo 85.7, que fala da misericórdia de Deus, conduziu para o momento seguinte do culto: a confissão de pecados. O Diácono Dionata Rodrigues de Oliveira, Assessor Teológico do Sínodo, convidou as pessoas presentes a pegarem na mão as pedras que receberam no começo do culto. Ele observou que as pedras são frias, assim como os pecados esfriam a vida. Ele, então, convidou a cada um e a cada uma para fazer a oração de confissão de pecados segurando a pedra na mão. Ao final da confissão, as pedras estavam aquecidas pelo calor das mãos, o que foi comparado ao amor de Deus que nos acolhe e perdoa, esquentando a vida e sustentando a esperança.

A Pa. Marlei Adam Arcari, ministra na Paróquia em São Vendelino, conduziu a celebração durante o Kyrie e destacou que as pedras tanto podem ser alicerces e auxiliar em construções, quanto podem ser “pedras de tropeço”, dificultando no curso da vida. Ela recitou o poema de Carlos Drummond de Andrade, “No meio do caminho”. Em seguida, ao som de Kyrie Eleisson, as pessoas foram convidadas a se dirigirem ao altar para depositarem suas pedras, representando que entregamos a Deus o pecado e as suas dores deste mundo.

As pedras, que foram deixadas no altar, sem formato, transformaram-se em uma cruz, representando a vida que Cristo nos dá. Em oração conduzida pelo Pastor Sinodal Eduardo Paulo Stauder, as pessoas foram convidadas para serem, juntas, pedras de fundamento, pedras vivas, e não mais “pedras de tropeço”.

O P. Jorge Rucks Hirt, representante do Sínodo no Conselho da Igreja, realizou, em seguida, a leitura do texto do Evangelho de Marcos 13.24-31, que serviu de base para a prédica.

O Pastor Sinodal, em sua prédica, enfatizou que Advento é tempo de preparação, e que estar preparado é estar a serviço da vida. Ele destacou que há importantes momentos de preparação acontecendo em âmbito nacional e sinodal. Há preparo para a celebração dos 200 anos de Presença Luterana no Brasil em 2024. Há preparo, também, para o Dia da Igreja que acontecerá em Carlos Barbosa em 27 de outubro de 2024. Há preparo para celebrar o Natal, percebendo os sinais da presença do amor de Deus entre nós.

O Pastor Eduardo encerrou a prédica convidando as pessoas a atravessarem a rua, irem à praça e viverem os dons a serviço da vida, como um convite para o Dia da Igreja em 2024. Durante a confissão de fé, as pedras, que estavam em formato de cruz à frente do altar, foram novamente distribuídas entre os participantes da celebração. Sinal de que somos pedras vivas que colocam os seus dons a serviço da vida.

A oração de intercessão foi conduzida pelo P. Jorge e pela Pa. Marlei. Em seguida, houve um momento de homenagem aos aniversariantes. O Diácono Dionata, aniversariante do dia, recebeu os parabéns da comunidade e como presente uma cesta da Diretoria do Sínodo. A celebração encerrou com bênção conduzida em conjunto pelos ministros e a ministra que celebraram o culto. Após o culto, as pessoas presentes se dirigiram até o salão da comunidade para um momento de confraternização.
 

COMUNICAÇÃO
+
Jamais alguém pode louvar a Deus sem que antes o ame. Da mesma forma, ninguém pode amar Deus se não conhece Deus do modo mais amável e perfeito.
Martim Lutero
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br